Intenção de consumo sofre quinta queda consecutiva em julho

Pela quinta vez consecutiva, a pesquisa Intenção de Consumo das Famílias (ICF) registrou queda em seu principal indicador. Em julho, esse recuo foi de 0,5%, fazendo com que a ICF ficasse em 95,6 pontos. A pesquisa é divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, em parceria com a Fecomércio Tocantins.

“Apesar de pequena, essa queda reflete um sentimento de precaução dos consumidores principalmente por conta dos empregos e da renda. A insegurança dos contratantes, que ocasiona diminuição dos investimentos, recaí nos trabalhadores e, consequentemente, no consumo”, explica a assessora econômica da Fecomércio, Fabiane Cappellesso.

Entre os subindicadores analisados, o que registrou a maior queda foi o que mede a Perspectiva Profissional: -6,4%. Ou seja, houve uma diminuição entre os entrevistados que acreditavam em melhorias profissionais para os próximos meses. Os demais itens relacionados ao trabalho também caíram: Segurança no Emprego, que trata do sentimento de confiança em suas ocupações, diminuiu 0,2%; já o item que mede a avaliação da renda familiar atual em comparação com o mesmo período do ano passado apresentou variação de -1,4%.

A pesquisa traz, ainda, informações sobre a visão dos consumidores para compra de bens duráveis, o acesso ao crédito e o nível e a perspectiva de consumo. A ICF está disponível para download, na íntegra, no link a seguir: https://bit.ly/32HwGno.

(Ascom Fecomércio Tocantins)


Justiça manda Estado do Tocantins indenizar servidora em R$ 130 mil por desvio de função

De acordo com a sentença proferida  pela juíza Ana Paula Toríbio, a servidora passou a exercer funções atribuídas aos escrivães de polícia logo após tomar posse como assistente administrativo.

Os dois cargos possuem funções trabalhistas distintas, assim como remunerações diferentes. A ação foi proposta pela própria servidora.

Conforme o processo judicial, Anni Raianny Pereira dos Santos prestou serviços na Delegacia Circunscricional de Peixe. Além do município, a jurisdição da delegacia engloba as cidades de Jaú do Tocantins e São Valério da Natividade.

Procurado para solucionar o impasse, o Estado não compareceu à audiência conciliatória, mas alegou a inexistência de desvio de função e teceu considerações sobre a necessidade de concurso público para provimento de cargo e possibilidade de a administração rever seus atos. Também sustentou que o mero exercício de função de outro cargo não acarreta direito financeiro.

Ao decidir sobre o processo, a juíza considerou que, em se tratando de desvio de função, o servidor deve receber quantia relativa à função efetivamente exercida. “Evidente que o servidor tem o direito de perceber sua remuneração de acordo com a natureza, o grau de responsabilidade e a complexidade da função exercida, bem como os requisitos para a investidura”, ressaltou.

Ao reconhecer o desvio de função, a magistrada condenou o Estado a realizar o pagamento das diferenças salariais existente entre os cargos. “Não é admitido ao Estado se valer da própria torpeza, no intuito de tentar se eximir das suas obrigações, devendo desembolsar o necessário para se adimplir o direito desrespeitado”, frisou.


Sebrae-TO vai investir R$ 200 mil em startups com projetos digitais inovadores em Araguaína

A startup é um novo modelo de negócio que tem levado ao mercado produtos e serviços tecnológicos inovadores. Com o objetivo de fomentar este formato de negócio, o Sebrae Tocantins publicou o edital de chamada pública Araguaína Digital 2019.

Serão selecionados até 20 projetos digitais inovadores nas fases de curiosidade, ideação, operação e tração em Araguaína. As empresas selecionadas participarão do Programa de Pré-Aceleração para Startups que está conectado às mais recentes metodologias de desenvolvimento de negócios tecnológicos e de alto impacto no mundo.

De acordo com o analista do Sebrae, Jacirley Nascimento, a terceira edição do programa de pré-aceleração para as Startups de Araguaína será realizada em cinco meses. “Os empresários terão a oportunidade de fazer com que seus modelos de negócio ganhem aderência no mercado e escalabilidade de curto prazo”, ressaltou.

