Doação de Sangue: Unidade móvel do Hemocentro estará no Hospital de Olhos Yano

A unidade Móvel do Hemocentro estará nesta quinta-feira, 26, pela manhã no Hospital de Olhos Yano para receber as doações de sangue. Para que não tenha aglomerações, as doações estão sendo agendadas com antecedência via whatsapp pelo número 9 8403 9864. 

O dia nacional do doador de sangue é celebrado no dia 25 de novembro e com o intuito de conscientizar a população da importância da doação de sangue, bem como de contribuir com o estoque de sangue de Palmas, a equipe do Hospital de Olhos Yano irá realizar esta ação em parceria com o Hemocentro.

Segundo a médica oftalmologista, Susan Yano, a ideia desta ação surgiu depois que ela viu nos notíciarios sobre o baixo estoque de sangue em alguns estados brasileiros devido à pandemia.

“Como profissional da saúde esta foi uma forma, juntamente com a equipe do Hospital Yano de contribuir ainda mais com as vidas que precisam ser salvas. Este é um momento muito delicicado para todos, então, esta é um forma de nos unirmos em prol da vida”, explica a especialista Susan Yano.

De acordo com Roberia Fernandes,  responsável pela área de captação de doadores do Hemocentro, as parcerias com empresas órgãos e instituições fazem parte das estratégias do Hemocentro tanto para aumento no número de doações quanto na importância da doação de sangue.

“Esse tipo de parcerias é necessário para a manutenção dos nossos estoques, especialmente durante esse período de pandemia que infelizmente teve reflexo direto nos estoques o que gerou uma queda significativa no número de doações, por isso temos intensificado algumas estratégias e o retorno das coletas externa  com a Unidade Móvel  é uma delas”, disse Roberia Fernandes.

Assessoria de Comunicação do Hospital de Olhos Yano 


Polícia Federal desarticula grupo criminoso suspeito de fraudes à licitação e corrupção no Tocantins

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (25) a Operação “Exprobo” com o objetivo de desarticular um grupo criminoso responsável por realizar fraudes em  procedimentos licitatórios, atos de corrupção e desvio de recursos públicos no Estado do Tocantins.

Aproximadamente 50 (cinquenta) Policiais Federais cumprem 18 (dezoito) mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1º Região, nos municípios de Palmas/TO, Lagoa do Tocantins/TO, Santa Maria do Tocantins/TO, Augustinópolis/TO, São Miguel do Tocantins/TO e Imperatriz no Maranhão.

As investigações apuram a atuação de um grupo criminoso responsável por realizar fraudes licitatórias e desvio de recursos públicos em contratos envolvendo recursos do Fundo Municipal de Saúde e do Fundo Municipal de Educação repassados à municípios do Estado do Tocantins, nos anos de 2017 a 2019. Identificou-se, ainda, a possível participação de agentes públicos dos municípios nos fatos em apuração, que teriam favorecido as empresas investigadas nas licitações, em troca de valores depositados em contas destes.

Com as ações de hoje, a Polícia Federal busca robustecer o conjunto probatório existente, com a obtenção de novas provas, fazer cessar a continuidade das ações criminosas, delimitar a conduta dos investigados, bem como identificar e recuperar ativos frutos dos desvios realizados.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva e associação criminosa.

A palavra “exprobo” é derivada do latim “exprobare” que significa repreender, não concordar,fazendo referência aos atos ilícitos praticados pelos investigados.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia atual, foi planejada uma

logística especial de prevenção ao contágio pelo COVID19, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na operação. (Comunicação Social da Polícia Federal/Tocantins)


Período de assinatura de contratos dos imóveis é adiado: nova data será divulgada

A Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) alerta às famílias pré-selecionadas para o empreendimento Recanto das Araras II, que a etapa de assinatura de contratos que estava agendada para acontecer de 25 a 27 de novembro, foi adiada. A nova data será divulgada nos próximos dias, após confirmação da Caixa Econômica Federal.

A secretaria reforça que, as famílias não terão prejuízos por conta do adiamento e serão massivamente informadas sobre a nova data do procedimento, via redes sociais e no site oficial da Prefeitura de Palmas.

