Apoiadores de Bolsonaro se preparam visita do presidenciável ao Tocantins

O presidenciável do PSL, deputado federal Jair Bolsonaro, deve vir a Palmas em breve. A data ainda não foi definida pela agenda do parlamentar, mas seus apoiadores já se prepararam para a visita.

As diretrizes foram debatidas por um grupo apartidário nesta semana. O evento contou com a presença de diversas pessoas, entre elas o pré-candidato ao Governo do Tocantins pelo partido de Bolsonaro, Cesar Simoni.

Segundo Eliz Carvalho, uma das participantes do encontro, o evento aconteceu na sede da ASMIR (Associação dos Militares da Reserva, Reformados, da Ativa e Seus Pensionistas do Tocantins), em Palmas, e contou com a presença de pré-candidatos, militares da reserva do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e da Polícia Militar do Tocantins, bem como professores, advogados, empresários, promotores de justiça, funcionários públicos federais e outros representantes da sociedade palmense.

Segundo ela, a visita de Bolsonaro ao estado do Tocantins deve acontecer entre os meses de agosto e setembro.


Miracaxi 2018 começa nesta sexta com shows de Solange Almeida e Papazoni

Umas das micaretas mais animadas do Tocantins, o Miracaxi já se tornou referência e este ano acontece neste final de semana, de 20 a 22 de julho, em Miracema do Tocantins, com uma programação  que promete muita animação. Nesta sexta-feira, 20, abrindo a programação, o público cantará ao som de Solange Almeida e da banda Papazoni.

 Neste sábado, 21, Rafa & Pipo Marques e Márcia Fellipe levarão a galera ao agito. Neste domingo, 22, fechando com chave de ouro, Parangolé e Vanice Andrade se apresentam na micareta.

 O Miracaxi contará com os Trios Porradão e Joia, que farão o circuito próximo ao Ponto de Apoio. A expectativa da organização é receber ao menos 65 mil foliões para esta edição, que conta com câmeras de vigilância, segurança contratada e policiamento para garantir a segurança dos participantes.

 Para esta edição, a prefeitura da cidade informou que orientou barraqueiros, vendedores ambulantes, taxistas, mototaxistas e outros grupos sobre o atendimento ao público presente no evento.

 Outros atrativos

 O turista que chegar à cidade para acompanhar o Miracaxi também pode aproveitar as belezas da Praia Mirassol, que conta com mega estrutura, além das Praias do Funil e Paredão. Se a opção for por uma programação mais sossegada, a Pousada Alto do Tocantins é a melhor pedida.

 Para quem deseja aventura, a Pilões Turismo oferece uma experiência com a natureza, de forma rústica. Subida no Morro Pelado e no Morro Bandeirantes, onde poderão ser observadas pinturas rupestres com cerca de 12 mil anos. ( Com Informações do T1 Notícias).


Traficantes são presos em operação suspeitos de executar usuários de droga

Uma operação realizada pela Polícia Civil nesta sexta-feira (20) prendeu dois traficantes suspeitos de matar duas pessoas que seriam usuárias de drogas em Palmas. Cirilo Rodrigues Silva, de 40 anos, e Marcos Fernando da Silva, 29 anos, foram capturados durante o cumprimento de mandados de prisão.

Os crimes aconteceram em janeiro deste ano. Segundo a polícia, os dois juntos teriam matado as vítimas por causa de dívida de drogas.

Os mandados de prisão foram cumpridos na casa dos suspeitos, na região sul de Palmas. Ele serão levados para a Casa de Prisão Provisória da capital.

O crescimento no número de mortes suspeitas e de assassinatos em Palmas está preocupando a polícia. No primeiro semestre deste ano foram 35 assassinatos, 12 mortes suspeitas e 18 tentativas de homicídio. Os dados são do Sistema Nacional de Estatísticas de Segurança Pública e Justiça Criminal.
A polícia disse que janeiro foi um dos meses mais violentos, quando foram registrados 10 assassinatos.


