Pesquisadores da UFT participam de projeto CoronaVidas com publicação de notas técnicas

O professor David Nadler, de Ciências da Computação, e o professor Waldecy Rodrigues, de Economia participam do CoronaVidas. Trata-se de um grupo nacional de pesquisa que semanalmente lança um Boletim Técnico de Acompanhamento da Covid 19.

As notas técnicas referentes ao Tocantins podem ser acessadas aqui: https://idtcentronorte.com.br/covid19

Coronavidas

O projeto Coronavidas.net consiste em um grupo de makers, pesquisadores de universidades públicas, servidores públicos nas esferas municipais, estaduais e federais, professores, profissionais de saúde, profissionais da área de comunicação e voluntários dos mais diferentes segmentos sociais e de todas as partes do Brasil que, reunidos em um coletivo, estão trabalhando dia e noite para arrecadar fundos para a produção de protetores faciais contra respingos que serão doados aos profissionais de saúde da rede pública.

Nas notas técnicas apresentadas são demonstradas situações de momentos da pandemia de Covid-19 no Brasil, referentes a cada um dos 26 estados e o Distrito Federal. Neste momento, o grupo de pesquisadores recomenda duas alternativas: redução dos contatos por meio de lockdown’s e vacinação em massa. "É de extrema importância, para otimizar os efeitos da campanha de vacinação, estabelecer corretamente as prioridades na ordem de vacinação com apoio da comunidade científica nacional", informa o site do projeto.


Palmas terá escalonamento de horário para atividades a partir da próxima semana; veja como fica

A Prefeitura de Palmas publicou na noite da quinta-feira (15) uma nova edição do decreto com as medidas de restrição por causa da pandemia, com flexibilizações. Pelo texto, a partir de segunda-feira (19), haverá escalonamento de atividades e retomada de alguns setores. Confira a íntegra do decreto: http://diariooficial.palmas.to.gov.br/media/diario/2719-15-4-2021-22-40-35.pdf , com os horários para cada setor.

Os restaurantes poderão ter atendimento das 11h às 15h, todos os dias, limitada a entrada de usuários a 30% da capacidade do estabelecimento. Das 15h até meia-noite, estes estabelecimento podem funcionar apenas para entrega em domicílio ou retirada no local.

Lojas de materiais de construção, poderão funcionar das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira, também com 30% da capacidade. Indústrias podem funcionar de 6h às 16h em dias úteis e são obrigadas a disponibilizar transporte para os funcionários para poder reabrir.

O comércio de rua também poderá funcionar com até 30% da capacidade, o funcionamento ficou autorizado de segunda a sexta, das 10h às 20h. Para os shopping centers, o horário é de 12h às 22h, com mesmos dias da semana e capacidade

Academias podem funcionar de segunda a sexta, de 5h até meia noite, com 30% da capacidade. Clínicas de estética têm a mesma limitação de dias e horários e podem funcionar de 7h às 22h.

Padarias poderão abrir de 6h às 22h para atendimento. O consumo no local é permitido apenas entre 6h e 10h, para o café da manhã. A limitação da capacidade é dos mesmos 30%.

Bares e lanchonetes ainda não podem servir meses, para retiradas e entregas os horários de funcionamento são de 8h até meia-noite.

A informação de que haveria um novo decreto tinha sido adiantada pela prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) em entrevista ao Bom dia Tocantins na quinta pela manhã.

"Sai hoje uma nova edição do decreto regulamentando o retorno de algumas atividades não essenciais, entre elas, empresas relacionadas ao ramo de calçados, confecção e tantos segmentos que ainda não foram contemplados, ou seja, que estão com atendimento apenas para retirada em balcão e serviço em delivery", tinha dito ela.

O prazo para pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2021 com desconto também foi adiado. Com a prorrogação, o novo vencimento é no dia 17 de maio.

O decreto atual

O texto que está em vigor até esta quinta tinha começado a valer no dia 5 de abril. A principal mudança com relação ao primeiro decreto, que paralisou as atividades não essenciais, foi a reabertura destas atividades com horários determinados. No entanto, alguns estabelecimentos foram autorizados a vender apenas no balcão ou por delivery.

