Os deputados estaduais do Tocantins aprovaram em dois turnos na noite da quarta-feira (9) a proposta de reajuste de 1% para todos os servidores públicos do estado. A data-base, como o benefício é chamado, está prevista em lei, mas o percentual ficou bem abaixo do que pedia a categoria. O Sindicado dos Servidores Públicos do Tocantins (Sisepe) informou que vai recorrer à Justiça.

O Sisepe queria que o reajuste fosse de 5,0747%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). A justificativa é de que desta forma haveria a reposição da inflação e por isso não haveria perda salarial. O governo sempre disse não ter condições de pagar este índice de reajuste.

A decisão da Assembleia Legislativa se aplica a servidores do Executivo, Legislativo, Judiciário e também órgãos de controle, como o Ministério Público e Defensoria Pública do Estado. As instituições até têm orçamentos próprios e encaminharam projetos com percentuais mais altos, mas todos foram igualados pelos deputados durante a tramitação nas comissões.

O projeto agora segue para a sanção do governador Mauro Carlesse (DEM) e começa a valer assim que for publicado no Diário Oficial do Estado.

Veja como votou cada deputado

A favor

Amália Santana (PT)

Amélio Cayres (SD)

Antonio Andrade (PTB)

Claudia Lelis (PV)

Cleiton Cardoso (PTC)

Elenil da Penha (MDB)

Fabion Gomes (PL)

Gleydson Nato (PHS)

Issam Saado (PV)

Ivan Vaqueiro (PPS)

Jair Farias (MDB)

Jorge Frederico (MDB)

Leo Barbosa (SD)

Luana Ribeiro (PSDB)

Olyntho Neto (PSDB)

Ricardo Ayres (PSB)

Valdemar Júnior (MDB)

Valderez Castelo Branco (PP)

Vanda Monteiro (PSL)

Vilmar de Oliveira (SD)

Zé Roberto Lula (PT)

Contra

Júnior Geo (Pros)

Nilton Franco (MDB)

Delegado Rérison (DC)