Vistoria

Os processos de vistorias dos imóveis estão ocorrendo normalmente e as famílias que ainda não finalizaram esta etapa devem se dirigir até o empreendimento, localizado na região Sul, onde os técnicos sociais da Sehab estão disponíveis para organizar os atendimentos às famílias.

Endereços

As 500 famílias aprovadas e pré-selecionadas Recanto das Araras II conheceram os endereços das novas moradias durante sorteio virtual realizado em 18 de novembro, pela Prefeitura de Palmas. A lista dos endereços de cada família contemplada está disponível por meio do link: https://www.palmas.to.gov.br/portal/orgaos/secretaria-de-habitacao/24/


Detran/TO realiza leilão público de veículos apreendidos e sucatas

O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO) está realizando leilão público, para a alienação de veículos apreendidos e sucatas no estado de conservação. O leilão ocorrerá nos dias 09 e 10/12/2020, das 8h às 18h, com a transmissão das arrematações em tempo real, considerando para venda a maior oferta. O Leiloeiro Oficial é Antônio Carlos Volp Santana.

Os bens a serem leiloados estão à disposição dos interessados para visitação no pátio da empresa Sancar Autocenter, na Rodovia BR-153, km 496, Loteamento Santa Luzia, Paraíso do Tocantins.

Os lances iniciarão no primeiro dia útil após a data da publicação do edital, e os lances serão exclusivamente online no endereço eletrônico do Leiloeiro Oficial. Os interessados deverão se cadastrar antecipadamente no site, encaminhando os documentos solicitados pelo edital, os quais serão analisados no prazo de até 24h. A inscrição é gratuita.

Site do leiloeiro www.leiloesbrasilto.com.br.

O edital do leilão está publicado no Diário Oficial do Estado N° 5730


Após determinação judicial, Dimas renomeia diretores exonerados no período eleitoral

Após determinação da juíza Umbelina Lopes Pereira Rodrigues, da 1ª Zona Eleitoral, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, renomeou os 13 diretores de escolas exonerados durante o período eleitoral.

A decisão que pediu o retorno dos servidores públicos às suas funções foi tomada no dia 13 de novembro, mas só foi cumprida no final da semana passada. Em outra portaria, Dimas exonera os servidores que estavam ocupando os cargos.

O retorno dos servidores aconteceu após representação do candidato a prefeito Elenil da Penha (MDB), que alegou não haver nenhuma motivação técnica que culminasse na demissão dos servidores. “ "Ainda que a função de diretor de escola seja considerada comissionada ou de confiança, o desvio de finalidade do ato administrativo está evidenciado, à medida que as exonerações aconteceram em período de campanha eleitoral", diz a magistrada em sua decisão.

Retornaram aos cargos os servidores: Ana Regina Ribeiro Silva, da Escola Municipal Josefa Dias Silva; Jandiaria Alves Santos, da Escola Municipal de Campos/José Nogueira; Josiane Alves de Sousa, da Escola Municipal Cabo Luzimar / CEI Otaerson S Lima; Liliana Libanio dos Santos, da Escola Municipal Don Cornelio/ CEI José Xavier; Maria Luzia Campos de Miranda Ferreira, da Escola Municipal Luiz Gonzaga; Silvandira da Cruz Martins Gontijo, Escola Municipal Manoel Lira; Vanda Aparecida Rodrigues, da Escola Municipal São Miguel; Viviane Goncalves Brandao, da CEI José Martin Santos; Taciany Alves Sousa, do CEI Santa Clara; Rosilene dos Santos de Oliveira, do CEI Glória Morais; Ivane Aguiar dos Santos Carneiro, do CEI Professora Lusineide dos Santos Nascimento; Angelita Lopes da Silva, do CEI Boanice B.Kalil; e Andreia Rodrigues Duarte, do CEI Nossa Senhora Natividade.


Proibição de acompanhante no Dona Regina provoca debate entre deputados

A necessidade do acompanhante tem gerado protestos dentro da unidade de saúde. Esta semana a deputada estadual Luana Ribeiro apresentou requerimento solicitando que seja garantido o direito da presença de acompanhante durante o trabalho de parto, o parto e pós-parto de mulheres gestantes. Autora do projeto de Lei que deu origem a Lei Estadual nº 3.113 de 2016, que institui o Estatuto do Parto Humanizado no Tocantins, a parlamentar reforçou a importância de atendimento adequado, respeitando a natureza e a vontade de cada mulher.