Por  G1 Tocantins.


Prefeitura institui parcelamento especial de tributos para pessoa física e jurídica

Contribuintes inadimplentes com o Município de Palmas poderão renegociar seus débitos tributários em parcelas que variam de duas a 96 vezes para pessoa física e de quatro a 132 vezes para pessoa jurídica, conforme o valor da dívida. A adesão ao parcelamento de débitos contraídos até 31 de dezembro de 2020 poderá ser feita somente até o próximo dia 30 de julho.

Serão contemplados contribuintes que possuam dívidas de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), ISS (Imposto sobre Serviços), Taxa de Coleta de Lixo, Cosip (Custeio do Serviço de Iluminação Pública) e outros.

O Parcelamento Especial de tributos municipais está instituído no Decreto nº 2.031, publicado no Diário Oficial do Munícipio da quinta-feira, 15.

O reparcelamento contempla os débitos previstos no artigo 95 do Decreto 1.967, de 6 de dezembro de 2018, que regulamenta o Código Tributário de Palmas. O artigo 95 deste decreto institui que poderão ser parcelados os débitos fiscais oriundos de quaisquer tributos, após o respectivo vencimento.

“A pandemia diminuiu a atividade econômica, afetou o faturamento das empresas e impactou a renda do cidadão. Por isso, nada mais justo que a Prefeitura busque alternativas que permitam a regularização fiscal de quem está inadimplente. Além de possibilitar que o cidadão exerça plenamente seus direitos, com essa flexibilização é esperado também um incremento na receita tributária. Dinheiro que retorna na forma de melhorias em toda a cidade”, destacou a prefeita Cinthia Ribeiro.

Parcelamento

A legislação vigente, (Decreto 1.667) permite o parcelamento máximo em 60 vezes para pessoa física e 96 para pessoa jurídica. Já no parcelamento especial, o número máximo de parcelas passa a ser de até 96 para pessoa física e até 132 para pessoa jurídica.

Ao renegociar sua dívida, o contribuinte terá acesso à certidão positiva com efeito negativo, além de evitar medidas mais rígidas por parte do Município, como o protesto e a execução fiscal.

O parcelamento poderá ser feito por meio de agendamento no Resolve Palmas, pelos telefones 3212-7745, para a Unidade da Avenida JK; 3212-7755, Unidade de Taquaralto e 3212-7256 na Unidade do Shopping Capim Dourado. Outra opção é solicitar o pedido pelo e-mail da Secretaria de Finanças: parcelamento.sefin@palmas.to.gov.br.


Filha suspeita que idoso de 92 anos não recebeu dose contra Covid durante aplicação em Miracema; Prefeitura nega e diz que houve "mal-entendido"

A filha de um homem de 92 anos disse que o pai não recebeu a vacina contra o coronavírus durante a primeira aplicação feita no mês de março, em Miracema do Tocantins. Mariza Soares Pereira acredita que a profissional apenas enfiou a agulha no braço do idoso e não injetou a dose do imunizante. A Prefeitura negou a irregularidade e disse que houve um "mal-entendido". A Secretaria Municipal de Saúde fez um vídeo afirmando que a seringa usada na aplicação é diferente e dá impressão que o imunizante não foi totalmente aplicado. (Assista abaixo)

O caso foi registrado em uma policlínica da cidade, que fica na região central do estado.

"No dia que ele tomou a vacina eu tive essa dúvida que ele não tinha sido vacinado, foi apenas furado, mas eu permaneci calada. Como está chegando a data da próxima dose isso continuou me incomodando", contou Mariza Soares.

Ela conta que levou o pai, Ademar Pereira, para tomar a vacina no dia 25 de março. Ela permaneceu com ele na sala de vacinação, mas disse que acabou se distraindo enquanto respondia os questionamentos, sobre a saúde do idoso, feitos por outra profissional que estava na sala.

