Rota Global da FIETO finaliza atendimentos em parceria com a UFT

Trinta empresas foram atendidas e acompanhadas em 2019 por meio do projeto Rota Global desenvolvido pela Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO) com a parceria da Universidade Federal do Tocantins (UFT). A finalização do atendimento, previsto até este mês pelo termo de cooperação assinado entre as instituições, ocorreu na quarta-feira, 04/12, na sede da Federação em Palmas.

 Por meio da parceria, foram desenvolvidas ações de identificação das empresas e indústrias do Tocantins com potencial para internacionalização e a capacitação técnica para possibilitar essa inserção na pauta de exportação. Para isso, a FIETO contou com a colaboração de alunos do curso de Relações Internacionais da UFT, conforme previsto no termo assinado no final de 2018 com vigência durante o ano de 2019.

 “A universidade tenta levar à sociedade, por meio deste projeto de extensão, os conhecimentos teóricos e técnicos que são produzidos e fazer isso em diálogo com as demandas dos empresários, explicando quais são os caminhos para a internacionalização e para posicionar seus produtos no mercado internacional”, explicou o coordenador do curso de Relações Internacionais da UFT de Porto Nacional, Rodolfo da Silva.

 Rede CIN

Coordenada nacionalmente pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN) trabalha pela internacionalização de empresas brasileiras.  O CIN da FIETO faz parte desta rede e uma das formas de atuação é a implementação de questionário padrão destinado a identificação do potencial de internacionalização de empresas em quatro dimensões – mercado, operação, gestão e estratégica por meio do projeto Rota Global. Feito o diagnóstico, é realizado um plano de internacionalização com vistas a aumentar a competitividade internacional de indústrias iniciantes em comércio exterior. O telefone para contato do CIN/TO é (63) 3229-5799.

Serviço: Assessoria de Imprensa


SENAI inscreve em simpósio gratuito sobre química forense em Palmas; evento acontece dia 11/12

As possibilidades de atuação do Técnico em Química serão abordadas em três palestras com profissionais da área forense na próxima quarta-feira, 11/12, no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SNEAI) em Palmas. O I Simpósio de Química Forense realizado pelo SENAI é aberto ao público em geral e as inscrições são gratuitas e limitadas por meio do link disponível no site www.senai-to.com.br.

 As palestras serão iniciadas às 19 horas e os participantes ganham certificado das 3 horas de duração do evento. O primeiro tema será Papiloscopia Forense e Revelação de Impressões Digitais abordado pelo especialista em Identificação Humana, Wiris Gomes. Entre os assuntos estão biometria, a representação facial humana, retrato falado, projeções de rejuvenescimento, envelhecimento, disfarces e a prosopografia (descrição dos traços fisionômicos, da figura, do porte de uma pessoa).

Na sequência, os participantes irão saber mais sobre A Química na Identificação de Drogas de Abuso como o álcool, a maconha e a cocaína. O assunto será explicado pela química Isis de Castro. A programação encerra com palestra sobre Química Forense como Elemento Auxiliar na Resolução de Crimes trazendo a experiência do engenheiro químico e perito criminal aposentado Rogério Marçon.

O I Simpósio de Química Forense do SENAI tem como proposta ampliar o conhecimento do público da escola e da comunidade em geral sobre as diversas formas de atuação e trabalho na área de Química. A instituição oferece o curso Técnico em Química (1200 horas) com laboratório equipado para facilitar o aprendizado e está com inscrições abertas com promoção especial de Natal. Matriculados até o dia 16/12 terão desconto de 50% na 1ª mensalidade para a turma noturna que inicia em fevereiro de 2020.

As matrículas podem ser feitas no atendimento do Centro de Educação e Tecnologia (CETEC) do SENAI em Palmas (quadra 201 Norte – próximo aos Correios) e mais informações podem ser obtidas no site cursos.senai-to.com.br ou por meio do telefone (63) 3229-5656 (fixo e whatsapp). Os interessados devem ter concluído o ensino médio ou estar cursando regularmente o 2º ou 3º ano para participar do curso.