Mais de 17 mil pessoas já passaram pelas dunas do Jalapão neste ano

As dunas do Jalapão bateram recorde de visitação esse ano. Segundo o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), 17.405 visitantes passaram pelo local até o dia 14 de julho. No mesmo período do ano passado foram 11.384 turistas. Ao longo de todo o ano, o atrativo recebeu 20.212 pessoas.

Os dados foram divulgados na última  quinta-feira (19), em um relatório da Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Naturatins. O instituto é responsável pela administração do parque.

Segundo o gerente de Parques e do Monumento Natural de Árvores Fossilizadas do Estado, Marcelo Henrique Rodrigues, o crescimento se deve as gravações da novela O Outro Lado do Paraíso, programas de televisão e reality shows.

 “Estes foram motivos pelos quais, o Naturatins adotou desde o mês de fevereiro, o novo horário de visitação, que compreende das 14h às 18h30min. A medida visa equilibrar o fluxo de visitantes por equipes que realizam as atividades de orientação e fiscalização ambiental”, diz.

“As dunas recebem visitantes de outros países e todos estados do Brasil. É por isso que orientamos os visitantes sobre a grande importância da preservação dos atrativos turísticos da região. É fundamental que os visitantes entendam que o Parque é uma unidade de conservação integral”, explica o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas, Gilberto Iris de Oliveira.

Oliveira enfatiza que o Parque Estadual do Jalapão é um patrimônio ambiental que requer atenção especial e por esse motivo, os visitantes devem ficar atentos às normas de visitação. No começo do ano, o horário de visitação de alguns atrativos foi reduzido. A intenção é justamente controlar o fluxo crescente de turistas.


Servidor da prefeitura suspeito de assaltar bancos também é investigado por roubar armas em batalhão da PM

O servidor da Prefeitura de Palmas Evandro Lanuce Tavares dos Santos, preso na quinta-feira (19) suspeito de comandar uma quadrilha de assalto a bancos, também é investigado por outros crimes. Em 2010 Santos foi acusado de invadir o batalhão da Polícia Militar de Paranã, no sul do estado, e para roubar armas de uso restrito.

Segundo o Ministério Público Estadual, Tavares e outros dois homens invadiram o destacamento, renderam um PM que estava de serviço e levaram quatro armas, munição, dois pares de algemas e danificaram o rádio de comunicação do quartel.

Eles teriam então forçado o policial a dirigir até um banco da cidade, rendido os vigias e roubado malotes de dinheiro do cofre. A quantia foi estimada em mais de R$ 130 mil. O grupo ainda teria mantido o PM refém na fuga até a cidade de Arraias.

A Delegacia de Investigações Criminais de Palmas (Deic) disse que a quadrilha comandada pelo servidor é responsável por outros crimes no Tocantins, em Goiás e no Piaui. O grupo estaria envolvido em uma tentativa de roubo em Aparecida de Goiânia (GO). Na época, quatro criminosos foram mortos em confronto com a polícia.

Em entrevista a TV Anhanguera, o suspeito negou todas as acusações e disse que nunca fez parte de nenhum grupo criminoso.

A prisão foi determinada pela Justiça de Goiás, mas ele foi encontrado em um posto de combustíveis de Palmas. Tavares é assistente administrativo da Secretaria Municipal de Saúde há 20 anos e estava lotado no Centro de Controle de Zoonoses.

Em nota, a Prefeitura de Palmas informou que o crime investigado não tem nenhuma relação com as atividades funcionais do servidor. Falou ainda que após a conclusão da investigação policial e a manifestação da Justiça, o município tomará as providências administrativas.

Para a polícia, o trabalho na prefeitura era uma fachada para esconder as atividades criminosas do suspeito.


Brasil não terá paz enquanto Lula não tiver recuperado a liberdade, diz Ciro

Em um evento com sindicalistas, na última  quinta-feira em Brasília, o pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, adotou um discurso mais de esquerda, defendeu a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e voltou a criticar o Judiciário e o Ministério Público.

