BC dos EUA deve subir juro em março em batalha contra inflação

O Fed, Banco Central dos Estados Unidos, disse nesta quarta-feira (27) que provavelmente aumentará as taxas de juros do país em março e reafirmou planos de encerrar suas compras de títulos naquele mês, também no que o presidente da autoridade monetária, Jerome Powell, prometeu que será uma luta determinada para domar a inflação.

"O comitê tem a intenção de aumentar a taxa dos federal funds na reunião de março, assumindo que as condições sejam apropriadas para isso", disse Powell, indo mais longe do que a mensagem do comunicado de política monetária do Fed, de que apenas as taxas subiriam "em breve".

Subsequentes aumentos nas taxas de juros e uma eventual redução nas participações de ativos pelo Fed seguiriam conforme necessário, disse Powell, enquanto as autoridades monitoram a rapidez com que a inflação se afasta das máximas em várias décadas em que se encontra agora de volta à meta de 2% do Fed.

Muito ficou a ser decidido ainda, disse o chefe do Fed, incluindo quão rapidamente as taxas subirão ou a velocidade em que as autoridades deixarão o balanço de US$ 9 trilhões cair.

Mas o líder do Fed foi explícito em um ponto-chave: com a inflação alta e, por enquanto, aparentemente piorando, o Fed neste ano planeja reprimir gradualmente o crédito e encerrar o apoio extraordinário que forneceu à economia dos EUA durante a pandemia.

Desde a última reunião do Fed em dezembro, disse Powell, a inflação "não melhorou. Provavelmente piorou um pouco... Na medida em que a situação se deteriorar ainda mais, nossa política (monetária) terá que refletir isso", disse Powell.

"Este será um ano em que nos afastamos gradualmente da política monetária altamente acomodatícia que implementamos para lidar com os efeitos econômicos da pandemia."

A extensão desse afastamento pelo Fed de políticas adotadas durante a pandemia rumo a uma abordagem mais combativa contra a inflação tomará mais forma nas próximas semanas.

Dependerá de como a própria inflação se comporta, e Powell disse que as autoridades ainda esperam que grande parte da melhora venha à medida que os tremores secundários da pandemia diminuam, talvez permitindo que eles façam menos trabalho por meio de uma política monetária mais rígida.

Uma miríade de riscos permanece, desde uma pandemia que ainda está em andamento até um potencial conflito militar Rússia-Ucrânia.

Mas Powell disse que os formuladores de política monetária neste momento sentem que têm "bastante espaço para aumentar as taxas de juros" sem ameaçar o progresso nos empregos ou retardar uma recuperação econômica que desejam manter em andamento.

Em um refrão que se tornou comum, ele observou que "a economia está bem diferente" hoje do que quando o Fed começou a aumentar as taxas de juros pela última vez em 2015, com inflação mais alta, desemprego mais baixo, o que Powell considera impulso suficiente para a economia andar sem apoio do banco central.

Naquela virada para uma política monetária mais rígida, o Fed moveu-se inicialmente de forma glacial, com 0,25 ponto percentual de alta do juro em 2015 e apenas outro em 2016.

Investidores estão esperando muito mais desta vez, com preços de contratos futuros de juros embutindo quatro aumentos de taxa de juro neste ano.

Os membros do Fomc também concordaram na reunião desta semana sobre um conjunto de princípios para "reduzir significativamente" o tamanho das enormes participações de ativos pelo Fed.

Autoridades disseram que vão encolher as participações "principalmente" limitando quanto do principal dos títulos vencidos será reinvestido a cada mês. Esse plano começaria após a alta das taxas de juros, disse o Fed, sem ainda definir uma data, ritmo ou tamanho final específicos.

Com o tempo, o balanço do Fed não apenas seria reduzido, mas também se afastaria dos títulos lastreados em hipotecas e passaria a ser ponderado em relação aos títulos do Tesouro dos EUA, "minimizando assim o efeito das participações do Federal Reserve na alocação de crédito entre setores da economia", disse banco.

Fornecimento

O comunicado de política monetária do Fed citou ganhos recentes "sólidos" de empregos que continuaram mesmo quando o surto da variante Ômicron do coronavírus levou os números diários de casos de Covid-19 a níveis recordes.