O vídeo feito pela filha mostra o momento em que a servidora coloca a agulha no braço do idoso e logo depois retira, aparentemente, sem ter aplicado a dose do imunizante. (Assista acima)

Após a divulgação do vídeo, a profissional de saúde que aparece nas imagens procurou a delegacia de Polícia Civil para fazer um boletim de ocorrência. Na unidade a servidora foi orientada a fazer o registro pela internet, na delegacia virtual. A mulher informou à Prefeitura de Miracema que irá tomar todas as providências legais por ter sido vítima de calúnia.

“Fiquei com isso na cabeça e mostrei o vídeo pra algumas pessoas. Todos falaram que ele não foi vacinado, que a vacina não foi aplicada. Passei para alguns farmacêuticos e também falaram que não foi vacinado. Pela filmagem dá para perceber. Todos disseram que não foi injetada”, disse a filha.

Mariza Soares disse que ainda não procurou o município para questionar se a aplicação do imunizante realmente foi feita, mas deve fazer isso nos próximos dias. A segunda dose do idoso está marcada para o próximo dia 22 de abril.

O que diz a Prefeitura de Miracema

A Prefeitura de Miracema do Tocantins afirmou que não houve nenhuma denúncia formal, só tomou conhecimento da reclamação, através das redes sociais e logo determinou que a Secretaria de Saúde esclarecesse o fato.

Um vídeo divulgado pela pasta mostra a assessora da Secretaria de Saúde de Miracema, Euliene Resplandes, explicando que a filha do idoso teve a impressão de que o líquido não tinha sido injetado por conta da seringa utilizada pela profissional no dia da aplicação.

A profissional mostrou a diferença entre duas seringas usadas em campanhas de vacinação na cidade. Segundo ela, apesar de parecer que em uma há mais líquido que na outra, as duas estavam com a mesma quantidade de material.

"O que acontece é que essa seringa tem uma parte rosqueada que é para conectar a agulha [...] é uma seringa mais segura e evita que a agulha saia. Quando acontece a vacinação, dá impressão que ainda tem algum material na seringa, porém não tem. Então é só um mal entendido na questão da imagem pela diferença da seringa que foi utilizada", explicou.

Covid-19 em Miracema

Miracema do Tocantins tem 1.565 casos confirmados de coronavírus e 31 mortes desde o início da pandemia. Segundo a última atualização, o município recebeu 2.714 doses de vacinas contra a Covid e aplicou 2.566, sendo 1995 referentes a primeira dose e 571 da segunda. Estão sendo vacinados na cidade os trabalhadores da saúde e idosos a partir de 65 anos.

Por G1 Tocantins


Governo do Tocantins busca negociar a compra de mais vacinas contra a Covid-19

O Governo do Tocantins pretende conseguir adquirir maior número de vacinas contra a Covid-19 e, com isso, acelerar o processo de imunização da população. Desde que os estados foram autorizados a realizar compras diretas, o governador Mauro Carlesse tem buscado apoio de outros países, a exemplo da Índia, e negociado, por meio de consórcios, a aquisição da vacina de fabricação russa Sputnik V.

 Em mais uma frente, agora por meio do Consórcio Brasil Central (BrC), composto por Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Maranhão, Rondônia e o Tocantins, a o Estado está negociando com o Fundo Soberano Russo a compra, sem intermediários, de 28 milhões de doses da vacina Sputnik V. De acordo com informações do consórcio, a intenção é distribuir 2 milhões de doses para cada ente consorciado.

Diante do momento crítico em relação à pandemia que o país enfrenta, o governador destaca a importância do consórcio no processo de aquisição de imunizantes. “Estamos bem avançados para concretizar a compra dessas vacinas e confiantes de que, logo, nossa população poderá receber este reforço nas doses. Acreditamos nisso, porque o consórcio já realiza compra compartilhada e tem tido destaque, pela considerável economia que gera aos estados e pela garantia de pagamento aos fornecedores. Vamos aguardar a aprovação pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para finalizar a transação e assinar o contrato”, assegura Carlesse.