O direito de ter um acompanhante também é assegurado pela Lei Federal nº 11.108, de 7 de abril de 2005, entretanto, desde o início da pandemia do coronavírus, gestantes têm enfrentado a restrição nesse direito, fato que pode ocasionar prejuízos a saúde de mulheres grávidas. “O direito a acompanhante deve ser mantido às mulheres gestantes na pandemia pois é garantido por Lei Federal e Estadual. Apesar da excepcionalidade do momento que vivemos, esse direito precisa ser respeitado nas unidades de saúde e hospitais do Tocantins”, argumentou a parlamentar.

No requerimento apresentado, a deputada estadual também solicita o fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para os acompanhantes e orientação adequada sobre os cuidados necessários para proteção do ambiente. Luana Ribeiro ressaltou que a presença de um acompanhante não deve trazer riscos à saúde da mãe ou da criança, desde que os cuidados de proteção e higiene sejam realizados. “Um acompanhante por cada mãe não vai causar aglomeração e não vai piorar o ambiente hospitalar, esse é um direito assegurado às mulheres que estão trazendo vidas ao mundo”, disse.

A Secretaria Estadual da Saúde informou que a decisão de não permitir acompanhantes nos hospitais da rede hospitalar estadual foi tomada pelos técnicos da pasta orientados pelo Gabinete de Crise Estadual. A decisão, segundo a nota, levou em consideração diversas recomendações da organização Mundial da Saúde para controle da pandemia do novo coronavírus. “A SES também informa que o Tocantins não é o único Estado da federação a adotar esta medida, pois quanto menos pessoas dentro da Unidade hospitalar, dos quartos, usando um mesmo banheiro, dormindo e comendo juntas, transitando pelos corredores, trocando de acompanhante, saindo à rua para resolver questões pessoais (não há como obrigar o acompanhante a ficar 2 a 3 dias sem se locomover), menor será o risco de contágio.”, disse a pasta por meio de nota.

A pasta não deu previsão para que haja a liberação dos acompanhantes e explicou os riscos.” O noticiário diário tem informado que os casos de Covid-19 têm aumentado substancialmente pelo país, no período pós-eleitoral. O número de ocupações dos leitos de UTI nos demais Estados da federação indicam que uma espécie de "segunda onda" da Covid-19 não é uma hipótese infundada. Assim sendo, quaisquer medidas que resultem em flexibilização das regras são temerárias”, finalizou.


Alaídes Pereira é a primeira mulher a assumir função de alto comando na PMTO

A coronel PM Alaídes Pereira Machado é a primeira mulher a ocupar a função de subchefe do estado maior da Polícia Militar do Tocantins, cargo que compreende o escalão de alto comando da instituição, sendo a terceira na hierarquia de comando. A cúpula do comando da PMTO é composta pelo comandante-geral, chefe do estado maior e subchefe do estado maior.

Com 25 anos de serviços prestados na instituição, a oficial é a mulher mais antiga na PMTO, e já ocupou diversas funções na corporação ao longo de sua história, como comandante da Academia de Polícia Militar Tiradentes (APMT), diretora  do Colégio Militar de Palmas, Unidade II, assessora jurídica da PMTO, chefe da seção de planejamento PM/3-EM, diretora de gestão profissional da PMTO, entre outras funções.

Atualmente, além de subchefe do estado maior, coronel Alaídes também é coordenadora estadual do PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência. Em sua gestão à frente do PROERD, o programa superou os 450 mil atendimentos e contemplou 100% dos municípios tocantinenses, atingindo ainda aldeias indígenas.

“Ver as mulheres ocupando cargos de alto escalão dentro de uma instituição tão importante e respeitada como a Polícia Militar do Tocantins, nos enche de orgulho. Sinto-me agradecida a Deus e honrada com a nova e nobre missão de subchefe do estado maior”, revelou coronel Alaídes.

A oficial lembra que quando ingressou na PMTO, no ano de 1995, o quadro de oficiais feminino era separado e as policiais só podiam chegar ao posto de capitão. No entanto, em 1996 houve a unificação dos quadros, não diferenciando a carreira entre homens e mulheres. Ela ressalta que as mulheres vêm conquistando e ampliando cada vez mais seu espaço e prestígio na sociedade e na Polícia Militar não é diferente.

