Há anos na fila de espera, pacientes sofrem enquanto aguardam retorno das cirurgias eletivas no Tocantins

As cirurgias eletivas estão suspensas em todo o Tocantins por causa do novo coronavírus. Segundo o governo, a recomendação é do Ministério da Saúde. Mas o problema é bem antigo. Mais de cinco mil pessoas aguardam na fila e alguns pacientes esperam há anos pelo procedimento.

O gerente comercial André de Alencar é um dos que estão na fila. São mais de cinco anos esperando por uma cirurgia no coração. "Estou esperando ser chamado para fazer uma cirurgia de arritmia cardíaca. Fui diagnosticado com duas ramificações a mais no coração, conhecido como síndrome de Wolff-Parkinson".

Assim como ele, tem milhares de pessoas na mesma situação. A dona de casa Eliene Marques sofre com dores por causa de um mioma. Para os médicos do ambulatório da capital, a solução é a cirurgia para a retirada do útero. "Há 10 meses eu estou com esse mioma, sinto muitas dores, fraqueza, tenho hemorragia constante. Nem medicação resolve".

Dona de casa diz que sente muitas dores por causa de um mioma; ela guarda cirurgia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Dona de casa diz que sente muitas dores por causa de um mioma; ela guarda cirurgia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A aposentada Ana Gonçalves vê o sofrimento do marido José há cerca de cinco meses. Ele aguarda por uma cirurgia na próstata, que ainda não tem data para ser realizada. "Há mais de cinco meses aguardamos essa cirurgia, ela não acontece. A gente fica preocupado porque cada vez mais o problema se agrava".

São 5.170 pessoas na fila de espera por cirurgias eletivas no Tocantins. As cirurgias ortopédicas possuem a maior demanda, seguidas pela cirurgia geral e de urologia, segundo a Secretaria de Saúde.

O governo diz que a suspensão das cirurgias é para prevenir a transmissão comunitária da Covid-19 e por enquanto, não tem data para que os procedimentos sejam retomados.

A promotora de Justiça da Saúde Araína Cesárea D' Alessandro afirmou que o Ministério Público está tomando as providências para que o serviço seja retomado o quanto antes.

"O Ministério Público continua movimentando as diversas ações civis públicas que tramitam no âmbito coletivo e tratam das diversas especialidades. Essas ações públicas não estão suspensas e esses serviços precisam ser retomados tão logo seja possível".

Quem está na fila há meses ou até anos, aguarda todos os dias uma resposta. "A gente vai no hospital em busca de uma resposta, volta sem nada. Ou seja, tem resultado nenhum, o que nos resta esperar hoje, para quem está numa fila de cirurgia, é só a morte", lamentou André.

A Secretaria da Saúde disse que os procedimentos eletivos estão temporariamente suspensos por recomendação do Ministério da Saúde e que os pacientes mostrados na reportagem estão na fase de avaliação pré-cirúrgica, na fila de regulação, aguardando a cirurgia e em atualização de exames pré-cirúrgicos.

A secretaria informou ainda que os procedimentos serão retomados quando houver segurança para pacientes e profissionais.

As informações são do  G1 Tocantins.


Com foco na saúde do trabalhados, SESI leva ginástica laboral às indústrias

Com foco na saúde do trabalhador, o Serviço Social da Indústria (SESI) ampliou as possibilidades de atendimento do programa Ginástica na Empresa que agora chega também aos trabalhadores que estão em home office por meio da plataforma Teams. Totalmente online, esse atendimento permite ao industriário das empresas participantes do programa alongar e dar uma pausa na jornada cumprida em casa para prevenção de doenças como as causadas por esforço repetitivo ou má postura.

Em sessões de 8 a 15 minutos, em horários pré-determinados, os trabalhadores participam de forma voluntária de exercícios de aquecimento, alongamento, flexibilidade, coordenação, respiração e relaxamento.  As atividades são conduzidas por profissionais de educação física do SESI, de acordo com o perfil de cada grupo ou atividade. Além de prevenir doenças e lesões, as atividades contemplam mensagens lúdicas que estimulam o trabalho, como conta o professor do SESI, Alécio Marinho.