"O Brasil nunca será um país em paz enquanto Lula não tiver recuperado sua liberdade", disse Ciro, sendo aplaudido pelo público composto basicamente de sindicalistas.

Ciro voltou a criticar o Judiciário, citando o domingo em que o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional da Federal da 4ª Região concedeu um habeas corpus ao ex-presidente, decisão que o juiz da primeira instância, Sérgio Moro, decidiu não cumprir e depois de muito vaivém, foi revogada pelo presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores.

"Olhando para a política a gente percebe todo dia até uma irresponsabilidade de uma parte da nossa grande mídia, todo dia o mau exemplo do privilégio, da roubalheira e um verdadeiro caos institucional. Procurador fazendo política, juiz fazendo política, invadindo as atribuições uns aos outros, dos Poderes."

Ciro afirmou que a guerra de decisões sobre Lula foi uma "aberração" que assistiu "assustado".

"Como é que pode tanta aberração lidando com coisas graves como a liberdade do maior líder popular do país ou o próprio direito, regra de convivência que substitui a lei do mais forte, a prepotência, a violência e o caos", afirmou.

Lula lidera as pesquisas de intenção de voto. Em sondagem CNI/Ibope do mês passado, Ciro apareceu com 8 por cento das intenções de voto no cenário sem o petista e com 4 por cento com o petista.

"COMETO ERROS"

Em um discurso talhado para o público que o ouvia, Ciro afirmou que o Brasil vive a maior crise da sua história moderna, uma crise "de muitas caras" --econômica, social e moral-- e que tem consciência do que lhe espera no que chamou de "campo minado" e "baderna" no país. E reconheceu que também comete erros.

"Eu não sou o dono da verdade, não sou poupado do erro, eu cometo erros. Eu cometo erros e não me custa nada reconhecer erros. Mas nenhum deles foi por deserção do que me trouxe à vida pública de volta, que é o compromisso e o amor a essa terra e a esse povo", afirmou.

"Quem quer que queira me ouvir veja que esse governo que eu liderar servirá aos mais pobres e aos trabalhadores".


Batem recorde vendas mundiais de robôs industriais

Em 2017, foram comercializados 381 mil robôs industriais em todo o mundo. O número representou um recorde de vendas desses produtos e um aumento de 30% em relação ao ano anterior, quando foram vendidas 294 mil unidades. As informações foram divulgadas pela Federação Internacional de Robótica (IFR), na sigla em inglês) nesta semana.

A venda de robôs industriais vem apresentando crescimento sustentado nos últimos cinco anos, com 178 mil unidades comercializadas em 2013, 221 mil em 2014, 254 mil em 2015, 294 mil em 2016 até chegar aos 381 mil no ano passado. Considerado esse intervalo, a comercialização mais do que dobrou. Segundo cálculos da federação, o estoque de robôs industriais em operação em todo o mundo chegou a 1,8 milhão de unidades. Pelas projeções da entidade, o número de máquinas em uso em todo o planeta deve passar de 3 milhões em 2020.

Tendência industrial

Os robôs industriais são instrumentos centrais da automação de linhas de produção. A substituição de trabalho humano por máquinas vem sendo considerada uma tendência da indústria contemporânea por organismos internacionais como o Fórum Econômico Mundial e a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Por outro lado, a introdução de sistemas autônomos em fábricas também levanta questionamentos sobre o impacto desse fenômeno na geração de empregos. Nos últimos anos foram elaborados estudos com projeções bastante distintas. Enquanto a Federação Internacional de Robótica indicou a possibilidade da criação de 3,5 milhões de empregos em razão dessa tecnologia, o Fórum Econômico Mundial publicou estudo em 2016 em que projeta até 2020 a perda de 7,1 milhões de postos em razão da automação.

