Deic investigará crimes na zona rural até criação de delegacia para o campo e PM vai intensificar ações no setor

Na segunda audiência pública para discutir a criminalidade no campo na região central do Estado, nessa terça-feira, 25, ficou definido que a Secretaria Estadual da Segurança Pública vai disponibilizar a Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (Deic) para a investigação dos crimes na zona rural, até que seja regulamentada e implantada uma delegacia especializada para os delitos rurais. “Também vamos intensificar o sobrevoo da região com aeronave, coibindo e inibindo os criminosos, com a presença de um importante equipamento de segurança”, garantiu o secretário de Segurança Pública Wlademir Costa.

Policiamento ostensivo

O chefe do Estado Maior, coronel da PM Marizon Mendes, assegurou que as ações serão intensificadas. “Como medida imediata, vamos executar operações de policiamento ostensivo, começando pelo município de Porto Nacional. Pretendemos, nessa região, também fazer um levantamento e cadastramento das propriedades rurais, criando uma rede de comunicação em combate à criminalidade no campo”, disse.

Apoio ao homem do campo

Segundo ele, ainda foi iniciado o planejamento para apresentar à SSP e, juntos, de forma imediata, serão efetivadas ações de segurança aos agropecuaristas. “Paralelo a isso, vamos dar andamento a um programa de apoio ao homem do campo em todo o Estado”, garantiu o coronel.

Primeira reunião

A primeira reunião sobre o tema ocorreu no dia 18 em Porto Nacional, numa iniciativa de produtores rurais e empresários, com a presença do secretário Wlademir Oliveira, e do chefe do Estado Maior, Marizon Mendes Marques, que representou o comandante-geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Júlio Manoel da Silva Neto.


DPE reforça ao governo necessidade de auxílio emergencial para famílias afetadas pelas chuvas; Estado diz que será implantado em breve

A Defensoria Pública do Estado (DPE-TO) solicitou ao governo nessa terça-feira, 25, o pagamento de auxílio emergencial às famílias impactadas pelas chuvas das últimas semanas. A proposta já vem sendo estudada pelo governador interino Wanderlei Barbosa (sem partido), como ele mesmo anunciou semana passada durante visita a São Miguel, no Bico do Papagaio, cidade tocantinense que mais sofreu prejuízos com alagamentos.

Secretários estaduais confirmaram à DPE que os estudos estão em andamento e que o benefício deve ser implantado em breve.

Aluguel social

Outra possibilidade é o programa Aluguel Social, instituído pela lei estadual 2.674/202. Porém, durante a reunião, foi considerado que em muitos municípios pode haver a dificuldade de se encontrar imóvel para locação, como seria o caso de São Miguel, onde o número de pessoas desabrigadas ou desalojadas ultrapassa 1,5 mil.

Auxílio seria de uso mais amplo

Deste modo, concluiu-se que a proposta do auxílio seria de uso mais amplo, para que as famílias possam pagar aluguel social ou utilizar o recurso para despesas alimentação, locomoção, aquisição de roupas, já que muitos perderam todos os pertences, entre outras despesas necessárias para que essas pessoas possam sair da situação de vulnerabilidade causada pelos efeitos das enchentes. “O ideal seria um auxílio que amparasse as famílias em todos os sentidos, pois a maioria vive da roça e perdeu a fonte de seu principal meio de sustento”, defendeu a coordenadora do Núcleo Aplicado de Defesa das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac) de Palmas, defensora pública Letícia Amorim.

Urgência no amparo às famílias

O coordenador do Núcleo Especializado de Defesa dos Direitos Humanos (NDDH), defensor público Euler Nunes, destacou a urgência no amparo às famílias afetadas: “O que tiver de ser feito precisa ser feito com urgência, pois há muitas famílias desabrigadas e ainda há o risco de mais enchentes e impactos com as chuvas”, relatou.

Melhor estrutura para defesa civil

Nunes também disse que a Defesa Civil precisa ser melhor estruturada e até mesmo implantada em muitos municípios. “Após esse momento de emergência, é preciso atuar para que a Defesa Civil tenha plenas condições de trabalho”, defendeu.