Serviço: Assessoria de Imprensa


Governo do Tocantins participa do maior evento de Mudanças Climáticas do mundo

Iniciou nesta semana o maior evento de Mudanças Climáticas do mundo, a Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas para Mudanças Climáticas (COP 25), em Madrid, Espanha e segue até o próximo dia 13. O Governo do Tocantins embarca nesta sexta-feira, 06, para apresentar a sua estratégia Tocantins 20-40- Estratégia para um Tocantins Competitivo e Sustentável e o programa Pátria Amada Mirim (PAM). O governo do Estado será representado pelo vice-governador, Wanderlei Barbosa.

Juntamente com o vice-governador, também representará o Estado, o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Renato Jayme, os deputados estaduais Olyntho Neto, Claudia Lelis e Ricardo Ayres, e a equipe técnica da Semarh, a diretora de Instrumentos e Gestão Ambiental Marli Santos e o gerente de Recursos Energéticos e Mudanças Climáticas, Francis Rinaldi Frigeri.

A estratégia Tocantins 20-40 tem como objetivo promover o desenvolvimento equitativo e competitivo do Estado do Tocantins, com uso racional de recursos naturais, respeito às próximas gerações e melhoria da qualidade de vida de sua população. A estratégia irá colocar o estado como referência na região Norte do Brasil em produção sustentável de alimentos e produtos da sociobiodiversidade, com beneficiamento e agregação de valor, na distribuição de renda e na conservação e manejo de suas riquezas naturais, até o ano de 2040. O documento foi desenvolvido intersetorialmente entre as secretarias de Estado.

Com o intuito de promover a inclusão socioambiental de crianças e adolescentes, o PAM beneficiará 25 mil estudantes da rede pública de ensino em todo o Tocantins, até 2022. Por meio da educação ambiental, os estudantes terão a formação cidadã em benefício da preservação, conservação e restauração do meio ambiente, trazendo como resultados a implantação ou restauração de viveiros nos 139 municípios, produzindo até seis milhões de mudas nativas, podendo restaurar até 12 mil hectares de áreas degradadas.

O vice-governador, Wanderlei Barbosa ressalta que "participar de perto e se envolver nessa temática traz muitos benefícios para o Tocantins, pois isso possibilita trabalhar de forma sustentável no nosso Estado, beneficiando todos". Ainda segundo o vice-governador “a COP 25 está diretamente relacionada com as problemáticas ambientais, e esses aspectos contribuem para uma alteração climática do mundo, e só podemos modificar essa realidade mudando nossos hábitos e trabalhando juntos".

Para o secretário Renato Jayme, a participação do Tocantins na COP 25 vem ao encontro do alinhamento das expectativas e projetos relacionados às questões climáticas no contexto geral. “Iremos apresentar a estratégia Tocantins 20-40 que visa para o Estado nos próximos 20 anos não só a produção sustentável de alimentos e produtos da sociobiodiversidade, mas também o beneficiamento e agregação de valor na distribuição de renda e na conservação e manejo de suas riquezas naturais, contemplando todas as comunidades tradicionais e povos indígenas. Acreditamos que após a apresentação das estratégias, possamos sensibilizar instituições internacionais que possam apoiar e investir nos projetos para a preservação do meio ambiente”, afirma.

A estratégia Tocantins 20-40 é um trabalho em conjunto realizado pela Semarh e as Secretarias da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro); da Cidadania e Justiça (Seciju); da Fazenda e Planejamento (Sefaz); da Indústria, Comércio e Serviços (Sics); do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas); da Educação, Juventude e Esporte (Seduc); Casa Civil; da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc); do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins); Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins); da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), sob a consultoria do Earth InnovationInstitute. As informações são da assessoria de comunicação.


Novos Procuradores do Estado do Tocantins tomam posse

A posse se dará às 9h da sexta-feira, 6, na Procuradoria Geral do Estado e é fruto do trabalho contínuo da Associação dos Procuradores do Estado do Tocantins (APROETO) em prol da chamada dos aprovados no III concurso público da Procuradoria-Geral do Tocantins (PGE/TO). A chegada dos novos membros vem compor o quadro de profissionais do órgão, que atualmente é de 42 Procuradores ativos.

