Diversos tipos de micróbios que estão dentro de nosso intestino desempenham papéis importantes em nosso corpo. Isso não apenas regula nosso metabolismo e nos ajuda a absorver nutrientes dos alimentos para o corpo, como também pode influenciar no peso.

De acordo com pesquisas recentes, nosso microbioma intestinal pode influenciar na nossa capacidade de perder peso. Pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, descobriram que a presença de micróbios “bons” específicos no intestino de quem faz dieta para perder peso afetou quantos quilos elas foram capazes de perder.

A equipe analisou 105 pessoas com sobrepeso, todas inscritas em um programa de perda de peso de um ano. Para acompanhar a perda de peso, os pesquisadores registraram o índice de massa corporal (IMC) inicial dos participantes.

Além disso, registraram os níveis de certos marcadores sanguíneos do metabolismo – como os níveis de colesterol – para entender com que facilidade cada participante poderia queimar gordura. Eles compararam pessoas que perderam peso (pelo menos 1% de seu peso corporal em média a cada mês) com aqueles cujo peso permaneceu o mesmo. 

Com isso, descobriram que vários marcadores sanguíneos relacionados ao metabolismo eram apenas minimamente diferentes entre aqueles que perderam e não perderam peso. Em pessoas que perderam mais peso, elas tiveram mais enzimas bacterianas benéficas no intestino. 

Os autores também descobriram que o crescimento de colônias bacterianas ajuda a produzir níveis mais elevados de substâncias saudáveis, como ácidos graxos de cadeia curta. Essas substâncias são conhecidas por reduzir a inflamação e isso facilita a perda de peso.

A próxima etapa será descobrir como as pessoas que procuram perder peso podem aumentar essas bactérias queimadoras de gordura específicas, seja por meio da dieta ou por meio de tratamentos mais avançados.