“Cada empresa selecionada receberá até 10 mil reais em consultorias, mentorias, treinamento, acesso a mercado e workshops e poderá indicar até três empreendedores representantes pelo projeto”, explicou o gerente do Sebrae em Araguaína, Joaquim Quinta Neto, acrescentando que esta é uma oportunidade ímpar para os empreendedores de Araguaína tornarem seus negócios competitivos e fazerem networking com instrutores nacionalmente reconhecidos.

Sobre o Araguaína Digital

A primeira edição do Araguaína Digital foi realizada em 2017. Cerca de 25 empresários participaram do Programa de Pré-Aceleração para Startups. Entre as iniciativas de sucesso estão as startups, "DigiPec, Guiaa, Intellis" que criaram aplicativos de Gestão de Fazendas, Guia Comercial e Inteligência Contábil, respectivamente.

Hudson Oliveira participou da segunda edição e seu negócio teve destaque no Hackathon AgroTech 2018, participou da pré-aceleração e conseguiu a validação e início da comercialização de seu modelo de negócio. “Nosso principal ganho foi o acesso a feiras de negócios, de toda região, publicidade em eventos do segmento e contato direto com fazendeiros e potenciais investidores viabilizados pelo networking”, destacou.


Homem morre após perseguição e troca de tiros com a Polícia Militar em Palmas

Um homem morreu na madrugada desta terça-feira (23) durante uma perseguição policial na TO-050. Segundo a Polícia Militar, o suspeito atirou contra os militares, entrando em confronto com a Força Tática e acabou sendo baleado. A polícia afirma que o homem se chama Odaci de Sousa e tem várias passagens por furto e ameaça. O corpo foi levado para o IML de Palmas.

A ocorrência começou quando a equipe da Força Tática recebeu a informação de que uma picape havia fugido de um bloqueio realizado por uma equipe da Rotam. De acordo com a PM, o veículo foi avistado em alta velocidade e com os faróis apagados, trafegando pela marginal leste da TO-050, seguindo da região norte para a região sul de Palmas.

A equipe começou a acompanhar o veículo até que o suspeito perdeu o controle, bateu em um barranco e desceu com a arma em punho, atirando contra os militares. Ainda de acordo com a PM, os policiais revidaram e atingiram o suspeito, que não resistiu e morreu no local.

A polícia apreendeu uma arma com quatro munições deflagradas e duas intactas, além do veículo e objetos que podem ser produto de furto. Essas coisas foram levadas para a central de flagrantes da Polícia Civil.


Open de Tênis da AABB Palmas fará 1º Torneio para Cadeirantes do Tocantins

A Diretoria de Tênis da AABB Palmas está abraçando a causa da inclusão e lançou em primeira mão o 1º Torneio para Cadeirantes do Tocantins. O torneio fará parte do Open de Tênis da AABB Palmas e tem outras nove categorias. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas com o diretor de Tênis Marcelo Caetano (98511-0440). A taxa é de R$ 70 (associados e federados) e a segunda inscrição sai por R$ 30. Para não associados ou federados, o valor é de R$ 90, e segunda inscrição R$ 40.

A expectativa da organização do evento é receber mais de cem inscritos nas seguintes categorias: 1ª Classe, 2ª Classe, 3ª Classe, 4ª Classe, 5ª Classe, 1ª Classe Feminino, 2ª Classe Feminino, Pré veterano A, Pré Veterano B e Cadeirante. De acordo com o diretor de tênis, todos os atletas podem se inscrever em duas categorias, desde que a segunda inscrição seja uma categoria acima. O evento começa dia 06 de agosto e seguirá até dia 11.

De acordo com o presidente da AABB Palmas, Luis Benvindo de Oliveira, é com muita satisfação que o clube está recebendo cadeirantes para treinar e agora fará o 1º Torneio para Cadeirantes do Tocantins. “O esporte é inclusivo e garante qualidade de vida e saúde para as pessoas. Estamos felizes em participar de mais essa conquista histórica para o esporte do Tocantins”, disse o presidente.

O Open de tênis tem o apoio das empresas: Chiquinhos Sorvetes, Moorango, BrilhoLed, Federação Tocantinense de Tênis, Real Maia e Claro.