“O fato de ser a primeira mulher na tríade do comando aumenta e muito nossa responsabilidade tanto institucional como social. Ocupar esse cargo representa uma ascensão na carreira profissional e uma maior participação no nível estratégico da instituição. Tenho consciência desse momento histórico do qual faço parte e dos novos desafios que tenho pela frente. Sinto-me agradecida pelo apoio e confiança recebido do comando e da tropa, e preparada pelas formações técnicas e experiências obtidas ao longo do exercício da carreira, que nos habilitam e capacitam para as mais diversas funções institucionais”, disse a subchefe do estado maior da PMTO.

O comandante-geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, destacou a competência e dedicação da coronel Alaídes durante toda a sua carreira, assumindo funções basilares na PMTO. “É muito gratificante para a PMTO ter a Coronel Alaídes em uma das funções mais importantes da corporação, a oficial conquistou este espaço e evidencia a força feminina em nossa Instituição. A experiência construída em sua carreira aliada ao comprometimento e a técnica da militar contribuirão diretamente para as ações estratégicas exigidas pela função de subchefe do estado maior da PMTO”, finalizou o coronel Jaizon.

Coronel Alaídes

A coronel Alaídes Pereira Machado é natural de Dueré - TO, nascida em 24 de janeiro de 1971, casada com Luís Antônio Pereira Coelho, com quem tem três filhos: Júlia, Lívia e Artur.

Iniciou sua carreira militar no ano de 1995, no curso de formação de oficiais realizado na Academia de Polícia Militar do Estado de Goiás, sendo a primeira colocada do curso. Foi declarada aspirante a oficial em 27 de novembro de 1997. No ano de 2005 concluiu em segunda colocação o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais – CAO, pela Academia de Polícia Militar do Estado de Alagoas.

É bacharel em segurança pública pela Academia de Polícia Militar do Estado de Goiás, bacharel em direito pela Universidade Federal do Tocantins – UFT. Pós-graduada em direitos humanos e cidadania pela Fundação Universidade do Tocantins – Unitins. Pós-graduada em docência do ensino superior pelo Instituto Geralda Aldira. Pós-graduada em estudos de política e estratégia pela Escola Superior de Guerra - Adesg. Pós-graduada em altos estudos em segurança pública – CAESP em parceria com a Universidade Estadual de Goiás – UEG.

Condecorações: medalha de mérito Policial Militar Tiradentes na Polícia Militar do Estado do Tocantins.

Homenagens: diploma de mulher cidadã em março de 2019, pela Assembleia Legislativa do Tocantins. Moção de aplausos em sessão ordinária do dia 01 de setembro de 2020, em comemoração ao dia internacional da mulher.


Três novos radares são instalados em Palmas e começam a funcionar dia 1º de dezembro

Em Palmas, novos radares são instalados pela prefeitura nas avenidas NS-01, LO-04 e na NS-04. Os equipamentos começarão a funcionar no dia 1º de dezembro e os motoristas devem ficar atentos para não serem surpreendidos com as multas.

 Na NS-01, próximo ao Hospital da Unimed, está em instalação um redutor de velocidade. O local é bastante movimentado e além de um ponto de ônibus, tem faixas de pedestres.

Também serão instalados dois reguladores de velocidade. O primeiro na Avenida LO-04, próximo ao Parque dos Povos Indígenas e o segundo na Avenida NS-04, na região da quadra 906 Sul.

O engenheiro da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana de Palmas, Victor Frias, explicou que o regulador tem o objetivo de fiscalizar a velocidade da via, enquanto o redutor busca, realmente, reduzir a velocidade dos veículos.

"Nós fazemos estudos técnicos em que a gente prioriza o tráfego de vulneráveis. É o caso desses locais, em que a gente tem o tráfego de idoso, crianças. Temos os hospitais aqui, para a instalação de um redutor de velocidade nós vemos isso, estudamos isso, assim como o grande fluxo de veículos e o elevado índice de velocidade do condutor", explicou.