O concurso realizado em 2018 com 20 vagas para provimento imediato na carreira de Procurador do Estado e outras 20 para cadastro de reserva, era uma necessidade do órgão em decorrência do aumento excessivo de processos judiciais e administrativos e o número reduzido de Procuradores na ativa.

O presidente da APROETO, Rodrigo Santos, comemora a posse dos novos Procuradores. “Desde o início, esse concurso foi uma das nossas principais prioridades e houve um longo tempo de espera para a nomeação dos colegas, no entanto, estamos surpresos com a agilidade e o cumprimento dos prazos nas nomeações. A APROETO segue com a PGE/TO buscando a posse de todos os aprovados para juntos agirmos em defesa do patrimônio público do Tocantins”, afirma Rodrigo.

Além dos seis candidatos, no mês de outubro foram empossados outros quatro aprovados que já estão na ativa, são eles: o Dr. Renan Sales de Meira, a Dra Gabriela dos Santos Barros, o Dr. Gabriel Teixeira e o Dr. Raphael Barbosa dos Santos Teixeira.

Com isso, já somam 10 empossados dos 20 convocados no concurso. A previsão é de que outros sejam nomeados nos próximos meses.

 Confira a lista dos novos procuradores a serem empossados

Vitor Barbosa de Oliveira

Rafael Freitas Costa

João Vitor Fogolin

Raul Mattei

Tiago Cremasco Valim

Jose Humberto Pereira Muniz Filho


Sebrae se manifesta contra a redução dos recursos investidos em pequenos negócios de turismo e economia criativa no Brasil

Em nota divulgada na terça-feira, 3 de dezembro de 2019, a Associação Brasileira dos Sebrae Estaduais (ABASE) manifesta preocupação com a Medida Provisória 907. A MP retira os recursos, hoje utilizados para apoio aos pequenos negócios, em favor da criação da Embratur - agência voltada à promoção internacional do turismo.

No documento foram apresentados números que atestam que a redução da verba prejudica o próprio segmento do turismo no Brasil. Cerca de 95% das empresas registradas no Cadastro Nacional de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) são microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP), segmento que é beneficiário direto da atuação do Sebrae.

Só em 2019 o Sebrae realizou 367,6 mil atendimentos (consultorias, oficinas, seminários e cursos) e empenhou R$ 291,5 milhões apenas para o setor (2019/2020).

Considerando o predomínio dos pequenos negócios na economia nacional, e, em particular no Tocantins, a edição desta MP significa retirar dinheiro do artesanato, da gastronomia, dos meios de hospedagens, dos produtores rurais, das startups e da inovação, do comércio, dos bares e restaurantes, dos prestadores de serviços e das pequenas indústrias. Enfim, retira recursos de todo o trade turístico.

O superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes, explica que o Tocantins tem um potencial turístico enorme e vem trabalhando na defesa e no desenvolvimento desse setor, principalmente, por ser uma atividade que proporciona aos pequenos negócios aumento do faturamento, geração de emprego e renda.

“Nosso Estado possui um histórico de trabalho de fortalecimento das empresas que envolvem o trade turístico, inclusive, com vários atrativos formatados e importantes no cenário nacional, como os territórios das Serras Gerais, Jalapão e Taquaruçu, além da promoção e apoio a eventos geradores de fluxo turístico e de visitantes, como festivais gastronômicos e eventos técnicos e temáticos do setor”, comenta o superintendente, reforçando que muitos pequenos negócios no Tocantins poderão ser impactados.

Em nota, a ABASE apoia a necessidade de promover o turismo no exterior, mas discorda totalmente que isso seja feito em detrimento do desenvolvimento e da estruturação desse setor no Brasil.