“Os benefícios são inúmeros como ajudar a diminuir o estresse laboral e prevenir lesões, a melhorar a integração entre os colaboradores, promovendo um bem-estar geral no trabalhador. Tudo isso reduz o número de afastamentos e ajuda a aumentar a produtividade, além de fazer com que o colaborador se sinta valorizado ao perceber que a empresa se preocupa com a sua saúde”, avalia Marinho.

Participante assídua da ginástica, mesmo em home office, a estagiária de Segurança de Barragens e Infraestrutura da ENEL, Martha Moura, tem aprovado a novidade de participar em casa. “As aulas online são excelentes, pois estamos em home office e temos a oportunidade de poder colocar roupas mais leves e poder desfrutar melhor dos exercícios. O instrutor tem todo o cuidado conosco, tira dúvidas sobre os exercícios, pergunta como estamos nos sentindo depois das aulas, fala de saúde. Estou gostando bastante, tem me ajudado muito já que começo o trabalho tendo feito os alongamentos adequados”, conta Martha.

As empresas que optam pelo atendimento presencial também recebem o programa no ambiente de trabalho com a adoção de medidas de segurança nesse período de pandemia. A retomada do atendimento presencial conta agora com práticas como o distanciamento entre os industriários participantes, a priorização por espaços abertos, divisão de turmas para limite de participantes que devem estar distantes 1,5m uns dos outros, além do uso obrigatório de máscaras e a utilização de álcool gel 70% pelo professor. Para informações sobre estes serviços ofertados pelo SESI no Tocantins o contato é o (63) 3229-5748. As informações são da assessoria de comunicação.


Ações de implantação do selo TO Seguro começarão pelo Jalapão

A retomada das atividades turísticas na Região Encantos do Jalapão depende da eficácia no atendimento aos protocolos de prevenção à Covid-19. Para preparar empreendimentos e profissionais deste setor para a reabertura das atividades, a Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) vai implantar o selo TO Seguro.

As etapas de implantação deste projeto da Superintendência de Turismo foram apresentadas ao presidente da Adetuc e secretário de Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Tom Lyra, e ao presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Sebastião Albuquerque. A reunião contou ainda com a participação de técnicos do Turismo, da Cultura e da Sics.

Na próxima semana será iniciada a primeira etapa de orientação aos profissionais e setores do turismo para a retomada das atividades durante a pandemia. Mateiros, Ponte Alta do Tocantins e São Félix serão os primeiros municípios a serem visitados. Ao longo de uma semana, a equipe da Adetuc/Sics vai atuar na implantação dos protocolos e apresentar o selo TO Seguro. Em seguida, os demais municípios do Jalapão serão atendidos e, a partir de agosto, o treinamento chegará ao Cantão, Ilha do Bananal e Serras Gerais.

“É importante ressaltar que terá direito ao selo TO Seguro somente os estabelecimentos que passarem por este processo de qualificação”, ressaltou a superintendente de Turismo, Maria Antônia Valadares. A gerente de Qualificação Técnica, Tânia Márcia, lembrou que os responsáveis por cada empreendimento receberão cópia do protocolo e assinarão um termo de responsabilidade quanto a sua aplicação.

O público alvo desta mobilização são as agências de viagens, os atrativos turísticos, os meios de hospedagem e alimentação, os guias e condutores de turismo, as transportadoras turísticas, sendo que foram elaborados protocolos específicos para todos estes segmentos. Com apoio da Sics, as orientações também chegarão ao comércio em geral.

Além da prevenção ao novo Coronavírus, o selo visa aumentar a competitividade do destino. Por isso, também será realizado diagnóstico dos equipamentos turísticos por meio de questionário e o cadastramento de empresas junto ao Cadastur, programa do Ministério do Turismo que visa promover a formalização e legalização dos fornecedores de serviços turísticos.

“O papel da Adetuc é este, de orientador, já que todo o trade turístico precisa estar preparado para receber os visitantes dentro de uma nova realidade, mas tenho certeza que teremos um alto nível de adesão ao TO Seguro”, disse Tom Lyra, enquanto Sebastião Albuquerque ressaltou que o Naturatins fará a fiscalização posterior e enfatizou que o Parque Estadual do Jalapão só estará aberto a visitantes testados para a Covid-19.


