O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) culpou os governadores pelo preço exorbitante dos combustíveis. O Tocantins, por exemplo, possui a gasolina mais cara do Brasil, segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

O litro chegou a ser vendido na semana passada por R$ 7,36 em Porto Nacional. Em Palmas, o valor máximo chega a R$ 6,19.

Nesta segunda-feira (23/8), o Coletivo Somos cobrou, por meio das redes sociais, um posicionamento do governador Mauro Carlesse (PSL) sobre o preço da gasolina no Tocantins.

Para Bolsonaro, é o ICMS cobrado pelos Governos dos Estados que deixa a gasolina mais cara. “Tá, mas quanto é o ICMS do seu governador? O litro da gasolina custa R$ 1,95 na refinaria”, disse Bolsonaro ao responder um seguidor que o questionou o alto valor do combustível.

A informação do presidente quanto ao preço médio da gasolina nas refinarias da Petrobras está equivocada, pois o valor correto é de R$ 2,78/litro.

“Oi, Mauro Carlesse, o presidente Jair Bolsonaro, que o senhor apoia, está falando que a gasolina só está neste preço por conta do Governo do Tocantins. Você poderia se posicionar sobre essa questão, por favor?  Precisamos cobrar de quem tem culpa no cartório”, escreveu o Coletivo Somos.

Mauro Carlesse é um dos governadores que apoia o governo Bolsonaro. 

9 Reajustes esse ano 

A Petrobras já subiu nove vezes o valor do litro da gasolina vendida nas refinarias neste ano, pressionada pela alta nos preços do petróleo no mercado internacional

Na bomba, o combustível já acumula alta de 28,21% no país. Esta elevação de preços acontece ao mesmo tempo em que o consumo interno e externo aumentam. Com isso, a avaliação de especialistas é que o preço deve continuar a subir nos próximos meses.