Sicredi apoia programa de potencialização de startups com foco no agro

O Intensive Connection é um programa de potencialização de startups e a mais recente iniciativa do AgTech Garage, maior hub de inovação da América Latina para o agronegócio, que inaugurou seu novo espaço em abril deste ano, em Piracicaba (SP), com apoio do Sicredi, instituição financeira cooperativa com forte atuação no setor agro e com mais de 4 milhões de associados no Brasil. As inscrições são gratuitas e as startups interessadas no programa devem realizar inscrição até 31 de julho, no sitewww.agtechgarage.com.

“O campo está passando por um processo de transformação, com novas tecnologias chegando para auxiliar os produtores, aumentar a produtividade e garantir o crescimento sustentável do setor. Como nós acompanhamos de perto o dia a dia dos nossos associados e sabemos que boa parte deles está ligada ao agronegócio, procuramos fomentar cada vez mais essa conexão com a tecnologia. O AgTech Garage surgiu com esse objetivo e o Intensive Connection vem reforçar esse nosso propósito de facilitar e acelerar o desenvolvimento de soluções inovadoras”, explica Gustavo Freitas, diretor executivo de Crédito do Sicredi.

O programa é voltado para agritechs, ou seja, startups ligadas ao agro. Os empreendedores devem apresentar ideias relacionadas com sustentabilidade do agronegócio, agricultura familiar e soluções que impactam positivamente a cadeia de valor dos fertilizantes, que contribuam para a saúde animal, ou que otimizem o processo de concessão de crédito, a avaliação de risco e a regularidade ambiental.

Serão selecionadas 16 startups que, no dia 22 de agosto, se apresentarão a um comitê formado por executivos das instituições parceiras nesta ação. Nessa etapa, serão escolhidas oito startups finalistas para iniciar a programação da primeira edição do Intensive Connection, no dia 12 de setembro.

Serão quatro meses de encontros e conexões com executivos das empresas parceiras, produtores e especialistas de mercado, explorando conteúdos essenciais para superação dos desafios das startups e realização de proofs of concept (POCs), sigla em inglês utilizada pelas startups para definir demonstrações de validação de ideias ou conceitos. Alguns dos encontros presenciais já estão agendados para os dias 10 de outubro e 14 de novembro deste ano. Além de outros benefícios, os selecionados terão acesso ao hub do AgTech Garage, exposição ao mercado e viagens custeadas para visitas às áreas de inovação dos parceiros do programa para estreitar relacionamento e aumentar chances de fechar negócios.

O Intensive Connection é equity free, ou seja, não requer que o empreendedor inscrito venda parte de seu negócio por um valor pré-determinado no início do programa. “Será uma jornada de experiências: de aprendizado, de relacionamento e de negócios. No final do dia, o que a gente faz é potencializar as oportunidades de negócios entre as startups e os nossos parceiros, elevando a maturidade das startups para um novo patamar”, afirma José Tomé, CEO do AgTech Garage.

Além do Sicredi, o programa Intensive Connection conta com o apoio da Bayer, OCP e Ourofino Saúde Animal.

Serviço – Programa Intensive Connection

Inscrições: até 31 de julho, no site www.agtechgarage.com

Comitê de seleção: 22 de agosto, no AgTech Garage

Kick-off: 12 de setembro, no AgTech Garage

Encontros: 10 de outubro e 14 de novembro, no AgTech Garage

Pitch Day: 12 de dezembro, no AgTech Garage


Coren Tocantins realiza eleição para compor plenário em setembro

Os profissionais de Enfermagem devem acessar o site eleitoral (www.votaenfermagem.org.br)  disponível a partir do dia 27 de agosto para receber a senha. É aconselhável, por questões de segurança, que o profissional altere a senha.

Se os dados cadastrados para o recebimento da senha estiverem incorretos, o eleitor poderá informar um número de celular para recebimento da respectiva senha por mensagem de texto, após efetuar uma confirmação por reconhecimento facial.

No caso de atualização, é necessário que o dispositivo utilizado para acessar o sistema eleitoral possua câmera, e que a Carteira de Identidade Profissional (CIP) esteja válida, pois a foto coletada no momento do acesso ao sistema será comparada com a foto do registro.

O voto é obrigatório. Estão aptos a participar do pleito todos os profissionais de Enfermagem devidamente inscritos no Coren-TO e em dia com suas anuidades até 15 de agosto de 2019.