Prefeitura de Araguaína diz que quase 800 exames de coronavírus enviados ao Lacen não ficaram prontos

A Prefeitura de Araguaína informou que enfrenta dificuldades para receber os resultados dos exames para a Covid-19 enviados ao Laboratório Central do Estado (Lacen) em Palmas. O município alega que mandou mais de 1,3 mil amostras para a capital nos últimos nove dias, mas que ainda não recebeu o retorno para 796 delas.

O Lacen enfrentou dificuldades recentemente para manter a testagem por falta de insumos. A situação no laboratório acabou fazendo a Justiça determinar a criação de um plano para evitar desabastecimento. Há algumas semanas, os exames foram priorizados para casos de pacientes internados ou mortes suspeitas.

A prefeitura diz que das amostras enviadas no dia 1º de julho, por exemplo, ainda não recebeu o resultado de 165. Afirmou ainda que doou reagentes ao Lacen para prevenir este tipo de situação. "Já foram doados ao Lacen cinco mil kits de extração além de mais outros 15 mil insumos necessários para o processamento das amostras do teste de RT-PCR", afirmou a secretária municipal de Saúde, Ana Paula Abadia.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde informou que as amostras ainda não tiveram os resultados divulgados porque estão fora dos critérios de prioridade do Lacen. A pasta informou que segue priorizando os exames de pacientes que estão internados, óbitos suspeitos ou pacientes que são elegíveis para a doação de órgãos.

Mesmo com os resultados represados, Araguaína segue como a cidade mais afetada pela pandemia do novo coronavírus no Tocantins. A cidade concentra 4.693 casos e 67 mortes pela doença.

Veja a nota da SES na íntegra

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) explica que mesmo após a suspensão repentina do Ministério da Saúde (MS) no fornecimento de kits de extração para a realização de testes Covid-19, o Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (LACEN) continuou realizando testes de RT-PCR.

Informamos ainda, que as amostras coletadas nas Unidades de Saúde são recebidas e triadas, considerando as prioridades elencadas, com resultados liberados em até 48h. As demais amostras referentes a casos com sintomas leves, estão sendo encaminhadas para o laboratório da FIOCRUZ/RJ, conforme recomendações do MS.

A SES esclarece que as amostras encaminhadas pelo município de Araguaína, que ainda não tiveram resultado divulgado, não estão enquadradas no critério de prioridade para análise, ou seja, não são pacientes hospitalizados na rede pública e privada, suspeitos para Covid-19; pacientes elegíveis para doação de órgãos e os óbitos suspeitos.

A Secretaria informa que está providenciando aquisição emergencial e licitação para abastecimento regular dos insumos e reagentes pelo período de 12 meses, e que diariamente estão sendo realizados 300 testes no Lacen/TO.

As informações são do  G1 Tocantins.


Tocantins terá o primeiro cinema drive-in no estacioamento do Sesc em Palmas

Com as salas de cinema fechadas há mais de 100 dias em função da pandemia, os amantes da arte vão poder assistir filmes de um jeito diferente. O Sesc Tocantins realizará o primeiro Drive-In para exibição de filmes, no estacionamento do Centro de Atividades de Palmas, que fica na ACSU-NE 60, também conhecida como quadra 502 Norte.

Os cinemas drive-in passaram a ser aposta de entretenimento fora de casa em 2020, com o distanciamento social para conter o avanço da Covid-19. Nessa nova modalidade, a plateia fica dentro dos carros e assiste os longas em estacionamento ou outros espaços.

O primeiro filme a ser exibido desse jeito no Tocantins será a animação e comédia “Historietas Assombradas” (Brasil/2013), às 19h do dia 15 de julho.

A entrada é gratuita, mas devido à limitação do espaço, a quantidade de veículos será de apenas 12 por sessão, tendo como fator de lotação a ordem de chegada. O mesmo filme será exibido também no mesmo horário e local nos dias 17, 22 e 24 de julho.