Embora o Fed tenha parado de tentar avaliar quando a inflação pode diminuir, o comunicado trouxe que as autoridades continuam esperando que melhorias nas cadeias de suprimentos globais amenizem o ritmo dos aumentos de preços.

"Desequilíbrios de oferta e demanda relacionados à pandemia e à reabertura da economia continuaram a contribuir para níveis elevados de inflação", disse o Fed.

Os preços ao consumidor dos EUA subiram em dezembro 7% na comparação anual, maior patamar desde a década de 1980. Os formuladores de política monetária não divulgaram novas projeções econômicas e de taxas de juros nesta quarta-feira.

 


Alta dos juros nos EUA vai ameaçar crescimento econômico do Brasil

A sinalização do Fed (Federal Reserve), o Banco Central dos Estados Unidos, de que vai elevar a taxa básica de juros nos próximos meses traz dores de cabeça para a economia brasileira. O movimento tende a afastar investidores dos mercados emergentes e afetar o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) — soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

Atualmente fixada no intervalo entre 0% e 0,25% ao ano, a taxa de juros norte-americana deve começar a subir a partir do mês de março, conforme perspectivas adiantadas pelos diretores do Fed em comunicado nesta quarta-feira (26). As previsões apontam para ao menos três saltos da taxa até o fim de 2022 com o objetivo de conter a inflação nos Estados Unidos.

Rachel de Sá, chefe de economia da Rico Investimentos, avalia que a decisão, a ser confirmada, torna o investimento no Brasil menos atrativo, ainda que a taxa Selic figure em um patamar bem superior ao dos juros oferecidos em países desenvolvidos.

“Os investidores veem os títulos soberanos da dívida pública dos Estados Unidos como um ativo de zero risco. Se não existe risco e oferecem um retorno um pouco maior, eles pensam duas vezes antes de tomar mais risco à procura de um retorno”, explica Rachel.

Andrey Nousi, fundador e presidente da Nousi Finance, partilha da mesma posição de Rachel e classifica o mundo dos investimentos como um “cobertor curto”. “Se os Estados Unidos ficam mais atrativos, os investidores começam a sugar a liquidez de outros países. Naturalmente, quem tende a sofrer mais são os emergentes, aqueles com economias mais fragilizadas”, observa ele.

Para Nousi, elevação dos juros em terras norte-americanas tende a manter a Selic em um patamar mais elevado para incentivar o estrangeiro a permanecer com o dinheiro por aqui, o que põe a atividade econômica em risco. "Essa taxa de juros em níveis elevados é muito letal para a economia brasileira, porque ela estrangula o empreendedor que precisa financiar suas atividades.”

A avaliação pessimista leva em conta que as taxas de juros em níveis mais elevados encarecem o crédito e, consequentemente, afetam a geração de empregos. A situação afeta a renda dos trabalhadores e reduz o consumo das famílias, responsável por dois terços (cerca de 65%) do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro.

Aguardada pelo mercado financeiro, as futuras altas já refletem nas expectativas de crescimento da economia brasileira para este ano. Para os analistas consultados semanalmente pelo BC (Banco Central), o avanço do PIB nacional deve encerrar 2022 com alta de apenas 0,29%, patamar semelhante ao apresentado pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) no início desta semana.

Apesar dos impactos, Rachel de Sá, da Rico, adiciona uma percepção de que a contenção da inflação nos Estados Unidos pode trazer um efeito positivo para o Brasil, caso ela ocorra “de forma gradual e dentro do esperado” pelos analistas.


Moçambique: sobe para 18 o nº de mortos após tempestade tropical

O número de mortos provocados pela passagem da tempestade tropical “Ana” subiu para 18 em Moçambique, segundo a atualização na manhã desta quinta-feira (27) feita pelo do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD).

A instituição também indica que 99 pessoas ficaram feridas. Três províncias do país foram as mais atingidas pela passagem da tempestade tropical: Tete, Zambézia e Nampula

O INGD informa ainda que 2756 casas ficaram totalmente destruídas, doze unidades sanitárias foram afetadas e centenas de salas de aula destruídas.

Apesar da tempestade já ter passado, há famílias que ainda não podem voltar às suas casas, que permanecem inundadas. Para amparar as vítimas da tempestade tropical foram criados oito centros de acomodação na Província da Zambézia e dois na Província de Tete.

