Candidatos que se inscreveram para o vestibular 2020/02 da Universidade Federal do Tocantins estão reclamando da demora na devolução do dinheiro da taxa de inscrição. A seleção foi cancelada em julho por causa da pandemia de coronavírus. A instituição retomou o ano letivo, de forma remota, nesta terça-feira (13) após ficar sete meses com o calendário parado.

O vestibular iria selecionar estudantes para 781 vagas em 48 cursos de graduação da universidade. A taxa paga pelos candidatos foi de R$ 120. As provas chegaram a ser previstas para maio, mas ficaram suspensas até serem canceladas em julho. A UFT tinha prometido a devolução dos valores até 5 de outubro, mas candidatos reclamam que o prazo não vem sendo cumprido.

A Universidade Federal do Tocantins informou, em nota, que os pagamentos começaram a ser feitos, mas houve atraso por conta de inconsistências tanto nos dados bancários informados pelos candidatos quanto na migração destes dados para o Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi).

A Pró-reitoria de Administração e Finanças informou que os dados estão sendo inseridos manualmente na plataforma e os pagamentos já estão sendo gerados. “A medida que o cadastro manual e a correção dos dados estão sendo feitos, os pagamentos pendentes estão sendo realizados”, diz a nota.

Retomada das aulas

A Universidade Federal do Tocantins anunciou o retorno das aulas em ambiente virtual para a esta terça-feira (13). A retomada do ano letivo foi aprovado pelo Conselho Universitário na semana passada.

Segundo o pró-reitor de graduação da UFT, Eduardo Cezari, nem todas as disciplinas serão retomadas no primeiro momento.

“Nós vamos trabalhar com um conjunto de disciplinas menor, com a finalidade de que a gente tenha um momento de aprendizagem dessa nova realidade, deste novo momento da educação. E planejar o 2020/2, que inicia em janeiro, com mais segurança e com mais condições de trabalho”, explicou.

A instituição estava com as aulas suspensas desde março deste ano por causa da pandemia de coronavírus. Os estudantes vão agora começar a completar as atividades referentes ao primeiro semestre deste ano.

As informações são do  G1 Tocantins.