Palmas registrou  43 novos casos de Covid-19 no boletim epidemiológico nº 209 da quarta-feira, 14 de outubro, sendo 24 mulheres e 19 homens. Do total de novos casos, 42 cumprem isolamento domiciliar e um está hospitalizado.

A taxa de ocupação hospitalar de Palmas permanece baixa e na faixa verde, ou seja, as internações estão abaixo de 50% da capacidade hospitalar. A taxa é de 23,8%. Já a taxa de ocupação de leitos clínicos públicos e privados é de 16,7%, enquanto que a ocupação dos leitos de UTI públicos ou privados é de 30,6%.

O informativo constata que 56 pessoas estão internadas por causas ligadas à Covid-19 na Capital. Do número, 27 (48,2%) residem em Palmas e 29 (51,8%) são habitantes de outras cidades e/ou estados.

Em relação à ocupação dos leitos de estabilização das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Palmas, o boletim aponta que a UPA Sul está com todos os leitos desocupados. Já a UPA Norte tem 8,8% de taxa de ocupação.

Situação atual

Depois de 213 dias de monitoramento, dos 16.758 casos de Covid-19, 9.688 estão recuperados e 6.878 cumprem isolamento domiciliar. Nesta quarta, 100 pessoas receberam alta do isolamento domiciliar e/ou hospital.

A Capital totaliza 69.457 notificações para síndrome gripal (SG), que incluem também os casos suspeitos para Covid-19. Após a realização de exames, 23.351 diagnósticos foram descartados para a enfermidade.

Exames

Dos 241 testes para detectar Covid-19 na Capital, o Laboratório Municipal realizou 156 (seis confirmados), o Laboratório Central do Estado (Lacen/TO) testou 49 pessoas (sete positivos) e os laboratórios privados testaram 36 pessoas (30positivos).

Óbitos

O boletim traz a confirmação de seis óbitos ocasionados por complicações decorrentes da Covid-19 e, com isto, a cidade soma 171 óbitos pela enfermidade. A taxa de letalidade é de 1,02%.

O 166º óbito ocorreu em 02 de setembro, em idoso de 67 anos e sem comorbidades relatadas. O 167º e o 168º óbito ocorreram em 08 de setembro em idosa de 74 anos, hipertensa e diabética e em idoso de 82 anos e portador de doença coronariana. O 169º óbito ocorreu em 09 de outubro, em mulher de 59 anos, hipertensa e diabética. O 170º óbito ocorreu em 10 de outubro, em homem de 49 anos e portador de doença pulmonar crônica. O 171º óbito ocorreu na última terça, 13, em idosa de 76 anos, hipertensa e diabética.