Para assegurar a retomada do transporte em várias estradas, o Governo de Moçambique trabalha para avaliar as condições técnicas para a instalação de pontes metálicas.

Na última quarta-feira (26), foi encontrado o corpo do Administrador da Cidade de Tete, José Maria Menderes, que foi arrastado pela força das águas durante a passagem da tempestade tropical "Ana".

 


Preocupações russas devem ser levadas a sério, diz China aos EUA

A China pediu nesta quinta-feira (27) ao governo dos Estados Unidos que as preocupações de segurança da Rússia a respeito da crise na Ucrânia devem ser levadas a sério, durante uma ligação entre os chefes de diplomacia das duas potências.

Na conversa, o ministro chinês das Relações Exteriores, Wang Yi, também exigiu ao secretário de Estado Antony Blinken que Washington "pare de interferir" nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim e "pare de brincar com o fogo" na questão de Taiwan.

A ligação, a poucos dias da cerimônia de abertura dos Jogos de Inverno, abordou principalmente a crise na Ucrânia, onde a presença de dezenas de milhares de tropas russas na fronteira provocam o temor de uma invasão.

O Kremlin nega ter intenções hostis e justifica a mobilização de seu exército pela preocupação com sua segurança ante a possível expansão da Otan para a antiga zona de influência de Moscou.

"As preocupações razoáveis de segurança da Rússia devem ser levadas a sério e resolvidas", declarou Wang Yi, de acordo com o comunicado divulgado pelo ministério chinês. "A segurança regional não pode ser garantida pelo fortalecimento ou, inclusive, a expansão dos blocos militares".

"Todas as partes deveriam abandonar completamente a mentalidade da Guerra Fria e formar um mecanismo de segurança europeu equilibrado, efetivo e sustentável por meio de negociações", insistiu o ministro.

Ao mesmo tempo, Blinken advertiu o colega chinês para "os riscos econômicos e de segurança global que representam uma agressão da Rússia contra a Ucrânia e concordou que a desescalada e a diplomacia são a maneira responsável de proceder", disse seu porta-voz Ned Price.

O ministro chinês aproveitou a conversa para advertir o governo dos Estados Unidos contra sua postura a respeito dos Jogos Olímpicos de Pequim, que foi afetado pela rivalidade entre as duas potências e as acusações de violações dos direitos humanos na China.

Estados Unidos e outros países aliados anunciaram um boicote diplomático aos Jogos por esta questão, especialmente pela repressão à minoria muçulmana uigur na região de Xinjiang.

"A prioridade mais urgente agora é que os Estados Unidos parem de interferir nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim", disse Wang. O ministro também pediu que seu colega "pare de brincar com fogo" com Taiwan, uma fonte de grandes tensões entre as duas potências.


Marinha inicia renovação da habilitação para condutores de embarcações em Araguaína

Iniciou nesta quarta-feira (26), em Araguaína, o período de renovação da CIR (Carteira de Inscrição e Registro) e CHA (Carteira de Habilitação de Amadores), que são obrigatórias para a condução de embarcações.

A renovação do documento de habilitação está sendo realizada por militares da Marinha Brasileira no prédio do Batalhão da Polícia Militar Ambiental, localizado na Rua C, n° 2.140, Jardim Santa Mônica, até o próximo sábado (29), das 8 às 11h30 e das 14 às 17 horas.

Para a funcionária pública Wanuza Claudett Oliveira, a regularização é de extrema importância para garantir a segurança da população. “Eu e meu marido temos a habilitação desde 2012 e agora chegou o momento da primeira renovação. Para nós, essa é uma forma de estarmos mais seguros, pois fizemos o curso e mesmo utilizando o barco apenas para o lazer, sabemos que nossa família estará segura”, comentou Wanuza Claudett.

Como renovar

Para renovar o documento, que tem validade de 10 anos, é preciso apresentar a habilitação original, cópias dos documentos pessoais (CPF, RG), comprovante de endereço, atestado médico e uma foto.

A relação completa dos documentos está disponível no site: www.marinha.mil.br/dpc, assim como a Guia para Pagamento que varia de acordo com o tipo de embarcação. Caso a população não compareça ao local durante o prazo, é necessário se deslocar até Palmas para solicitar a renovação.