Situação brasileira

A situação brasileira está distante da média mundial. Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, em 2016 a proporção de robôs industriais para 10.000 trabalhadores era de 10, enquanto a média global era de 74 para esse mesmo número de empregados.De acordo com dados da Federação Internacional de Robótica, em 2016 foram comercializados 1,5 mil robôs industriais no país, dentro de um universo global de 294 mil, uma participação de 0,005%. De acordo com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), hoje um percentual de 1,8% das empresas emprega algum tipo de automação. Na Alemanha, por exemplo, esse índice é de 10%.

O secretário de Inovação e Novos Negócios do MDIC, Rafael Moreira, analisa que a introdução desta tecnologia ainda enfrenta problemas. Ele defende que é preciso avançar em diversas frentes, tais como sensibilizar e engajar oempresariado, especialmente das micro e pequenas empresas; fomentar soluções mais adaptadas à demanda de diferentes segmentos; formar talentos e atualizar leis adequadas e garantir formas de financiamento para que empresas consigam fazer modernização industrial.

Na avaliação do gerente executivo de inovação do Senai, Marcelo Prim, a automatização já chegou a setores de produção contínua, como indústrias química e de petróleo, mas está bem distante na chamada produção em lotes, como fábricas de móveis, de peças ou de roupas. Apesar de ver o Brasil longe dos líderes mundiais, ele que a introdução de robôs no país vai aumentar pela redução dos custos e pela necessidade de competição em mercados mais abertos.

Prim vê dois desafios importantes para que o Brasil avance neste sentido. O primeiro é a melhoria da gestão da produção pelas empresas, para planejar os processos de digitalização e automação. O segundo é a formação da força de trabalho. “O trabalhador da indústria brasileira tem idade média de 36. Há 15 anos, quando foi formado, a robótica não era uma realidade. Não foram educados em técnicas digitais. É preciso ter uma requalificação dos trabalhadores do chão de fábrica”, defende.


TSE quer regras a posts patrocinados em redes sociais para evitar fake news

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai divulgar novas regras sobre impulsionamento de conteúdo na internet — o patrocínio das postagens na rede —, que começam a valer a partir do início da campanha eleitoral, em 16 de agosto. A expectativa, segundo fontes da Corte, é a ação que seja anunciada amanhã, durante o “Seminário fake news: experiências e desafios”, com a delegação da União Europeia no Brasil. A medida, que já fiscaliza a autoria das contratações deste serviço, ampliaria regras sobre transparência, financiamento e direcionamento do material, além de uma cooperação entre o tribunal e as empresas de redes sociais, como Google e Facebook.

A deliberação é uma atualização do capítulo IV da resolução 23.551, de 18 de dezembro de 2017. Como o prazo para o TSE expedir todas as instruções para estas eleições era 5 de março, qualquer alteração na legislação vigente deve ser por meio do aprimoramento de um texto antigo. Ou seja, a partir desse período, mudanças só seriam aprovadas por meio de reformulações das determinações existentes.

Atualmente, a propaganda eleitoral nas redes sociais permite o impulsionamento de conteúdo. No entanto, só dispõe de regras sobre a autoria de quem contratou a medida, autorizada apenas para partidos, coligações e candidatos. Na nova versão, será determinada a divulgação dos dados de quem pagou pela ferramenta — se foi pessoa física ou jurídica —, o valor do impulsionamento, por quanto tempo a publicação esteve no ar e para qual público foi direcionado. O texto limitaria ainda a utilização de critérios sensíveis ao público-alvo, como raça, religião e orientação sexual.

Estados Unidos

O direcionamento de conteúdo foi uma das estratégias utilizadas nas eleições dos Estados Unidos, para polarizar e dividir o eleitorado na campanha de Donald Trump. O objetivo é evitar que ocorra o mesmo no Brasil, principalmente com temas controversos, como armamento, religião, direito de minorias e aborto. Fontes da Corte afirmam ainda que, diferentemente das regras norte-americanas, um dos motivos para intensificar a rigidez com a prestação de contas será por intermédio de fiscalização de pagamentos, que só deverão ser realizados por contas brasileiras e com cartão de crédito.