Etnoturismo, pesca esportiva e praias se destacam na região da Ilha do Bananal

Para quem busca exotismo e exuberância, a Ilha do Bananal não pode deixar de entrar no roteiro de viagem. Com área de cerca de 25 mil km², é considerada a maior ilha fluvial do mundo, localizada no estado do Tocantins entre dois grandes rios, o Javaés e o Araguaia, nas divisas com os estados de Goiás e Mato Grosso, na planície do Cantão. Lagos, praias, pesca esportiva, etnoturismo convergem neste ecossistema único.

Conforme a recente atualização do Mapa do Turismo Brasil, coordenada pela Superintendência de Turismo da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), a Região Turística Ilha do Bananal hoje inclui cinco municípios: Gurupi, Lagoa da Confusão, Peixe, Sandolândia e São Salvador.

Um dos destinos mais procurados é Lagoa da Confusão, considerada porta de entrada para a Ilha e o Parque Nacional do Araguaia, primeiro parque ambiental criado no Brasil. Distante cerca de 205 km de Palmas, com acesso pela TO-255, que faz ligação com Cristalândia, ou pela TO-164, que liga a região à TO-354, passando por Pium, o município possui belezas e ecossistemas incomparáveis envolvendo cerrado, mata e pantanal. Na cidade, o destaque fica para a pedra calcária que dá impressão de movimentar-se pela lagoa, sendo esta a origem do nome do muncípio.

Os veranistas podem fazer passeios de barco, fazer safári fotográfico na Lagoa dos Pássaros, que abriga centenas de espécies, e ainda visitar a Ilha, onde o destaque é a pesca esportiva, sendo que das mais de 300 espécies existentes na região, 50 são consideradas esportivas.

A presença de acampamentos que recebem pescadores de várias regiões do país é autorizada pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), que mantém um escritório em Pium, ou a Fundação Nacional do Índio (Funai), em Palmas ou em São Félix do Araguaia (MT).

A Funai administra o Parque Indígena do Araguaia, onde habitam indígenas das etnias Karajá e Javaé, conhecidos pelo rico artesanato e festas tradicionais de grande beleza. Mas para entrar nas aldeias é necessária também autorização dos caciques.

Neste período do ano, em que parte da Ilha ainda está alagada, o acesso ao lado Karajá é feito pelo Mato Grosso, de onde se tem acesso por voadeiras a partir de São Félix ou Luciara. Já as aldeias do povo Javaé são acessíveis por Lagoa da Confusão e Formoso do Araguaia.

Praias

Localizado a 250 km de Palmas, na região sul do Estado, Gurupi é a principal ligação com Peixe, munícipio conhecido pela qualidade da Praia da Tartaruga e pela beleza do arquipélago do Tropeço.

São Salvador fica a 250 km de Gurupi e 412 km de Palmas. Os destaques da região são a Praia do Retiro e a Gruta Furna da Onça. Já Sandolândia, fica a 416 km da Capital, passando por Formoso. Na temporada, a atração é a Praia Barra do Rio, banhada pelo Rio Javaé.

Projeto Travessia

O movimento Pedais e Trilhas do Tocantins realiza entre os dias 19 e 22 julho, na Ilha do Bananal, a 10ª edição do Projeto Travessia – Vivências e Experiências, reunindo cerca de 60 atletas que percorrerão 100 km de bicicleta dentro da Ilha. Durante a aventura, os atletas realizam ações sociais e práticas de responsabilidade social e intercâmbio cultural, junto as comunidades indígenas Javaés e Karajá, incluindo palestras sobre doenças transmissíveis, distribuição de roupas, cestas básicas e brinquedos.As informações são da assessoria de comunicação).


Empresas tocantinenses podem se cadastrar para prestar serviços ao Sebraetec

O Sebrae Tocantins abre inscrição para o edital de credenciamento permanente de prestadores de serviços do programa Sebraetec. Empresas tocantinenses, prestadoras de serviços de consultoria e atuantes em atividades nas áreas de inovação e tecnologia podem se cadastrar para compor a base de serviços do programa. O edital com orientações, procedimentos, formulários, relação de documentos a serem apresentados e demais informações está disponível no site www.sebrae.com.br/tocantins.

