O governador Mauro Carlesse (PSL) anunciou em um evento realizado na Assembleia Legislativa, que considera aumentar de 1.000 para 1.500 o número de vagas oferecidas pelo concurso da Polícia Militar do Tocantins, por sugestão do deputado estadual Elenil da Penha (MDB). “Nós temos aí 1.000 homens e poderão ser 1.500, uma sugestão do Elenil da Penha”, declarou Carlesse.

Elenil da Penha vinha cobrando em discursos e tinha solicitado a ampliação por meio de requerimento apresentado na semana passada. Para o deputado, o anúncio é uma vitória de toda a sociedade tocantinense, uma vez que mais vagas para a corporação significa mais oportunidades e mais segurança. “Eu tenho várias lutas em relação a este certame. Primeiro, claro, para que ele fosse realizado, depois, para que tivéssemos a idade máxima ampliada, e nós conseguimos aumentar para 32 anos e, agora, por fim, para que o número de vagas oferecidas, tendo em vista o déficit de PMs no estado, fosse maior. Felizmente, o governador Carlesse atendeu essa que é uma demanda de toda a sociedade”, disse o deputado.

 Sobre o concurso da PM

O concurso da Polícia Militar do Tocantins contou com mais de 45 mil inscritos. A primeira fase foi realizada em junho deste ano, com a aplicação das provas objetivas em 20 cidades. Antes da ampliação para 1.500, o edital previa 1.000 vagas para soldado, sendo 950 para o setor operacional, 25 para o quadro de músicos e 25 para área da saúde. Os aprovados na etapa inicial passarão ainda por exame de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e da vida pregressa e curso de formação.