A determinação tem causado dor de cabeça nos partidos e em pré-candidatos que tentam abrir contas com antecedência para poder financiar a publicidade virtual. No entanto, alegam ter o pedido negado pelos bancos, que dizem só permitir a realização do cadastro em meados de agosto, durante o início da campanha. “Em uma eleição curta de apenas 45 dias, como abrir a conta, pedir um cartão e aumentar o limite de crédito sem perder ao menos 10 dias? É impossível. Por que não aceitar o pagamento via boleto?”, reclama um parlamentar.

Professor de marketing político da Escola Superior de Publicidade de Propaganda (ESPM), Marcelo Vitorino concorda que políticas de transparência sobre o impulsionamento devem ser implementadas. No entanto, critica a vedação sobre a comunicação segmentada, medida muito utilizada por comunicadores para intensificar a eficiência de campanhas publicitárias.

“Essas restrições, apesar de parecerem relevantes, não modificam a forma de fazer esse tipo de comunicação. Há outros elementos que descrevem internautas nas redes sociais e possibilitam que profissionais identifiquem gostos e hábitos de forma segmentada”, criticou. Para o especialista, a norma abriria brechas para que marqueteiros atingissem grupos sem fazer o direcionamento, mas só pelas páginas fechadas e comunidades do Facebook, por exemplo.


PF deflagra nova fase de operação contra fraudes no Ministério do Trabalho; ministro é afastado

 

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira nova fase de uma operação que investiga suposta organização criminosa que atua na concessão irregular de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho, com três mandados de prisão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e a suspensão do exercício do cargo por autoridades, informou a PF.

De acordo com a TV Globo, o ministro do Trabalho, Helton Yomura, foi afastado do cargo por decisão do Supremo.

"A pedido da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República, serão impostas aos investigados medidas cautelares consistentes em proibição de frequentar o Ministério do Trabalho e de manter contato com os demais investigados ou servidores da pasta, bem como a suspensão do exercício do cargo", disse a PF em nota sobre a terceira fase da chamada operação Registro Espúrio.

Os alvos da ação não tiveram os nomes divulgados de imediato pela PF.

Segundo a PF, as investigações e o material coletado nas primeiras fases da operação indicaram a participação de novos envolvidos no esquema, e apontam que importantes cargos da estrutura do Ministério do Trabalho foram preenchidos com pessoas comprometidas com os interesses do grupo criminoso.

A operação Registro Espúrio foi lançada inicialmente no final de maio, quando a PF fez buscas em gabinetes da Câmara dos Deputados e nas sedes dos partidos PTB e Solidariedade, além de centrais sindicais.

 


Queda de árvores é 65% maior com El Niño

Sobrevoando uma área da Amazônia brasileira, cientistas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, conseguiram pela primeira vez medir os impactos da seca provocada pelo El Niño na cobertura vegetal do bioma. Os resultados mostram que, nos anos de ocorrência do fenômeno, a mortalidade de árvores chega a crescer 65%.

Uma das anomalias causadas pelo El Niño é a seca em regiões normalmente úmidas como a Amazônia. De acordo com os cientistas, já se sabia que a seca aumenta o risco de morte de árvores, mas medir a extensão dos impactos era considerado extremamente difícil. Segundo os autores, o estudo ajuda a entender o que acontece com o carbono armazenado nas florestas tropicais em períodos de secas prolongadas. Projeções feitas anteriormente mostram que, nas próximas décadas, as secas serão cada vez mais frequentes na Amazônia, por causa das mudanças climáticas. O estudo foi publicado na revista New Phytologist.