Além desta iniciativa, via Consórcio Brasil Central, o Tocantins já assinou Acordo de Fornecimento para aquisição de 1 milhão de doses da vacina Sputnik V, desta vez por meio do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal. O governador também já encaminhou um ofício à Anvisa solicitando aval para o Estado realizar a compra excepcional do imunizante.

A compra de vacinas por parte do Governo do Tocantins vai complementar o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19, do Ministério da Saúde, ampliando o número de pessoas imunizadas no Estado. Conforme previsto, a aquisição se dará em quatro etapas, sendo 250 mil doses ainda no mês de abril, 250 mil em maio, 250 mil em junho e as outras 250 mil em julho, totalizando 1 milhão de doses.

Estados já organizam logística

Enquanto é aguardada a autorização da Anvisa, os estados que integram o Consórcio buscam se organizar para alinhar possível formato a ser adotado para distribuição e aplicação das vacinas.

Governadores já visitaram a fábrica Bthek Biotecnologia, instalada no polo de desenvolvimento JK em Santa Maria (DF), onde é produzido o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) e finalizado o envasamento da Sputnik V. A unidade pertence ao grupo farmacêutico União Química, que se associou ao Fundo Russo, para a fabricação do imunizante contra a Covid-19.

Reunião com ministro

Além de participar efetivamente das ações do Consórcio Brasil Central e do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, a gestão estadual também já esteve reunida com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em encontro virtual que ocorreu no mês passado. Na ocasião, o vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, destacou a necessidade de ampliar a quantidade de pessoas vacinadas no menor intervalo de tempo. O ministro reafirmou a meta, a curto prazo, de vacinar 1 milhão de pessoas por dia.

Apoio de outros países

Ainda tentando outros meios de conseguir mais imunizantes para atender a população tocantinense, quando esteve em audiência com o embaixador da Índia, Shri Suresh, para discutir possíveis parcerias entre o Estado e o país asiático, o governador Carlesse aproveitou a oportunidade para sinalizar uma possível negociação para aquisição da vacina AstraZeneca, produzida pelo Instituto Serum, na Índia. Este é um dos imunizantes que têm sido distribuídos aos estados pelo Ministério da Saúde.

Doses recebidas

Até a  quinta-feira, 15, o Tocantins recebeu 296.100 doses de vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde. Na última sexta-feira, 9 de abril, data da última remessa enviada ao Estado, chegaram 25.850 doses, sendo 14.250 doses da vacina AstraZeneca e 11.600 da CoronaVac.


Mulher fica enfurecida e tenta esfaquear namorado ao pegá-lo com outra em Araguaína

Uma confusão motivada por uma suposta traição virou caso de polícia em Araguaína. O caso ocorreu durante a madrugada da quinta-feira (15) em uma residência localizada na Rua Josefa Sousa, setor Construindo Sonhos.

A mulher, de 40 anos, ficou transtornada após encontrar o namorado, de 46 anos, com outra mulher dentro da casa dele. Com uma pedra, a mulher quebrou a porta da residência, uma janela e ainda destruiu o vidro traseiro do veículo do namorado.

Em seguida, já com uma faca, a mulher ainda partiu para cima do namorado, mas ele conseguiu desarmá-la e a segurou até a chegada da Polícia Militar.

O homem sofreu algumas lesões pelo corpo e justificou que não possuía um relacionamento sério com a suspeita.

A mulher recebeu voz de prisão e foi encaminhada à Central de Flagrantes da Polícia Civil. A outra mulher que estava com o homem não sofreu nenhum ferimento e ainda prestou depoimento contra a suspeita.

Por Márcia Costa

 


Bancada do Tocantins entrega representação para suspender concessão da BR-153

Uma representação foi protocolada na quarta-feira, 14, no Tribunal de Contas da União pela bancada tocantinense no Congresso. A ação, que pede para suspender o edital de concessão da BR-153 de Aliança do Tocantins a Anápolis (GO), foi protocolada e encaminhada ao ministro Vital do Rêgo Filho, do Tribunal de Contas da União, pela senadora Kátia Abreu (Progressistas) e os deputados federais Tiago Dimas (SD), Vicentinho Júnior (PL) Dorinha Seabra (DEM) e Eli Borges (SD). Confira o documento aqui: https://www.t1noticias.com.br/midia/299

 O documento aponta que 26% das duplicações no Tocantins serão concluídas em até dez anos, ante 70% em Goiás, o restante só depois de 20 anos. A bancada federal e a Associação Tocantinense de Municípios (ATM) não concordam com o fato de o Estado ter que esperar duas décadas para só então a duplicação ser iniciada.