A classificação é livre. Interessados em participar podem tirar dúvidas pelo telefone (63) 3212-9915.

“Historietas Assombradas – O Filme” (Brasil/2013) – Sinopse

Pepe é uma criança de 12 anos que vive com a avó, uma bruxa-empresária. Ao saber que foi adotado e que seus pais estão vivos, ele parte em uma aventura para encontrá-los. O menino atrai a atenção de Edmundo, um vilão biomecânico que precisa da energia de crianças para se tornar imortal, que rapta a avó de Pepe. Desta forma, o garoto e seus amigos precisam resgatá-la o quanto antes, ao mesmo tempo em que Pepe busca solucionar o mistério do desaparecimento de seus pais. Essa animação e comédia tem a direção de Victor-Hugo Borges, com 1h30 de duração e classificação de 9 anos.

As informações são do G1 Tocantins.


Para Kátia Abreu, micro e pequenas empresas precisam do Pronampe atuando forte

Em meio a crise econômica causada pela pandemia do coronavírus, o Pronampe, relatado pela senadora Kátia Abreu (PP-TO), tem sido a saída para micro e pequenos empresários que precisam de crédito especial. Entretanto, os números ainda são baixos em relação ao número de micro e pequenas empresas. Em  audiência virtual no Senado, a senadora questionou Carlos Costa, representante do ministério da Economia, sobre os números obtidos até agora.

“No Brasil há 7 milhões de micro e pequenas empresas, e nesta conta eu excluo os MEIs [microempreendedores individuais]. O Pronampe só chegou até agora a 18 mil empresas, ou seja, 0,25% do segmento. Por mais que a liberação recente de R$ 3 bilhões seja importante, penso que o Pronampe ainda está longe de ser um sucesso. O Pese [Programa Emergencial de Suporte a Empregos] só conseguiu emprestar para a folha de pagamento de 6,8% das empresas. No Brasil há 32 milhões de trabalhadores formais, e o Pese só chegou a 2 milhões, apenas 6,25% desses trabalhadores” reclamou.

À noite, na sessão plenária virtual do Senado, a senadora ressaltou a necessidade de bancos privados também operarem o Pronampe, que hoje é disponibilizado apenas pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

“Fiquei um pouco decepcionada com a demora de 15 dias do Banco do Brasil por ele ser o Presidente do Fundo Garantidor e a Caixa Econômica sair na frente neste caso. Nós estamos monitorando semanalmente; na verdade eu o faço diariamente, mas envio um "Emprestômetro" semanalmente para ficar um período maior análise. Então, eu queria que essa bandeira pudesse persistir. As micro e pequenas empresas precisam desse programa atuando forte – são 95% das empresas do País e responsáveis por 52% dos trabalhadores de carteira assinada. Não é pouca coisa”, explicou a senadora.

O autor do projeto que criou o Pronampe, senador Jorginho Mello (PL-SC) parabenizou a senadora pelo relatório e lembrou que o programa está trazendo benefícios inéditos para os pequenos empresários.

“Quero aproveitar esta oportunidade também, além de fazer mais um elogio à Senadora Kátia Abreu, porque ela foi uma guerreira na construção do relatório, e agradecer a cada um Senador e a cada uma que aprovaram o Pronampe. Então nós precisamos também dizer que nem tudo está errado e que não são reuniões só de secar gelo.

O nosso projeto foi efetivo, foi eficaz, foi lá na raiz. Os micro e pequenos empresários nunca tiveram uma possibilidade de emprestar dinheiro a longo prazo – Selic mais 1,25%, que hoje dá 3,5% ao ano –, carência de oito meses, sem precisar de avalista, sem precisar hipotecar a mãe, o pai. O Fundo Garantidor é que era a grande dificuldade”, disse.


Em meio à pandemia, Tocantins perde R$ 160,9 milhões em receitas federais em maio; queda de 50,3%

Levantamento divulgado pela senadora Kátia Abreu (Progressistas) mostra que a transferência de receitas federais para o Tocantins tiveram uma queda de 50,26% em maio em relação ao mesmo mês de 2019 — R$ 320,2 milhões ano passado contra R$ 159,3 milhões neste ano. Ou seja, uma perda de R$ 160,9 milhões.