Prefeitura de Palmas diz que progressões de servidores da saúde começam a ser pagas ainda em janeiro

A Prefeitura de Palmas anunciou que deve começar a pagar ainda em janeiro cerca de R$ 15 milhões em retroativos de progressões e promoções a servidores da Secretaria da Saúde (Semus). Apenas nesta pasta, são pouco mais de 2,3 mil servidores inativos e ativos com direito aos benefícios.

Em todo o Executivo municipal, mais de 8 mil funcionários aguardam os pagamentos, que devem chegar a R$ 96 milhões. Ainda não foi divulgado o calendário dos demais setores.

Para receberem os retroativos, os servidores devem buscar o setor de Recursos Humanos (RH) de suas pastas. Segundo a nota da prefeitura, na Semus o RH já iniciou o atendimento e para tirar dúvidas os funcionários podem ligar nos telefones: 63 3212 7837 ou 3212 7836. Em alguns casos o servidor precisará apresentar requerimentos ou documentos.

O planejamento do município é de que os pagamentos servidores que estão inativos ou que estão ativos mas têm passivos de até R$ 2 mil, serão feitos em parcela única.

Já quem tem valores acima de R$ 2 mil para receber, deve ser pago em parcelas sucessivas, com início previsto para fevereiro. Os recursos são do tesouro municipal. Os servidores públicos precisarão desistir de processos em tramitação, inclusive nos casos judicializados. Segundo a prefeitura, a medida é para que não ocorra pagamento em duplicidade.


Prefeitura de Formoso do Araguaia busca apoio da Adetuc para realização da segunda edição do Campeonato de Pesca Esportiva

Com o objetivo de fortalecer o turismo e atrair investimentos no setor, o prefeito de Formoso do Araguaia, Heno Rodrigues, esteve reunido com o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Hercy Filho, nesta terça-feira, 25, na sede da pasta. A reunião teve como foco solicitar apoio do Governo do Tocantins, por meio da Adetuc para a realização da segunda edição do “Campeonato de Pesca Esportiva”. Também estiveram presentes na reunião a vice-presidente da Adetuc, Jocélia Costa e a superintendente do turismo, Maria Antônia Valadares.

O evento está previsto para ser realizado em agosto, no Lago Taboca, em Formoso do Araguaia, na região sudoeste do Estado, a 287 Km de Palmas, que possui toda uma infraestrutura adequada para realização do campeonato.

O campeonato tem como objetivo incentivar a prática dessa modalidade esportiva, incorporando o evento ao calendário de festividades do município, além fornecer lazer para população, além de proporcionar benefícios econômicos por meio do segmento da pesca esportiva.

Para o presidente da Adetuc, Hercy Filho, o Estado tem um grande potencial para a pesca esportiva por sua diversidade de espécies de peixes que atraem os amantes da pesca esportiva em nível nacional e internacional. “O Tocantins, tem um grande potencial hidrográfico e a diversidade de espécies de peixes amazônicos são fatores que contribuem para atividade de pesca esportiva sustentável, que ajuda a fomentar toda uma cadeia da atividade turística com a disponibilidade de pousadas e guias de pesca, além de oportunizar a geração de emprego e renda para as comunidades ribeirinhas, assim como pedem as diretrizes da gestão do governador em exercício, Wanderlei Barbosa”, apontou. (Da assessoria de imprensa)

 


Assassinado na frente da mulher e filhos, velório do empresário Nilton Alcântara Neves, de 60 anos, será no Crystal Hall

O corpo do empresário Nilton Alcântara Neves, de 60 anos, será velado no Crystal Hall, na Avenida Teotônio Segurado, e sepultado às 16 horas, no Cemitério Jardim das Acácias, em Palmas. Nilton foi morto a tiros por volta das 19h30 dessa terça-feira, 25, quando chegava a um dos postos de combustível da Rede Petrolíder, da qual é um dos proprietários, na marginal da TO-050, na ASR-SE 75 (Antiga 712 Sul). A Polícia ainda não tem nenhum suspeito do crime e analisa câmeras de segurança das redondezas.

Na frente da mulher e dos filhos

O empresário chegou em seu carro ao posto e a mulher e os filhos dele estavam em outro veículo. Quando desceu para se aproximar da família, Nilton foi surpreendido pelo assassino com pelo menos seis tiros no tórax. Depois o atirador, que vestia roupa cinza, fugiu correndo do local. 


