O Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, divulgou neste domingo (3) o vazamento de cerca de 480 mil litros de petróleo de um oleoduto a quase 8 km da costa. Uma área de pelo menos 34 quilômetros quadrados foi atingida pelo derramamento de óleo.

Segundo informações da AFP, peixes e pássaros mortos começam a chegar ao litoral da Califórnia. A autoridade local Katrina Foley classificou o vazamento de “irreversível para o meio ambiente”.

A cidade de Huntington Beach, ao sul de Los Angeles, é a mais afetada até o momento. A prefeitura local precisou cancelar um show aéreo para garantir “acesso total e desimpedido ao ambiente marinho”.

As primeiras análises do óleo recolhido indicam tratar-se de petróleo de pós-produção. As autoridades locais ainda não têm informações sobre as razões do início do vazamento.

“Sistemas de filtragem e barreiras flutuantes foram implantados para evitar que o petróleo chegue à reserva ecológica Bolsa Chica e aos pântanos” da região, disse a prefeitura da cidade californiana. O poder público de Huntington Beach também pediu que moradores evitem as praias da região.