24 horas após Palmas proibir a realização de eventos com aglomeração durante o réveillon, a Prefeitura de Araguaína anunciou que não irá realizar a tradicional queima de fogos na Via Lago.

O objetivo do município é evitar aglomerações e, consequentemente, o avanço da covid-19 na cidade. De acordo com o prefeito Ronaldo Dimas, a decisão foi tomada após o aumento de casos ativos da doença nas últimas semanas.

O município também irá intensificar a fiscalização durante as festas de fim de ano. “Araguaína havia apresentado uma queda considerável nos casos de covid-19, mas temos notado que parte da população deixou de seguir as medidas de segurança com a chegada das festas de fim de ano, e precisamos garantir que nossas unidades hospitalares não cheguem à capacidade máxima, colocando a vida das pessoas em risco”, disse o prefeito.

A prefeitura editou um decreto onde autoriza a realização de eventos, desde que licenciados pelo Departamento Municipal de Posturas, ocorrendo apenas em espaços fechados e com controle de acesso, com capacidade máxima determinada pela densidade de uma pessoa a cada dois metros quadrados de área destinada ao público e limite de 300 participantes.

A fiscalização do cumprimento das regras estabelecidas pelo decreto municipal será intensificada no dia 31 de dezembro, com um trabalho conjunto entre os órgãos municipais e agentes de trânsito e apoio das forças policiais. “Caso os fiscais identifiquem algum tipo de infração, o evento será interrompido imediatamente e o responsável poderá responder por crime contra a ordem e saúde pública, além de receber multa”, ressaltou o diretor do Demupe, Nicasio Mourão.