Fiocruz alerta para aumento da incidência de dengue no Tocantins após mais de 40 cidades notificarem casos

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) emitiu um alerta sobre o aumento da incidência da dengue no Tocantins após 42 cidades do estado notificarem casos suspeitos da doença desde o início do ano. O número de cidades com casos confirmados dobrou com relação ao mesmo período de 2021, já chegando a 13.

Em Araguaína, o neto do comerciante Paulo Henrique Gonçalves está com dengue. O avô acredita que o mato alto e a sujeira ao lado de casa sejam os motivo. "Aqui a gente limpava, capinava, batia veneno para manter limpo perto de casa, mas agora ficou complicado".

Durante esta semana várias ações no combate a dengue estão sendo realizadas. Os agentes de endemias estão vasculhando terrenos baldios em busca dos focos, mas o problema é que 70% dos focos estão nos quintais das residências.

Devido a situação preocupante, profissionais médicos e enfermeiros do Tocantins poderão participar de uma capacitação sobre cuidados clínicos aos pacientes.

Já a capital está desenvolvendo atividades e também utilizando o carro fumacê pra combater esse inimigo tão pequeno e tentar evitar grandes problemas. A incidência acumulada de casos prováveis é considerada alta, com 713 casos suspeitos a cada 100 mil habitantes. de acordo com o último boletim epidemiológico.

"O problema não é só o terreno baldio. O problema não é só uma casa abandonada. O problema pode estar ali do nosso lado e a gente não está vendo. O importante é a população vistoriar o seu quintal e remover qualquer tipo de recipiente que pode ser um criadouro do mosquito", diz a coordenadora técnica controle vetorial Lara Betânia Melo Araújo.


Gurupi publicará em fevereiro edital de licitação do transporte coletivo; serviço, sem funcionar desde 2020, pode ser retomado em junho

A Agência Gurupiense de Trânsito e Transportes (AMTT) deve publicar no início de fevereiro o edital de licitação para a concessão do transporte público de passageiros. Desde março de 2020 Gurupi está sem o serviço.

Aporte financeiro

O presidente da AMTT, Sargento Jenilson, disse que, para dar continuidade no processo, iniciado ainda em 2021, a prefeita Josi Nunes (PSL) organizou o orçamento e autorizou um aporte financeiro para incentivar a ampla concorrência. “Assim poderemos ter uma empresa de qualidade e com responsabilidade para fazer esse serviço público de forma viável, ininterrupta e que tenha uma tarifa de transporte justa aos nossos cidadãos”, afirmou Jenilson.

Até junho em funcionamento

Ele avaliou que, pelo prazo normal das leis de licitações e concessões públicas, haverá “uma boa concorrência” pelo serviço, que até junho já deve estar funcionando. “Cumprindo, assim, o compromisso da gestão Josi Nunes e Gleydson Nato”, ressaltou.

Estudos começaram em janeiro de 2021

Jenilson contou que a gestão iniciou os estudos em janeiro do ano passado e, em março, realizou audiências e consultas públicas para a definição do formato da prestação de serviço, que culminou com processo de licitação da concessão iniciado em setembro. “Porém, não tínhamos conseguido empresas da região interessadas em trabalhar na cidade e em fornecer orçamentos para iniciar a licitação com as propostas de custos do serviço, diante dos desafios da pandemia e também porque os investidores não encontravam viabilidade para iniciar um empreendimento tão importante”, disse o presidente da AMTT.

Sem previsão orçamentária

Além disso, ele afirmou que não havia ainda previsão orçamentária para a oferta de alguma contrapartida aos investidores e interessados na concessão desse serviço durante o primeiro ano da gestão, com orçamento planejado pelo governo anterior.

Para Jenilson, a continuidade do processo só foi possível com a aprovação do aporte financeiro previsto no orçamento de 2022.

 


Lago de Palmas terá evento de pesca esportiva em março

Em reunião na tarde desta segunda, 24, com o presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Hercy Filho, o empresário do setor de pesca esportiva, Raimundo Coelho (Raimundinho Canoeiros) apresentou o evento Pesca Tocantins e solicitou apoio do Governo do Estado para o evento. O encontro foi acompanhado pela vice-presidente Jocélia Costa, pela superintendente de Turismo Maria Antônia Valadares.