 No documento, os parlamentares pedem para suspender “o Edital de Concessão ANTT n. 1/2021, para a concessão mediante leilão público do Sistema Rodoviário Aliança (TO) – Anápolis (GO), enquanto não forem sanados os vícios evidenciados àquele certame”.

Apontam ainda que é necessário a readequação dos prazos do cronograma de execução das obras previstas no Edital de Concessão ANTT “de maneira a resgatar o equilíbrio entre as unidades federativas do Tocantins e Goiás”.

A concessão

 O leilão da concessão está marcado para o dia 29 deste mês, na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). Na terça-feira, 13, a bancada do Tocantins tinha se reunido com o ministro do TCE. No encontro, Kátia Abreu perguntou se há tempo hábil para a ação e recebeu uma sinalização positiva de Vital do Rêgo. “Tão logo a senhora e os representantes da bancada federal do Tocantins adentre com algum tipo de manifestação, aí só os senhores é que saberão fazê-lo, nós vamos proceder com a rapidez que o assunto merece”, disse o ministro.

A senadora Kátia Abreu disse ao ministro que a bancada está tomando todos os cuidados com a representação. “Não existe nenhuma intenção de retaliar. Muito pelo contrário. Nós louvamos e apoiamos no passado o primeiro edital de concessão”, ressaltou.

Por T1 Notícias

 


Crianças são vacinadas contra a gripe no 1ª dia da campanha em Gurupi

O município de Gurupi, sul do Tocantins, começa, nesta quinta-feira (15), a campanha de vacinação contra a gripe. Nesse primeiro dia serão imunizadas as crianças de seis meses a cinco anos 11 meses e 29 dias de vida.

Conforme a coordenadora de Imunização, Jucileia Lima, as doses contra a Influenza serão aplicadas nas unidades básicas de saúde que fazem doses de rotina, no período da tarde, das 13h às 17h, nas unidades dos setores Parque das Acácias, Pedroso, Waldir Lins, Vila Nova, Vila Íris, Vila São José e João Manoel dos Santos (Rua 6).

Veja o cronograma:

Quinta (15) e sexta-feira (16) - serão vacinadas as crianças de seis meses a cinco anos 11 meses e 29 dias.

Entre 19 a 23 de abril - as gestantes serão imunizadas

Entre 26 a 30 de abril - as puérperas (mulheres em pós-parto) serão vacinadas

Entre 3 a 7 de maio - profissionais da saúde recebem a dose.

A campanha de vacinação desse ano será dividida em rês etapas. Os demais públicos serão vacinados conforme o recebimento de novas doses. Para esta primeira etapa foram disponibilizadas 2.930 doses, conforme as informações.

Nas próximas etapas da campanha da vacinação contra a gripe serão incluídos novos grupos prioritários. O calendário prevê as seguintes etapas.

Segunda etapa (11 de maio a 8 de junho): idosos com 60 anos ou mais e professores das escolas públicas e privadas.

Terceira etapa (9 de junho a 9 de julho): pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (comorbidades); pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; forças de segurança e salvamento; forças armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

A coordenadora de Imunização ressaltou que as pessoas que tomaram a vacina contra Covid-19 deve tomar a da Influenza somente após 14 dias. “Pedimos que fiquem atentos à data que receberam a dose da Covid”, ressalva completando que pessoas com suspeita de Covid-19 ou sintomas de outras infecções também precisam adiar a vacinação para o vírus influenza.

Ela explicou ainda que excepcionalmente neste ano, idosos não serão os primeiros a serem imunizados para evitar conflito com o calendário de vacinação contra a Covid-19.

