Donald Trump acusou o candidato democrata, Joe Biden, e sua companheira de chapa, Kamala Harris, de usarem uma “retórica irresponsável” contra a possibilidade de uma vacina contra a Covid-19 estar disponível antes das eleições presidenciais, marcadas para o dia 3 de novembro.

Trump reagiu a declarações de ambos os democratas nesse sentido com um texto em uma rede social em que acusa os rivais de terem uma “retórica antivacinas irresponsável, que coloca vidas em risco e desacredita a ciência”.

Kamala declarou na semana passada à rede de TV CNN que não se fiaria apenas na palavra do presidente sobre a possibilidade de haver uma vacina disponível antes de 3 de novembro. Já Biden comentou nesta segunda que “gostaria de ver o que os cientistas dizem”. Ele acusou o republicano de “minar a confiança da opinião pública” ao politizar problemas sanitários.

Trump se defendeu em entrevista coletiva na Casa Branca: “O que eles dizem é muito perigoso para o nosso país. A vacina será muito segura e eficaz”, afirmou, voltando a mencionar a possibilidade de a mesma estar disponível “antes de um dia muito especial”, referindo-se às eleições de 3 de novembro.

Não é a primeira vez que o presidente dos Estados Unidos fala em ter uma vacina antes do dia da votação. No começo de agosto, ele deu entrevista a uma rádio e foi perguntado sobre a data. “Eu acho que em alguns casos, sim, seria possível antes, mas mais ou menos naquela época”, disse ele na época.