Capacitação

Nesta quarta-feira (26), também foi iniciado o Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público. A capacitação oferecida pela Marinha é necessária para obtenção do documento que habilita a condução de embarcações públicas e tem a participação de servidores públicos da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar Ambiental, Guarda Municipal de Araguaína, Defesa Civil e Fiscalização Ambiental Municipal.

“Este curso tem o objetivo de capacitar os servidores públicos para a condução de embarcações durante nosso trabalho de fiscalização nos lagos e rios, evitando a terceirização desse serviço de condução. Aqui os servidores estão aprendendo tanto as regras de condução, quanto técnicas de abordagem a outras embarcações”, explicou o diretor municipal de Fiscalização Ambiental, Orialle Barbosa.


Cursos superiores devem ser implantados em 16 cidades do Tocantins com 2.200 vagas

A Secretaria da Educação (Seduc) discutiu em reunião com prefeitos e representantes de 16 municípios, nesta quarta-feira (26), a implantação de novos cursos superiores à distância, desenvolvidos em polos educacionais em diversas regiões do estado do Tocantins, mesmo naquelas onde não tem universidades públicas ou privadas. A reunião foi realizada na sede da Associação Tocantinense de Municípios (ATM).

Cursos superiores em Licenciaturas, além de outros em áreas como Administração, Gestão Pública, já são ofertados em polos educacionais nos Municípios, por meio de parceira que envolve o Ministério da Educação, as prefeituras e a Seduc – essa última representada pela Gerência de Educação à Distância (GEaD). A ação faz parte do programa federal Universidade Aberta do Brasil, e para os próximos quatros anos (2022/2025) estão sendo ofertadas 2.200 vagas.

"Com a discussão, queremos buscar fortalecer essas unidades que levam Ensino Superior aos Municípios, inclusive alguns deles sem universidades públicas ou privadas presentes, além de fomentar a instalação de novos polos em Municípios, bem como de novas graduações”, disse o presidente da ATM e prefeito de Talismã, Diogo Borges.

Polos e cursos

Atualmente, 16 Municípios estão ativos em oferta de Ensino Superior: Alvorada, Araguaína, Araguacema, Araguatins, Arraias, Dianópolis, Cristalândia, Formoso do Araguaia, Guaraí, Gurupi, Mateiros, Miracema, Palmas, Pedro Afonso, Porto Nacional e Taguatinga. Ainda, mais três polos estão autorizados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) a ofertarem os cursos à distancia: Colinas do Tocantins, Paraíso do Tocantins e Xambioá.

Os cursos ofertados são: Administração, Agronegócio, Biblioteconomia, Biologia, Física, Gestão Pública, Letras, Matemática, Música, Pedagogia e Química. São mais de 1.400 alunos cursando graduações, além de 200 estudantes em cursos profissionalizantes e 130 em especialização docente.

Presenças

Além do presidente da ATM, estiveram presentes o secretário Executivo da Seduc, Edinho Fernandes, os prefeitos José Salomão (Dianópolis) e Pastor João (Mateiros), além de representantes dos demais Municípios e membros da União dos Dirigentes Municipais de Educação do Tocantins (Undime/TO).


Acidentes envolvendo ciclistas sobem mais de 160% no Tocantins; veja dicas de segurança

O ano de 2021 registrou um aumento de mais de 160% no número de ocorrências relacionadas a acidentes de trânsito envolvendo ciclistas no Tocantins, segundo levantamento da Polícia Militar.

O resultado levou em consideração um comparativo com o ano de 2020, quando a PM esteve presente em 41 acidentes. Já em 2021 foram registrados 109 chamados envolvendo veículos de propulsão humana.

Em relação aos acidentes de trânsito com vítimas fatais envolvendo ciclistas no Estado, a Polícia Militar registrou seis ocorrências em 2021, mesmo número de 2020 .

Em uma dessas ocorrências, registrada em agosto de 2021 na Avenida Perimetral Sul, em Gurupi, um caminhão atropelou uma jovem ciclista ao fazer a conversão à direita. Com a colisão, a vítima teve lesões graves e morreu no local.