O Pesca Tocantins será realizado em 5 de março, está com inscrições abertas e já conta com a confirmação de profissionais da pesca esportiva premiados nacionalmente. A cobertura oficial será feita pela Fish TV, canal especializado que esteve no Estado para participar de famtour em Palmas, Lajeado, Peixe e São Salvador, em 2020.

“Precisamos de eventos como este, com alcance nacional, para movimentar o Lago de Palmas, atrair mais turistas e aquecer a economia local”, afirmou o presidente Hercy Filho, confirmando a possibilidade de inserir o Pesca Tocantins, que será anual, no calendário de eventos do Estado. “Eventos como este são muito bem recebidos pelo governador Wanderlei Barbosa, por seu alcance econômico e social”, ressaltou.

Pesca no Tocantins

O Brasil é reconhecido pelo seu grande potencial para a pesca esportiva, sendo que o Tocantins possui a segunda maior Bacia Hidrográfica do País, a Araguaia-Tocantins, com diversas áreas propensas à prática. Para intensificar as ações neste setor turístico tão importante, o Governo do Estado, por meio da Adetuc desenvolveu o Plano Estratégico e Operacional de Pesca Esportiva, com recursos do Programa de Desenvolvimento Regional, Integrado e Sustentável (PDRIS). O projeto incluiu levantamento de espécies e áreas propensas ao desenvolvimento da atividade, roteirização e formação de condutores de pesca esportiva.

O Tocantins também integra o projeto Rotas Amazônicas Integradas (RAI), que busca o fomento do turismo e toda a pluralidade cultural dos estados da região Norte. O segmento da pesca esportiva é um dos norteadores de novos produtos. (Da assessoria de imprensa)

 


Palmas tem pior semana epidemiológica desde o início da pandemia de Covid-19; ocupação de UTIs tem novo salto

O Boletim Epidemiológico desta segunda-feira, 24, mostra que Palmas fechou a última semana epidemiológica (dos dias 16 a 22) com 3.304 novos casos de Covid-19, o maior número registrado em uma semana desde o início da pandemia. 

Números preocupantes

Pela segunda semana seguida, a Capital alcança número preocupantes de contaminação pelo coronavírus. No período de 9 a 15 de janeiro foram 1.483 novos casos diagnosticados, e já havia sido o maior número desde a terceira semana de março de 2021 (entre os dias 14 e 20), período em que o município teve 1.507 casos confirmados em uma única semana. 

Salto abrupto na ocupação de leitos

Em Palmas, 72 pessoas estão internadas por causas ligadas à Covid-19. A taxa de ocupação dos leitos gerais é de 53,3%, já a dos leitos clínicos é de 44,6%, enquanto que a de UTIs é de 61,4%. Para se ter ideia, no dia 15, a taxa geral de ocupação estava em 22,5%, a de leitos clínicos em 16% e de UTIs em 28,8%

Balanço

Palmas acumula até esta segunda-feira 60.755 casos de Covid-19, dos quais 54.487 estão recuperados, 5.576 em tratamento e 692 morreram. 


Em parceria com a INOVA-TO empresário lança campanha de ajuda a atingidos por enchentes no Tocantins

Com o objetivo de arrecadar alimentos, roupas, materiais de higiene pessoal e utensílios para famílias desabrigadas e atingidas pelas enchentes no Tocantins, o empresário, Miguel Barros em parceria com a INOVA-TO lançou esta semana, uma campanha de solidariedade para ajudar moradores que estão passando por dificuldades após as enchentes.

Segundo o empresário, a campanha não visa arrecadar dinheiro e sim itens de alimentação, higiene e de cama, banho e brinquedos. “As famílias perderam muitas coisas e necessitam da contribuição e solidariedade de todos, por isso abraçamos esta causa,” disse Miguel Barros.

Miguel explicou que qualquer pessoa pode doar itens para a campanha e que junto com a INOVA-TO montaram uma estrutura para buscar as doações no endereço informado pelo doador.

Para fazer doações para a campanha basta entrar em contato com a organização pelo telefone (63)98118-5565. A princípio a campanha está sendo realizada apenas em Palmas, porém, se pessoas de outros municípios quiserem contribuir é só entrar em contato que a organização providenciará a logística para buscar.