O governador  interino Wanderlei Barbosa (sem partido) recebeu nesta terça-feira, 9, no Palácio Araguaia, representantes das nove cidades que compõem o Consórcio dos Municípios do Jalapão (Comurja). O encontro tratou do processo de concessão do parque estadual da região – que acaba de passar por alterações – e também abordou outras reivindicações do grupo.

Concessão só anda com se população estiver segura de que será bom

Sobre o processo de concessão do parque, Wanderlei Barbosa buscou tranquilizar os prefeitos e representantes da região presentes no encontro. “Quanto a isso, todos podem ficar seguros e certos de que este governo não fará qualquer concessão se a população não estiver certa e segura de que isso vai ser bom pra ela”, teria dito o governador interino. As audiências públicas já estão marcadas para o dia  30 de novembro, em Mateiros; e 1º de dezembro, em Palmas. A consulta pública também tem data para encerra: dia 11 do mês que vem.

Estruturação do Batalhão Turístico

Wanderlei Barbosa também aproveitou o encontro para ratificar que o Estado está trabalhando na estruturação do Batalhão Turístico do Tocantins, que vai atuar nas regiões turísticas, a começar pelo Jalapão. “Inclusive, já estamos trabalhando na caracterização dos veículos que serão utilizados neste Batalhão Turístico, que vai servir as regiões turísticas do Estado, começando com esta experiência pelo Jalapão. Tenho certeza de que ajudará bastante no desenvolvimento da região”, informou.

Necessidade de patrulha exclusiva

Presidente do Comurja e prefeito de Mateiros, João Martins (DEM) considerou positiva o resultado da reunião. “Era um sonho do consórcio ter essa fala com o governador. Somos muito cobrados na região e, hoje, trouxemos especialmente a necessidade do Jalapão ser contemplado com uma patrulha exclusiva para atuar nas estradas, que precisam de manutenção contínua. Esta demanda já vem de muito tempo. Estamos animados pela recepção e pela resposta. A gente entende que essa gestão quer resolver as situações com diálogo e isto é muito bom”, afirmou.

Governo promete avaliar revisão do ICMS Ecológico

Uma outra reivindicação do Comurja foi a revisão da distribuição dos recursos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS Ecológico). O governador interino afirmou que todas as demandas apresentadas serão avaliadas pela equipe técnica na busca por soluções viáveis.