Para realizar a pesquisa, os cientistas sobrevoaram as mesmas áreas da Amazônia brasileira – duas faixas de 50 quilômetros na região de Santarém – em 2013, 2014 e 2016. Nos dois primeiros anos, não houve ocorrência do El Niño. Entre 2015 e 2016, o fenômeno foi registrado com intensidade especialmente alta. Na aeronave, um instrumento especial disparava em direção à floresta 300 mil pulsos de laser por segundo, fazendo uma espécie de “varredura” que permite registrar uma visão tridimensional precisa das copas das árvores. O equipamento, chamado Sistema de Perfilamento a Laser (Lidar, na sigla em inglês) também é utilizado em missões espaciais, para traçar o perfil de acidentes geográficos em outros planetas, por exemplo.

Comparando os resultados dos três levantamentos, os cientistas puderam detectar as alterações na cobertura vegetal causadas não apenas pela morte de árvores, mas também pela queda de galhos. De acordo com uma das autoras do estudo, Maiza Nara dos Santos, pesquisadora da Embrapa Informática e Agropecuária, a partir do solo, ou mesmo do espaço, seria impossível obter dados tão detalhados em uma extensão tão grande. Ainda assim, os resultados foram complementados por um minucioso levantamento do solo, em locais onde o monitoramento aéreo detectou perdas. Segundo ela, no levantamento em solo, uma das autoras do artigo científico, Veronika Leitold, da Nasa, mediu com precisão as dimensões das árvores e dos galhos caídos. “Ela fez um trabalho muito árduo, para verificar as dimensões dos galhos caídos – incluindo desenhos de cada galho, com medições das dimensões de cada uma de suas ramificações.”

Com esses dados complementares obtidos em solo, foi possível calcular a biomassa perdida com a queda de árvores e galhos. “Extrapolando esse cálculo para o resto da Amazônia, pudemos fazer uma estimativa de quanta biomassa é perdida no bioma”, explicou Maiza.

Ciclo natural

Comparando os dados obtidos em 2013 e 2014, os cientistas concluíram que, em anos sem El Niño, os eventos de quedas de árvores e galhos produziram alterações em 1,8% das copas das árvores na área estudada. Embora o porcentual pareça baixo, em termos absolutos a quantidade de árvores perdidas pode ser enorme, de acordo com o estudo. O mesmo porcentual aplicado a toda a Amazônia seria equivalente à queda de árvores e galhos em uma área de cerca de 98,5 mil quilômetros quadrados – aproximadamente a área de Pernambuco. Com a seca, a queda de árvores aumenta 65% em relação a isso.

Além disso, uma alteração sutil em um ano de El Niño tem “um impacto imenso no balanço de carbono da floresta”, disse outro dos autores da pesquisa, Douglas Morton, da Nasa. O “balanço de carbono” é a comparação entre a quantidade de dióxido de carbono que as árvores removem da atmosfera para alimentar o crescimento de seus troncos, galhos e folhas e a quantidade de carbono que volta à atmosfera quando as árvores morrem e se decompõem.

“As projeções para a Bacia Amazônica sugerem que teremos condições mais quentes e secas nas próximas décadas. Os eventos de seca provocados pelo El Niño nos dão uma amostra de como as florestas tropicais podem reagir em um mundo mais quente”, afirma Morton.

Para entender

O El Niño se caracteriza por um enfraquecimento dos ventos alísios – que sopram na faixa equatorial do planeta, no sentido leste-oeste – e pelo aquecimento anormal do Oceano Pacífico, que provoca mudanças nas correntes atmosféricas, afetando todo o clima global. Como o fenômeno costuma ser observado mais claramente no Peru, no período de dezembro, foi apelidado por pescadores como El Niño, em referência ao menino Jesus.

De acordo com um informe divulgado na última quarta-feira, 20, pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que detalha um inverno dentro das médias climáticas esperadas, já existe um indicativo de um possível fenômeno El Niño ocorrer no fim da primavera e início do verão 2018/2019. Mas ainda é necessário aguardar as próximas medições para a confirmação da ocorrência do fenômeno.