Ex-prefeito Carlos Amastha (PSB) desistiu de disputar o governo do Tocantins nas próximas eleições. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (6), horas após ser definido como candidato em convenção do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, Amastha disse ter orgulho do que já fez na política. “Parecia que estava tudo encaminhado […] Infelizmente, as coligações proporcionais não foram bem sucedidas. Com a saída do PC do B e do PTB, o projeto perdeu a essência”, disse.

A convenção que definiu a candidatura de Amastha foi realizada na noite deste domingo (5) em Palmas. No grupo estavam o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e o Partido da República (PR), que lançaram Ataídes Oliveira e Vicentinho Alves ao senado, respectivamente. Os partidos também foram supreendidos e ainda não se posicionaram sobre a desistência.

O pré-candidato também pediu desculpas pela desistência. “Peço desculpas se machuquei alguém e me coloco a disposição para que meu nome seja substituído. Sem a volta deles [dos partidos], não tem a mínima chance de ser candidato”, disse.

Amastha foi um dos candidatos nas eleições suplementares ao governo do Tocantins, convocada após a cassação de Marcelo Miranda (MDB). Ele ficou em terceiro lugar na preferência do eleitorado.