Por  G1 Tocantins.


Recomendação requer regularização da demanda de exames de mamografia

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) apresentou Recomendação ao Estado para regularização da demanda reprimida de exames de mamografia. A atuação é do Núcleo Especializado de Defesa da Saúde (Nusa) da Instituição.

No Pedido, o Nusa solicita um plano de ação e o cronograma dos exames para pacientes na lista de espera dos Hospitais Regionais de Araguaína, Augustinópolis, Dianópolis, Gurupi e Palmas, além dos novos pacientes inseridos após a suspensão dos procedimentos; requer, também, apresentação da programação da realização dos exames dos pacientes que ainda não foram inseridos na fila, a fim de organizar as demandas futuras que vierem a surgir.

Segundo o coordenador do Nusa, defensor público Freddy Alejandro Solórzano Antunes, a realização do exame de mamografia ajuda a detectar possíveis sinais de câncer de mama antes mesmo de o nódulo ser formado. “A detecção precoce se baseia na premissa de que há maiores chances de cura, sobrevida e qualidade de vida quando o câncer é diagnosticado oportunamente”, reforça o defensor público.

A Recomendação foi protocolada  e estipula o prazo de 20 dias para respostas.

Orientação

O Nusa orienta que, se algum paciente estiver aguardando a realização do referido exame ou o resultado e o Sistema Único de Saúde estiver demorando fornecer, pode procurar a Instituição para poder auxiliá-lo.


Evento reúne hackers, inventores e programadores para criar soluções digitais em Araguaína

Araguaína vai sediar no próximo mês de maio a primeira maratona de empreendedorismo Hackathon. O evento de inovação tecnológica será aberto à comunidade e pretende reunir profissionais de diversos setores para uma competição que tem como principal objetivo, encontrar soluções tecnológicas para problemas ou desafios de gestão que possam beneficiar a comunidade de Araguaína.

O Hackathon será totalmente on-line e organizado pelo Sebrae Tocantins em parceria com a Prefeitura de Araguaína. O objetivo é unir empreendedores, programadores, designers e entusiastas da tecnologia e inovação para discutir ideias e desenvolver os projetos em uma jornada de uma semana. O evento também contará com palestras internacionais de profissionais do empreendedorismo e tecnologia, além de oficinas de inovação, modelagem de negócio, entre outros temas.

De acordo com o secretário municipal da Fazenda, Ciência, Tecnologia e Inovação, Fabiano Souza, o Hackathon faz parte de um conjunto de ações planejadas e desenvolvidas pelo Município e que agora contará também com ações do Programa “Cidade Empreendedora”, executado em parceria com o Sebrae. A série de ações visa fomentar o empreendedorismo na cidade.

“O objetivo é acelerar o processo de desenvolvimento local, o Município faz o papel de agente mobilizador, facilitador e fomentador do desenvolvimento da economia local, trabalhando em eixos distintos para permitir o aprimoramento do ambiente de negócios, a simplificação da vida das empresas e a geração de emprego e renda”, assegurou o secretário.

Prêmio em dinheiro

O modelo de evento batizado de Hackathon já é bastante utilizado em grandes empresas por todo o mundo e vem ganhando espaço no Brasil como uma solução para fomentar a criatividade e encontrar soluções inovadores para as mais variadas situações. Em Araguaína, as equipes vencedoras receberão uma premiação em dinheiro que varia entre R$ 5 mil para o terceiro colocado até R$ 20 mil para a equipe vencedora.

“Além da premiação em dinheiro, essa é uma grande oportunidade de descobrirmos ideias novas para melhorar nossa cidade. Os projetos desenvolvidos durante o evento também poderão ser selecionados pela Prefeitura de Araguaína para dar continuidade na elaboração da ideia, caso a proposta atenda alguma necessidade do município”, explicou Souza.

Os projetos serão avaliados e testados pelas secretarias e órgãos da Prefeitura Municipal de Araguaína, com a possibilidade de contratação de acordo com os critérios estabelecidos por Lei de Licitações.

Por AF Notícias