O Instituto Sinai de Araguaína realizou na segunda-feira (23/8), a primeira cirurgia de grande porte na unidade hospitalar. O procedimento ortopédico corrigiu uma fratura de fêmur, e teve como médicos responsáveis João Victor Santos Leal e Halyston Martins Pinho. Oito profissionais estiveram reunidos para a boa execução do procedimento.

A cirurgia foi bem sucedida sem nenhuma intercorrência. A paciente do sexo feminino terá sua alta programada para seguir o tratamento ambulatorial posteriormente.

“Essa cirurgia é o início de uma nova fase e um marco para o grupo, e em especial para a Unidade Sinai Araguaína, que juntamente com toda Diretoria e equipe de Multiprofissionais trabalhou capacitando e preparando nossos profissionais para inaugurarmos nosso centro cirúrgico buscando o melhor suporte para nossos pacientes”, destacou o diretor administrativo do grupo CDT/ Sinai, Eugênio Pacceli.

A meta é realizar mais de 200 procedimentos cirúrgicos na unidade até o final do ano.

Sobre Instituto

O instituto nasceu em Araguaína em 2016 e atualmente possui unidades também em Palmas (TO) e Redenção (PA), prestando os serviços de pronto atendimento de emergência e urgência, diagnóstico por imagem (raio-x, ultrassonografia, tomografia e ressonância magnética nuclear), e oferece diversas especialidades, entre elas, clínico geral e ortopedia. Para pacientes internados, a unidade conta com uma equipe multidisciplinar com os serviços de  fisioterapia, nutrição, assistência social e psicologia.

Além disso, estão à disposição dos pacientes: laboratório próprio de análise clínicas, centro cirúrgico, UTI adulto e internação com acomodações em apartamentos e enfermaria.

O Instituto Sinai atende pelo plano de saúde dos servidores públicos do Estado, o Servir.