Em outubro do ano passado, mais um ciclista perdeu a vida e outro ficou ferido em Araguaína, na rodovia TO-222. De acordo com relato do sobrevivente, os dois ciclistas estavam pegando rabeira em um caminhão que trafegava pela via, quando desequilibraram e caíram. O sobrevivente foi conduzido para o Hospital Regional de Araguaína e o corpo da vítima fatal, que sofreu fratura exposta de crânio, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

A Polícia Militar reforçou que manter o trânsito seguro é responsabilidade de todos. No entanto, os ciclistas não podem deixar de lado alguns cuidados individuais, como o uso dos equipamentos de segurança e sinalização.

Orientações

O capacete e refletores, apesar da não obrigatoriedade, podem salvar vidas. Durante a noite, é recomendado que os ciclistas utilizem luzes e vestimentas de cor clara. Para trafegar de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é necessário que as bicicletas estejam em boas condições, principalmente os freios.

A circulação de bikes deve ocorrer, preferencialmente, em ciclovias, ciclofaixas ou acostamento. Em lugares que não possuem as vias específicas, é preciso compartilhar o espaço de forma segura, utilizando sempre o mesmo sentido de direção que os veículos, nunca na contramão de direção.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, os veículos menores possuem precedência sobre os maiores, sendo estes responsáveis pela segurança dos veículos menores que circulam nas vias. Ainda em relação às bicicletas, o motorista é obrigado a manter distância de 1,5 metro da lateral como forma de segurança.

O cuidado dos pais com os filhos também é importante no sentido de orientá-los a circular de maneira segura e jamais pegar carona na traseira de caminhões, uma das causas de óbitos de jovens ciclistas no trânsito.

Com a popularização do esporte com bicicletas, é comum grupos de ciclistas nas rodovias. Para tanto, a Polícia Militar orienta ciclistas individuais ou em grupos a priorizarem rodovias que possuam acostamento, que é um espaço mais seguro para o ciclista se movimentar.

De acordo com o major da PM Geraldo Magela, seguir as instruções de segurança garante a vida. “A Polícia Militar preza pela vida do ciclista, mas é muito importante a utilização de equipamentos de segurança, como capacete e roupas chamativas com pontos de luz ou faixas fluorescentes, transitar sempre pela faixa da direita e, o mais importante, lembrar que os veículos grandes protegem os menores, assim como o ciclista deve proteger o pedestre”, disse.

Nas rodovias estaduais, a Polícia Militar atua por meio do Batalhão Rodoviário e Divisas (BPMRED). Já nos municípios onde não possuem Agências Municipais de Trânsito, o trabalho é feito por meio de convênio com o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN).

A atuação é realizada por meio de operações de caráter preventivo e repressivo com a fiscalização, notificações de trânsito e atendimento de ocorrências.


Pela 2ª vez, tocantinense é premiado por associação dos melhores fotógrafos do mundo

O fotógrafo tocantinense Glauber Matos foi premiado novamente pela Inspiration Photographer na categoria Portrait. A fotografia escolhida foi feita em um projeto pessoal com a modelo e esposa Evelyn Matos. O ensaio buscou reproduzir os famosos quadros decorativos Black and Gold. A produção da foto foi feita pelo maquiador Diego Sá, que já havia participado de outra produção premiada do fotógrafo.

Em outubro de 2020, Glauber Matos se tornou membro da associação internacional Inspiration Photographer na categoria retrato. Ele já tinha conquistado na categoria casamento. Ainda em 2020, o fotógrafo foi premiado pela primeira vez na categoria Portrait e agora tem a segunda foto premiada nessa categoria.  

A Inspiration Photographer é uma associação que reúne os melhores fotógrafos do mundo e tem critérios rigorosos de avaliação para aceitar novos membros. Para fazer parte da associação, é preciso se inscrever e passar por uma criteriosa avaliação da equipe (apenas 10% dos inscritos são aceitos). A partir da aceitação, os trabalhos passam a contar com uma espécie de selo.

“Enviamos nossas fotos e tivemos a feliz notícia de ter mais uma foto premiada dentro da associação. É a minha segunda foto, recebemos um selo em uma foto no ano passado e agora no início deste ano a gente consegue ter outra foto premiada. É, sem dúvida, uma honra”, disse Glauber Matos.