O programa oferece consultorias voltadas às necessidades e prioridades de pequenos negócios, com subsídios, além de acompanhamento técnico para assegurar melhores resultados aos processos. Em 2018, cerca de quatro mil pequenos negócios tocantinenses foram atendidos pelo programa Sebraetec.

De acordo com o analista técnico, Emerson Montenegro, por meio do Sebraetec, o Sebrae subsidia 70% dos recursos necessários ao desenvolvimento do projeto e os 30% restantes são por conta do empreendedor. "A proposta é disponibilizar tecnologia e inovação de forma acessível para os pequenos negócios", orientou.

A diretora técnica, Eliana Castro, destacou que o programa Sebraetec promove o acesso do empreendedor à mão de obra especializada. "No atual contexto tecnologia e inovação são palavras de ordem para garantir a sobrevivência dos pequenos negócios no mercado. Nosso objetivo é ter um banco de credenciados permanente oferecendo os serviços de consultoria a qualquer momento para os nossos clientes", pontuou a diretora.

O Sebraetec é uma iniciativa nacional do Sebrae que pode ser aplicada em qualquer projeto de atendimento coletivo ou individual que demanda serviços em inovação e tecnologia. O programa promove o acesso a serviços tecnológicos, promovendo a melhoria de processos, produtos e serviços ou a introdução de inovações nas empresas e mercados. Essas consultorias são voltadas para pequenos negócios na cidade ou no campo em sete áreas distintas: design, produtividade, propriedade intelectual, qualidade, inovação, sustentabilidade, tecnologia da informação e comunicação.


OAB/TO critica PEC 108 que quer extinguir conselhos de classe

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins (OAB-TO) acompanhou a instituição nacional e se posicionou contrariamente à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 108/2019 que passou a tramitar no Congresso Nacional na última semana quer extinguir todos os conselhos profissionais de classe no Brasil, incluindo a Ordem. A medida, segundo a instituição foi apresentada sem qualquer debate prévio com a sociedade.

Segundo é a OAB a instituição é vocacionada constitucionalmente a se manifestar em defesa da sociedade civil, com compromisso histórico de atuação independente e na preservação da democracia, sem subserviência e sem amarras de qualquer natureza.

“A advocacia brasileira rejeita veementemente a PEC do cala a boca. A atuação independente e destemida da OAB na defesa da cidadania e da constitucionalidade é um dos pilares que sustentam, não somente a garantia do direito de defesa do cidadão, mas o próprio Estado Democrático de Direito. Seria um duro golpe em toda a advocacia brasileira e à estrutura democrática do país”, ressaltou o presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga.

Conforme a OAB/TO em manifestação divulgada pelo Conselho Federal da OAB, a PEC traz na sua essência um "ataque aos mecanismos que protegem o cidadão, ao desobrigar os profissionais da inscrição em seus respectivos conselhos. Por conseqüência, esta proposta ceifa um dos mais importantes instrumentos de defesa da sociedade na fiscalização profissional, com o claro e único propósito de engessar e silenciar as entidades".

Retrocesso

Para a OAB, a PEC 108/2019 apresentada pelo governo também tem como objetivo desmontar um sistema que zela pela qualidade da advocacia e "busca atingir um dos maiores mecanismos de fomento da excelência profissional, que é o Exame de Ordem. Diante da multiplicação sem precedente dos cursos de graduação em Direito, nem sempre amparados nos devidos parâmetros de qualidade. O Exame é hoje a forma de garantir o mínimo de qualidade dos profissionais que vão servir à sociedade".

O ministro da Economia, Paulo Guedes, apresentou ao presidente da República a PEC 108/19 para pôr fim à necessidade de profissionais se inscreverem em conselhos de classe. A PEC 108/19 dispõe sobre a natureza jurídica dos conselhos profissionais. No texto, Paulo Guedes defende que os conselhos profissionais não integram a estrutura da Administração Pública e que, por isso, a inscrição não deve ser condicional para o exercício de profissões.

Conselho Federal e Colégio Nacional de Presidentes

De acordo com a OAB/TO, as diretorias do Conselho Federal e o Colégio de Presidentes de Seccionais manifestaram que se opõem a qualquer mudança tendente ao enfraquecimento da instituição e repudiam veementemente a tentativa de se fazer calar a voz da advocacia e lesar o cidadão. Sem respeito às instituições, nenhum país se desenvolve de forma equilibrada.