O presidente Jair Bolsonaro enviou um avião da frota presidencial para buscar seu antecessor, Michel Temer, em São Paulo para que os dois almoçassem em Brasília nesta quinta-feira, 9. As informações são do portal G1, segundo o qual o encontro foi motivado pela crise institucional entre os poderes, agravada pelos ataques de Bolsonaro nos discursos dos atos antidemocráticos do 7 de Setembro.

Conforme G1, até as 15h30 – quatro horas depois do início do almoço –, Bolsonaro seguia reunido com Temer e com o advogado-geral da União, Bruno Bianco. O encontro não estava nas agendas oficiais do presidente e de Bianco.