Um projeto implantado na Universidade Federal do Tocantins (UFT) tem feito a diferença na rotina de muitos idosos neste período de distanciamento social por causa da pandemia de coronavíus. Os estudantes voluntários ligam para os idosos e passam um tempo simplesmente batendo papo.

São 25 estudantes que fazem parte do projeto ‘Escuta Solidária’, que tem como público alvo aquelas pessoas que estão na melhor idade. “Eles estão na zona de risco. Então estão sem contato com a família, sem contato com os netos. Muitas vezes, somente ele e o parceiro ou a parceira. Eles sentem falta desse contato, desse vínculo”, explicou a médica geriátrica Paula Curado.

Até agora 60 idosos foram cadastrados nesse projeto, mas não tem um limite de atendimentos e qualquer idoso pode se inscrever. Para os voluntários, o projeto vai além de passar um tempo conversando.

“É possível perceber como esses idosos se sentem amparados , se sentem acolhidos e felizes pelo simples fato de ter alguém para escutar, alguém para conversar”, comentou a voluntária Thauanne Almeida.

As informações são do  G1 Tocantins.