A Câmara Municipal de Palmeirópolis, no sul do Estado, é alvo de uma investigação por suspeita de abastecer veículos particulares dos vereadores usando recursos públicos destinados às despesas da Casa.

A denúncia foi feita pelo vereador Sinomar Cassimiro de Paula (MDB) em de ofício enviado ao Ministério Público do Tocantins (MPTO). O órgão já requisitou à Câmara informações sobre os fatos.

Um detalhe curioso é que, segundo o MPTO, a Câmara afirmou que o próprio vereador que fez a denúncia já havia solicitado combustível para abastecer seu carro. Isso teria ocorrido depois que o parlamentar pediu o veículo oficial da Casa para uma viagem a serviço do Legislativo, mas foi informado de que já havia outra viagem agendada para a mesma data.

Agora, o MPTO instaurou inquérito civil para apurar as condutas e expediu notificação ao vereador Sinomar Cassimiro para comparecer à promotoria de Palmeirópolis a fim de prestar esclarecimentos.

À Câmara, o órgão solicitou cópias das guias de abastecimento dos veículos da Casa e dos combustíveis fornecidos aos vereadores para viagens de interesse do Legislativo, devendo encaminhar documentos comprobatórios de cada viagem realizada no período de janeiro de 2017 a setembro de 2019.

A promotora de justiça responsável pela investigação é Janete de Souza Santos Intigar.