Alta de 29,21%

Em março, quando as medidas de restrições para conter o avanço da Covid-19 foram adotadas, ainda houve um aumento de 29,21% — R$ 254,3 milhões do mesmo mês de 2019 para R$ 322,6 milhões, um incremento de R$ 68,3 milhões.

Menos 14,23%

Já em abril ocorreu uma queda de 14,23% — de R$ 302 milhões no ano passado para R$ 259,1 milhões, perda de R$ 42,9 milhões.

Perdas acumuladas

Assim, somando abril e maio, o Tocantins acumula uma perda de receita federais de R$ 203,8 milhões. As informações são do Portal CT.


Polícia faz operação contra suspeitos de integrar quadrilha que usa artilharia antiaérea em assaltos a carros-fortes

A Polícia Civil realiza nesta quinta-feira (9) uma operação para localizar e prender oito suspeitos de integrar uma quadrilha que usa metralhadoras ponto 50, capazes de derrubar aviões ou perfurar tanques de guerra, durante assaltos a carros-fortes. Até às 8h30, cinco já tinham sido capturados. O grupo é investigado pela tentativa de roubo que terminou em um tiroteio e aterrorizou moradores de um povoado chamado 19, na zona rural de Arapoema, em agosto do ano passado.

As equipes realizam buscas em quatro endereços nos estados de Pernambuco, Pará e Maranhão. Os suspeitos também estão sendo procurados nos mesmos estados, eles tiveram as prisões preventivas decretadas.

A investigação é conduzida pela Divisão Estadual de Investigações Criminais (DEIC) de Palmas, mas acabou tendo a participação de agentes de outros estado. O inquérito aponta que grupo é responsável por outros três crimes.

Ainda no ano passado a quadrilha teria atacado outro carro-forte na cidade de Marabá (PA) e desta vez conseguiu levar o dinheiro. Em janeiro 2020, mais dois assaltos no território paraense, um deles na BR-010, entre as cidades de Ipixuna do Pará e Paragominas. O crime mais recente teria sido em 30 de janeiro quando os criminosos fizeram cerca de 25 pessoas reféns durante um assalto a banco também em Ipixuna do Pará.

A ação desta quinta é a segunda fase da Operação Guerra Justa, que começou em abril deste ano com a prisão de três pessoas. Na primeira etapa foram apreendidas as evidências que baseiam as novas prisões. Em um sítio na zona rural de Xinguara (PA) foram localizados carregadores de metralhadora e detonadores de dinamite. Os policiais acreditam que desde a tentativa de assalto no Tocantins o grupo conseguiu adquirir pelo menos mais duas unidades da artilharia antiaérea, ao custo de R$ 200 mil cada.

As armas seriam transportadas em caminhões de uma madeireira, localizada em Cabrobró (PE). A empresa, que seria de fachada, era utilizada para encobrir as atividades criminosas. O grupo teria movimentado mais de R$ 1 milhão desde a tentativa frustrada de assalto no Tocantins. Equipes dos quatro estados envolvidos estão em campo na busca pelos criminosos.

As informações são do  G1 Tocantins.


Sorteio dos endereços das casas do Jardim Vitória I será realizado nesta sexta, 10

O sorteio dos endereços das 500 famílias beneficiadas com as casas do Jardim Vitória I será realizado nesta sexta-feira, 10, às 14h, em uma live que será transmitida nos canais oficiais da Prefeitura de Palmas. A documentação foi aprovada por meio de auditorias da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) e da Caixa Econômica Federal. A confirmação do cadastro foi assinada prefeita Cinthia Ribeiro.

Os selecionados do empreendimento Jardim Vitória I são famílias que atendem critérios do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) - Faixa I. No ato da assinatura, a gestora destacou que Palmas deve fechar 2020 com número expressivo no que diz respeito a habitação de fim social.