Defesa diz que já recorreu ao TJ e que Raul foi condenado por ser prefeito na época: “Absurda sentença”, afirma nota

A defesa do ex-prefeito de Palmas Raul Filho afirmou em nota na noite dessa quarta-feira, 26, que já ingressou com recurso de apelação ao Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) contra o que chamou de “absurda sentença condenatória”. Raul e outros 11 foram condenados na segunda-feira, 24, pelo juiz 3ª Vara Criminal de Palmas, Rafael Gonçalves de Paula, por conta do esquema do lixo na Capital, envolvendo a Delta Construções SA, do empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, absolvido no processo.

MP pediu absolvição

Conforme a nota, a defesa afirma que Raul havia sido processado e respondeu por vários anos pelos crimes de “organização criminosa”, “corrupção passiva” e “lavagem de dinheiro”. “De todos esses crimes, o próprio Ministério Público reconheceu não haver prova para condenação nos dois primeiros (“organização criminosa” e “corrupção passiva”), e pediu a absolvição do acusado, revelando, com isso, a injustiça da acusação a qual esteve submetido Raul Filho ao longo de todos esses anos”, diz a nota.

Repudia ao extremo

Sobre o único crime a que foi condenado, lavagem de dinheiro, a defesa afirma que “repudia, ao extremo, a conclusão do magistrado sentenciante”. “Afinal, se o Ministério Público limitou-se a expor, a título de conduta reveladora de “lavagem de dinheiro”, a obtenção da vantagem indevida proveniente do delito de “corrupção passiva”, tendo ele mesmo, ao final, pedido a absolvição de Raul Filho do crime de corrupção, como pode ter havido a configuração da lavagem?”, questiona.

Condenado por ser prefeito

Para a defesa, Raul foi condenado “porque era ele o gestor municipal de Palmas na época dos fatos”. “E não se pode condenar alguém pelo cargo que ocupa, numa espécie de responsabilização objetiva. O absurdo foi tamanho na sentença, que o magistrado chegou a dizer, a despeito do crime de lavagem, que ‘muito provavelmente’, tinha Raul Filho o propósito ‘satisfazer interesse pessoal’”, aponta a nota. “Ora, a expressão ‘muito provavelmente’ é de alta reprovabilidade para se condenar alguém. Não se pode condenar qualquer pessoa por suposição, ilação ou meras probabilidades.”

Leia a íntegra:

“A defesa de Raul Filho já ingressou com recurso de apelação ao Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) contra a absurda sentença condenatória.

Raul Filho havia sido processado e respondeu por vários anos pelos crimes de “organização criminosa”, “corrupção passiva”, e “lavagem de dinheiro”. De todos esses crimes, o próprio Ministério Público reconheceu não haver prova para condenação nos dois primeiros (“organização criminosa” e “corrupção passiva”), e pediu a absolvição do acusado, revelando, com isso, a injustiça da acusação a qual esteve submetido Raul Filho ao longo de todos esses anos.

E com relação ao único crime a que condenado (“lavagem de dinheiro”), a defesa repudia, ao extremo, a conclusão do magistrado sentenciante.

Afinal, se o Ministério Público limitou-se a expor, a título de conduta reveladora de “lavagem de dinheiro”, a obtenção da vantagem indevida proveniente do delito de “corrupção passiva”, tendo ele mesmo, ao final, pedido a absolvição de Raul Filho do crime de corrupção, como pode ter havido a configuração da lavagem?

Na verdade, infelizmente, a condenação ocorreu porque era ele o gestor municipal de Palmas na época dos fatos. E não se pode condenar alguém pelo cargo que ocupa, numa espécie de responsabilização objetiva. O absurdo foi tamanho na sentença, que o magistrado chegou a dizer, a despeito do crime de lavagem, que “muito provavelmente”, tinha Raul Filho o propósito “satisfazer interesse pessoal”.

Ora, a expressão “muito provavelmente” é de alta reprovabilidade para se condenar alguém. Não se pode condenar qualquer pessoa por suposição, ilação ou meras probabilidades.

Por isso, além de outros fundamentos que serão apresentados oportunamente, a defesa acredita que o TJTO irá reformar essa decisão condenatória para absolver completamente Raul Filho”.


