A Câmara aprovou na manhã desta quinta-feira, 23, a concessão da área para a implantação do Polo Industrial das Micro e Pequenas Empresas de Paraíso do Tocantins (Pimep), em sessão extraordinária. O projeto de lei foi submetido a três votações e aprovado por unanimidade em todas elas.

Muda o foco

O prefeito Celso Morais (MDB), afirmou que o polo industrial muda “o foco de desenvolvimento e progresso” de Paraíso. A área fica no Setor Nova Fronteira, região sul da cidade. Interessados em estabelecer uma indústria na área podem procurar a Secretaria de Indústria e Comércio para informações sobre os procedimentos.

12 segmentos

O secretário de Indústria e Comércio, Roberto Bandeira, que coordena e acompanha todo o projeto, explicou que pelo menos 12 segmentos serão instalados no Pimpep, como serralheria, gessaria, marmoraria, marcenaria, pré-moldados, tapeçaria, vidraçaria, calhas e rufos, pintura de carretas e outros. O Polo Industrial conta com 133 lotes e o objetivo é que sejam instaladas 133 empresas.

Investimento de R$ 15 milhões

Para que os empresários tenham acesso ao uso dos lotes é necessário que algumas regras sejam cumpridas. O prefeito Celso Morais contou que foi estabelecido um prazo de até cinco anos para que construção no terreno cedido e ainda é preciso seguir um projeto estrutural e arquitetônico e ter uma empresa formalizada. “Este é um investimento de quase R$ 15 milhões e não queremos, de forma alguma, que seja criado um ambiente de especulação imobiliária, no qual os beneficiados possam por ventura vender o lote lá na frente. Então, tem toda uma equipe da prefeitura, inclusive jurídica, que irá acompanhar todo esse processo de doação e construção”, pontuou Morais.