Sobre a MP 907

A Medida Provisória editada no último dia 27, que não atende aos preceitos constitucionais de relevância e urgência, prevê o corte anual de 18,4% no orçamento do Sebrae aplicado no fomento dos pequenos negócios em todo o país, retirando mais de R$ 600 milhões anuais para transformar a Embratur em agência de promoção turística internacional. (Com informações da Associação Brasileira dos Sebrae Estaduais – ABASE). As informações são da assessoria de comunicação.


SESI apresenta espetáculo de dança aberto a comunidade nesta quinta-feira, 05/12, em Gurupi

Noventa e um alunos da modalidade de balé do Serviço Social da Indústria (SESI) se apresentam na próxima quinta-feira, 05/12, na 4ª edição do espetáculo de dança que, este ano, tem como tema o clássico Alice no País das Maravilhas. O evento acontece a partir das 19h30min no Palaciu’s Real em Gurupi, é aberto ao público com a entrada franca.

A proposta do espetáculo é mostrar à comunidade, em especial aos pais e responsáveis, a evolução e aprendizado dos alunos ao longo dos últimos seis meses e resgatar a vivência da arte e cultura da dança por meio do balé. A atividade marca ainda o encerramento das aulas que retornam em 2020.

A modalidade de balé contribui para o desenvolvimento das crianças ao estimular a coordenação motora, o equilíbrio e o trabalho em equipe. No SESI em Gurupi são oferecidas três turmas: a Baby Class para crianças de 03 a 05 anos, o Balé Infantil de 06 a 08 anos e o Balé Juvenil para crianças de 09 a 12 anos de idade.

Os interessados em mais informações sobre matrículas, retorno das aulas e horários podem entrar em contato pelo SAC telefone (63) 3311-1300 ou comparecer na Unidade SESI que fica localizada na Rua Joaquim Batista de Oliveira, nº 161 na Vila Alagoana, Gurupi – TO.

Serviço: Assessoria de Imprensa


Assembleia modifica artigo da LDO para garantir data-base mesmo se Estado descumprir LRF em 2020

A Assembleia Legislativa do Tocantins alterou um dispositivo do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO 2020) que condicionava o pagamento da data-base ao cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

A alteração foi sugerida por sindicatos que representam os servidores públicos sob o argumento de que a LRF não pode ser empecilho à reposição das perdas salariais.

 

O presidente da Comissão de Finanças, deputado Nilton Franco (MDB), relator da LDO, acatou a sugestão e a matéria foi aprovada em plenário já depois das 23h da terça-feira (3/12).

 

O artigo 49 da LDO previa que a data-base 2020 só seria implementada caso o valor da revisão não elevasse a despesa total com pessoal acima do índice de 46,55% da Receita Corrente Líquida (RCL), conforme proposta do governador Mauro Carlesse (DEM).

 

Os sindicatos argumentam que as Constituições Estadual e Federal asseguram a revisão geral anual (data-base) e a LRF, no artigo 22, diz que esse direito não será vedado em razão do descumprimento do índice de pessoal, ainda que esteja no limite máximo de 49%.

 

Agora os sindicatos vão acompanhar a tramitação do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA 2020) para garantir que a data-base esteja também incluída.


Tocantins sob alerta de tempestade com raios, granizo, vendaval e chuva forte nas próximas 72h

O aviso meteorológico do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registra que o Tocantins se encontra em área de ocorrência com riscos moderados e possíveis de fenômenos adversos, como tempestade com raios, chuvas intensas, vendaval e granizo dentro das próximas 72 horas. O alerta foi na quarta-feira (4).

Localmente, a chuva poderá ser intensa e acompanhada de rajadas de vento de forte intensidade. Há também alerta para queda de granizo de forma mais isolada.

Várias cidades do Estado registraram chuva na terça-feira (03) e quarta-feira (04). Palmas, por exemplo, foi atingida por um forte temporal. Moradores e comerciantes tiveram prejuízos e pessoas ficaram feridas em um bar na praia da Graciosa.

Já Araguaína e outras cidades da região norte também foram atingidas pela chuva na tarde da quarta (4), mas nenhum transtorno foi registrado.

