Uma ação de queima controlada foi realizada por brigadistas na área da Cachoeira da Velha, no Parque Estadual do Jalapão. A técnica de manejo do fogo serve para impedir que grandes incêndios florestais devastem a vegetação da reserva durante o período mais seco do ano.

As queimas controladas começaram no início de maio na área do Jalapão, mas o calendário vai incluir outras unidades de proteção como a Área de Proteção Ambiental Serra do Lajeado (APASL), Parque Estadual do Cantão (PEC), Parque Estadual do Lajeado (PEL) e Monumento Natural das Árvores Fossilizadas (Monaf).

Durante a ação são feitos aceiros, queimas controladas em pequenas áreas e fragmentação da superfície. A ação na Cachoeira da Velha, um dos principais pontos turísticos do estado, foi realizada entre os dias 8 e 9 de maio.

“As queimas foram planejadas conforme histórico de incêndios anteriores na região e imagens de satélites e validadas com mapas de combustível confeccionados pela Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Naturatins”, explicou a supervisora da APA do Jalapão, Rejane Ferreira Nunes.

Para escolher as áreas que serão queimadas, além do apoio dos moradores da região, o Naturatins tem contado com a tecnologia, por meio de drones e mapas de combustível, que identificam os locais mais propensos a pegarem fogo durante o período da seca.

“Esses mapas dão destaque às áreas com capim seco, sendo possível a fácil visualização dos locais que precisam ser manejados”, explicou o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Naturatins, Warley Carlos Rodrigues.

O Jalapão tem mais de 460 mil hectares que abrangem parte dos municípios de Mateiros, Ponte Alta do Tocantins e Novo Acordo. Desde o ano de 2015 foram criadas 11 zonas de manejo, que podem ser queimadas de forma preventiva, sem prejudicar o ecossistema da região.

Com o Manejo Integrado do Fogo é possível evitar incêndios que poderiam assolar as áreas de vegetação às margens do rio, colocando em risco a vida e o ciclo reprodutivo de diversas espécies.

As informações são do  G1 Tocantins.