“Tenho a grata satisfação de dizer que vamos concluir este ano entregando mais de duas mil casas; estamos repassando os documentos dos selecionados para a Caixa Econômica e logo após o sorteio dos endereços, nos preparamos para a entrega das unidades para as famílias. A nossa meta agora é Jardim das Araras II e Santo Amaro”, comemorou.

De acordo com o secretário de Habitação, Fábio Frantz, a previsão é que as chaves das unidades habitacionais sejam entregues para os moradores até o fim deste mês. “Após os sorteios dos endereços vamos apresentar um cronograma das vistorias das unidades, cada família fará a vistoria do imóvel do qual foi sorteado para verificar se as condições previstas no projeto foram cumpridas. Em seguida as famílias irão assinar o contrato com a Caixa e as casas devem ser entregues, caso o processo ocorra dentro do prazo previsto, até a última semana de julho”, ressaltou.

Jardim Vitória

Cada lote do empreendimento é de 180 m², com uma casa de 44,58 m² de área construída dividida em dois quartos, sala integrada à cozinha, banheiro e área de serviço. O investimento unitário é de R$ 80 mil, incluído neste total, a aquisição do terreno, bem como a infraestrutura completa como terraplenagem, drenagem pluvial, rede de esgoto, rede de água, pavimentação, placa solar, paredes de concreto e estrutura com aço galvanizado, calçadas com acessibilidade, sinalização viária e iluminação das vias em LED.


Detran alerta sobre prorrogação dos prazos de documentos e processos

Em razão da pandemia do novo Coronavírus, em atendimento às recomendações das organizações de saúde no enfrentamento à Covid-19, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou as Deliberações n° 185, n° 186 e n° 187, que foram referendadas pela Resolução n° 782, de 18 de junho de 2020. A resolução que ampliou e interrompeu os prazos referentes a processos e procedimentos afetos aos órgãos e às entidades do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) e às entidades públicas e privadas prestadoras de serviços relacionados ao trânsito, enquadrando o Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran-TO).

De mais relevante aos condutores, a Resolução n° 782 trouxe as seguintes disposições:

Quanto à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), aquelas que venceram a partir do dia 19 de fevereiro de 2020 tiveram o prazo de 30 dias para renovação interrompido por tempo indeterminado, de modo que os condutores poderão aguardar para renovar a sua CNH após a pandemia, pois não haverá penalidades para os documentos vencidos a partir deste período. O mesmo se aplica também aos casos dos condutores que possuem Permissão para Dirigir (PPD).

O prazo para conclusão do processo de primeira habilitação também foi estendido, prorrogando de 12 para 18 meses.

No que se refere às infrações de trânsito, todos os prazos para apresentação de defesa de autuação, recursos de multas, defesa processual, recursos da suspensão do direito de dirigir e cassação de CNH foram interrompidos por tempo indeterminado. De igual modo, foi interrompido o prazo para identificação de condutores infratores.

Para aqueles que adquiriram um veículo usado, fica interrompido, a partir de 19 de fevereiro deste ano, o prazo de 30 dias para realização da transferência de propriedade, por isso não haverá cobrança da multa de vencimento do Documento Único de Transferência (DUT). Ao antigo proprietário, não é obrigatória a realização da comunicação de venda do veículo no prazo máximo de 30 dias, nos casos dos veículos vendidos a partir de 19 de fevereiro de 2020. Deste modo, o novo proprietário pode aguardar passar o período de pandemia para emitir o Certificado de Registro de veículo (CRV) em seu nome.

Também foi interrompido o prazo para expedição do CRLV de veículos novos e primeiro emplacamento, desde que não expirados até 20 de março de 2020. Lembramos que, no Tocantins, o Licenciamento de 2019 ainda está em vigor, pois, o vencimento da documentação de todos os veículos do Estado se dá partir de 15 de outubro de 2020, consequentemente todos aqueles que estão em posse do certificado de licenciamento de 2019 estão circulando regularmente pelas vias. Assim sendo, não foi necessária a prorrogação do prazo para regularização do CRLV.

O Detran-TO é determinado em planejar, coordenar, executar e controlar ações relacionadas à habilitação de condutores, verificação da condição veicular, fiscalização e educação no trânsito, proporcionando assim um trânsito seguro no Tocantins.