O presidente Jair Bolsonaro afirmou  que o governo elabora recurso sobre a decisão da Justiça de retornar o funcionamento de radares móveis de fiscalização em rodovias. Em transmissão ao vivo nas redes sociais, o presidente citou a elaboração do recurso. “Já falei com a PRF (Polícia Rodoviária Federal) e se for possível voltam apenas as fotografias educativas, não vai ter grana”, afirmou.

Na quarta-feira, 18, o presidente também falou no tema em evento religioso, fechado à imprensa, com a bancada evangélica no Congresso Nacional. “Tem radar em tudo quanto é lugar. Eu segurei o radar móvel, a Justiça mandou botar de volta. Eu já liguei para o Ministério da Justiça e falei ‘olha, você vai tirar fotografia, mas é fotografia educativa e não punitiva’”, disse o presidente na ocasião.

A declaração de Bolsonaro ocorre uma semana após decisão da Justiça que determinava que a PRF volte a utilizar radares móveis nas rodovias federais. A fiscalização estava suspensa desde agosto por determinação de Bolsonaro.

No último dia 12, contudo, o juiz federal substituto Marcelo Gentil Monteiro, a 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, suspendeu os efeitos da decisão e determinou à União que se abstenha de praticar atos tendentes a suspender, parcial ou integralmente, o uso de radares estáticos, móveis e portáteis.