Saiba como o horário em que você se alimenta pode influenciar sua saúde

Dicas para uma dieta rica em nutrientes incluem reduzir a quantidade de carboidratos, montar um prato colorido e equilibrar as porções de proteínas com verduras e saladas. Tudo isso pode ajudar a promover uma alimentação mais saudável.

No entanto, pesquisadores alertam que o horário das refeições também pode ser um fator importante para prevenir a obesidade, além de reduzir os riscos de doenças cardiovasculares e insônia. Trata-se da crononutrição.

Segundo a nutricionista Cibele Aparecida Crispim, pesquisadora da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a crononutrição é uma área da ciência relativamente recente, mas com achados importantes para a saúde pública. “Populações que seguem um padrão de alimentação de maneira que concentram a maior parte das calorias ingeridas durante o dia têm um padrão de saúde melhor”, explica a pesquisadora.

Saiba como reorganizar a sua rotina de alimentação em seis passos e garantir benefícios para a saúde:

1. Descubra seu cronotipo 

O corpo humano funciona de acordo com um relógio biológico interno que regula as atividades e os processos fisiológicos do organismo em um ciclo de 24 horas, chamado ritmo circadiano. Segundo Cibele, as variações hormonais e do metabolismo estão relacionadas ao nosso estado de sono e despertar, assim como as sensações de fome, saciedade e estresse.

Dentro desse contexto, cada pessoa possui um cronotipo diferente que pode ser matutino, vespertino ou intermediário. Indivíduos com perfil matutino são aqueles que precisam dormir mais cedo e tendem a ter um melhor desempenho de atividades nas primeiras horas do dia. “Pessoas com perfil matutino provavelmente têm menos tolerância à ingestão noturna em excesso”, disse Cibele.

Já aqueles com perfil vespertino enfrentam dificuldades para acordar cedo e principalmente para realizar refeições logo no início do dia. “O indivíduo que é mais vespertino, que acorda por volta de 9 horas, suponhamos que ele tenha um trabalho em que entra às 7 horas da manhã. É difícil falar para ele tomar café nesse horário. Ele acordou para atender a uma obrigação social, de trabalho”, explica.

Enquanto pessoas de perfil matutino jantam por volta de 19 horas, os vespertinos tendem a fazer a refeição após as 20 horas ou mais tarde. 

“Somos animais diurnos. Ainda que a pessoa seja vespertina, ela tem que viver e comer durante o dia. Não dá pra invadir a noite, porque também entramos em outro assunto que é a privação do sono, que é extremamente prejudicial à saúde”, disse.

Segundo a pesquisadora da UFU, cerca de 80% das pessoas se encaixam no perfil intermediário – os outros 20% se dividem igualmente entre matutinos e vespertinos. “É o cronotipo que a gente chama de indiferente, aquele indivíduo que se adapta bem. Não precisa acordar tão cedo, mas também não precisa ser tão tarde, está no meio do caminho”, explica.

2. Adiante o café da manhã

De acordo com a nutricionista, um bom horário para o café da manhã, em geral, é entre 7h30 e 8 horas da manhã. “Quando amanhece e chega pra gente o sinal de claridade aos olhos, isso faz uma série de disparos no sistema nervoso, que envia mensagens para os nossos músculos, nosso coração, nosso fígado, nosso tecido adiposo. É como se o sinal de luminosidade avisasse todos esses órgãos e componentes que é um horário bom para comer”, ressalta Cibele.

Como reforço para o café da manhã, a nutricionista da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), Lara Natacci, recomenda a ingestão de alimentos ricos em fibras e proteínas.

“Como fonte de proteína temos os ovos e os laticínios, como iogurte, queijo e leite. Para quem não consome alimentos de origem animal, temos o tofu, que é o queijo fermentado de soja, uma bebida ou proteína isolada de soja ou pasta de grão de bico. Alimentos ricos em fibras são os cerais integrais, como torrada, pão, aveia e granola”, orienta Lara.

3. Faça do almoço sua principal refeição

A nutricionista Cibele Crispim recomenda que o almoço seja a principal refeição do dia, concentrando a maior quantidade de ingestão de calorias. “É o horário do dia em que a gente gasta mais energia, em que estamos no pico do nosso metabolismo. Faz muito sentido que você coma mais no momento em que você gasta mais”, disse.