Conforme Victor, todos os radares da capital estão em funcionamento e a finalidade é conscientizar a população e reduzir o número de acidentes.


Auxílio Emergencial: 'Pergunta pro vírus', responde Bolsonaro sobre possível prorrogação do benefício

Um dia depois de o ministro da Economia, Paulo Guedes, reforçar que "não existe" possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado sobre as chances de o governo adiar novamente o fim do benefício e redirecionou a indagação ao novo coronavírus:

— Pergunta pro vírus... — disse Bolsonaro, com um sorriso no rosto, em conversa com apoiadores na chegada ao Palácio da Alvorada.

O presidente disse então que o governo se prepara para tudo, mas "tem que esperar certas coisas acontecerem". E que espera não ser necessário prorrogar mais uma vez o auxílio emergencial, previsto para acabar em dezembro.

— A gente espera que não seja necessário porque é sinal de que a economia vai pegar, e não teremos novos confinamentos no Brasil. É o que eu espero — declarou.

Ele reforçou que, desde o começo da pandemia da Covid-19, nunca apoiou "essa ideia do confinamento" e defendeu o "isolamento vertical" — restrito a pessoas idosas ou que tenham problemas de saúde pré-existentes.

— Mas infelizmente a decisão coube aos governadores e prefeitos. Se não fosse toda aquela quantidade de auxílios que nós fizemos no passado, entre eles o emergencial, realmente a economia teria quebrado no Brasil. Então a gente espera que não seja necessário e que o vírus esteja realmente de partida do Brasil — concluiu Bolsonaro.

Guedes e a "segunda onda"

Em evento virtual com investidores, na segunda-feira, Paulo Guedes afirmou também que o governo pode ter que reagir em caso de segunda onda, mas considera esse risco baixo.

— Do ponto de vista do governo, não existe a prorrogação do auxílio emergencial. Evidente que há muita pressão política para isso acontecer, é evidente que tem muita gente já falando em segunda onda. Nós estamos preparados para reagir qualquer evidência empírica. Se o Brasil tiver de novo 1 mil mortes (por dia), nós já sabemos como reagir — disse o ministro, em evento virtual com investidores.

Nos últimos dias, Guedes tem negado a possibilidade de estender o pagamento do benefício. Ele já havia dito o mesmo no início de outubro, mas vem sendo questionado nas últimas semanas sobre o assunto, diante do aumento do número de casos de Covid-19 no país.

A prorrogação do auxílio emergencial obrigaria o governo a romper o teto de gastos em 2021 ou forçaria a reedição do decreto de estado de calamidade, com impacto direto sobre aumento do endividamento.


Pesquisa revela que 77% dos empreendedores não estão prontos para usar o Pix

Ainda segundo o levantamento, 24% dos participantes ainda não se sentem seguros com as comunicações sobre o Pix divulgadas até o momento.Ainda segundo o levantamento, 24% dos participantes ainda não se sentem seguros com as comunicações sobre o Pix divulgadas até o momento. Foto: A7Press / Agência O Globo

Uma pesquisa mostrou que cerca de 77% donos de pequenos e médios negócios, no momento, não estão ou não sabem se estão prontos para utilizar o Pix, o novo meio de pagamento do Banco Central. E 32% do total de lojistas dizem que não pararam para estudar o assunto e, por isso, sentem-se despreparados.

A pesquisa foi realizada pela empresa de meio de pagamento Stone entre os dias 4 e 6 de novembro, com a participação de 1.065 mil lojistas, de todas as regiões brasileiras, sendo 34% do varejo, 23% do setor de alimentação, 10% do comércio de roupas e acessórios, 7% em serviços de saúde e 16% de outros.

Apesar da inseguraça, aproximadamente 64% dos donos de pequenos e médios negócios consultados sabem o que é o Pix.

"As vantagens do Pix só serão realmente conhecidas pelos lojistas quando a adoção do novo método de fato acontecer", explica Breno Maximiano, head de Banking da empresa de tecnologia financeira.

Ainda segundo o levantamento, 24% dos participantes ainda não se sentem seguros com as comunicações sobre o Pix divulgadas até o momento. As principais dúvidas são quanto à usabilidade e funcionalidade, custos e taxas, além de segurança e confiança no novo meio de pagamento.