Segundo ela, após o almoço é fundamental fracionar as demais refeições, reduzindo a quantidade de alimentos ingeridos com o passar das horas. “Um lanche da tarde para quem está acostumado, e um jantar que não vai ser aquele banquete antes de deitar, porque isso também atrapalha o padrão de sono”, explica.

Para o almoço, a nutricionista Lara Natacci recomenda que as pessoas distribuam verduras e legumes variados em metade do prato. A outra metade pode ser dividida igualmente entre fontes de proteínas e carboidratos ricos em fibras.

“As proteínas de origem animal, como carne, frango, peixe ou ovos, e as proteínas de origem vegetal, que são as leguminosas, incluindo feijão, ervilha, grão de bico, lentilha, soja, tremoço, tofu. Para o carboidrato, podemos usar arroz integral ou batata doce com a casca, batata com casca, mandioca”, acrescentou.

Alimentos saudáveis
Armazenar alimentos que são úteis em diferentes preparos pode tornar as refeições mais práticas
Foto: Brooke Lark via Unsplash

4. Não deixe para jantar muito tarde

Conforme o dia avança, especialmente no período noturno, aumenta a dificuldade do organismo para digerir e metabolizar os alimentos, segundo a especialista da Universidade Federal de Uberlândia.

“Indivíduos que concentram uma parte maior da ingestão calórica no período da noite têm mais predisposição à obesidade, a alterações das taxas de gordura no sangue, ao aumento do colesterol e triglicérides e acabam forçando mais o metabolismo da insulina”, disse Cibele.

A pesquisadora recomenda que as pessoas acostumadas a jantar após as 20 horas façam refeições leves, priorizando alimentos de fácil digestão, como verduras e legumes, e evitando o consumo principalmente de carnes e alimentos processados.

5. Evite ir para cama de estômago cheio

Para a digestão adequada dos alimentos, refeições mais ricas em calorias devem ser realizadas pelo menos duas horas antes do momento de dormir.

“Comer e ir pra cama, ainda mais se houver um excesso, leva a um padrão de sono pior por diferentes motivos, incluindo a própria atividade digestória. O estômago e o intestino funcionando no momento em que você está começando a estabelecer o sono podem atrapalhar esse processo”, explica Cibele.

A especialista ressalta, ainda, que fazer refeições pesadas próximo ao horário de repouso pode prolongar o tempo que o corpo leva para atravessar os estágios do sono e dificultar a reposição de energia.

A nutricionista da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), Lara Natacci, alerta que ingerir grandes volumes de alimentos à noite pode favorecer o ganho de peso.

“Em termos gerais, as pessoas ficam em repouso à noite. Para aquelas que deixam para consumir uma maior quantidade de alimentos perto da hora de dormir, um horário em que vão gastar menos energia, a digestão pode ser mais lenta, Essa pessoa também pode estar mais propensa a ter problemas digestivos, além do ganho de peso e refluxo”, afirma.

6. Regularize o sono

A alimentação e o sono estão interligados por uma via de mão dupla: assim como a alimentação influencia na qualidade do sono, a falta de sono também pode trazer impactos para a nutrição. Pessoas que dormem um período de tempo abaixo do ideal, que varia em torno de oito horas por noite, podem apresentar alterações hormonais com impactos para as sensações de fome e saciedade.

“A privação do sono leva ao aumento da ingestão alimentar. Além disso, as pessoas que dormem pouco tendem a escolher alimentos que são mais calóricos, densos e gordurosos”, ressalta a nutricionista da SBAN. “Quando a pessoa dorme menos, diminui a secreção de um hormônio chamado leptina, que nos dá saciedade. Ao mesmo tempo, aumenta a secreção de um hormônio estimula a fome, chamado grelina. Essa junção muda o comportamento alimentar”, completa.

Segundo a especialista, a adoção de um padrão alimentar mais saudável pode interferir positivamente no sono. “Não é um alimento que vai me prometer uma noite de sono melhor. É comer durante o dia verduras, salada, frutas, e não extrapolar no volume da alimentação em nenhuma das refeições”, afirma.