Defesa Civil de Palmas orienta

A Defesa Civil de Palmas fez algumas orientações para a população em caso de chuva forte com rajadas de vento:

Alguns lugares oferecem pouca ou nenhuma proteção contra tempestades como: pequenas construções não protegidas como tendas, barracos ou veículos sem capota, motocicletas ou bicicletas;

Evite estacionar próximo a árvores ou linhas de energia elétrica;

Evite estruturas altas tais como torres, de linhas telefônicas e de energia elétrica;

Alguns lugares são extremamente perigosos durante uma tempestade. Por isso, não permaneça em áreas abertas como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos;

Não fique no alto de morros ou no topo de prédios;

Não se aproxime de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;

Jamais se abrigue debaixo de árvores isoladas;

Evitar ficar em lugares abertos;

Não praticar esportes;

Não fazer uso de pequenas embarcações, principalmente embarcações abertas;

Procure abrigo.

A Defesa Civil Municipal alerta também para quem estiver dentro  de casa não usar o telefone (o sem fio pode ser usado); não ficar  próximo a tomadas, canos, janelas e portas metálicas e não tocar  em equipamentos elétricos que estejam ligados à rede elétrica.


TRE-TO absolve Olyntho por unanimidade; testemunhas confirmam que os R$ 500 mil apreendidos eram da avó do deputado e para compra de gado

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO) absolveu por unanimidade na noite da terça-feira, 3, o deputado estadual Olyntho Neto (PSDB) na ação cautelar movida pelo Ministério Público Eleitoral, por conta da apreensão de R$ 500 mil em dinheiro com o irmão dele, na semana da eleição ordinária de outubro do ano passado. O MPE queria a cassação do mandato de Olyntho.

Não houve crime eleitoral

Os juízes acompanharam o relator do caso, Marcelo Cordeiro, que entendeu que não houve crime eleitoral, já que o dinheiro não foi utilizado na campanha, e por ter ficado provado nos autos a origem lícita dos valores sacados pelo irmão do deputado. Conforme a decisão, o dinheiro, como foi informado na época, pertencia mesmo à avó de 86 anos de Olyntho. Era parte dos R$ 2 milhões que ela conseguiu na venda de uma fazenda que herdou. Os R$ 500 mil seriam utilizados para a compra de gado.

Testemunhas confirmam história

De acordo com o advogado de defesa, Juvenal Klayber, a história foi confirmada pela avó, bem como a origem lícita pelo gerente do banco, entre outras testemunhas. O advogado ainda afirmou que é prática no interior comprar gado com dinheiro em espécie e especialistas testemunharam que o período, final de outubro, é o melhor para esta operação, já que é de mudança de pastagem.

Acreditava na Justiça

O deputado disse que sempre acreditou na Justiça e, em razão disso, tinha “plenas convicções desse resultado”, pois nenhum ato irregular, garantiu, foi cometido por ele ou por qualquer membro da sua família.


Vice-governador anuncia conquista inédita do Proerd

“É com muita alegria que nós estamos vendo os resultados de um trabalho conjunto que  beneficia toda a sociedade. As crianças de hoje que estão sendo instruídas e orientadas sobre os perigos das drogas serão os bons cidadãos que formarão uma sociedade mais pacífica no dia de amanhã”, declarou o vice-governador Wanderlei Barbosa

O vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, anunciou nesta terça-feira, 3,durante evento no Parque do Povo, na Capital, que o Estado alcançou o atendimento dos 139 municípios com, pelo menos, um currículo do Programa  Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A declaração foi feita durante a cerimônia de formatura de 901 estudantes de 11 escolas de Palmas, que participaram dos cursos do Programa neste ano. Segundo a  coordenadora Estadual do Proerd, coronel Alaídes  Pereira Machado, o esforço  conjunto do Governo do Tocantins com os municípios, poderes legislativos e judiciários,escolas e famílias colocou o Tocantins como primeiro estado da federação a atingir essa meta. “Somos o primeiro Estado a ter essa conquista, somos aprimeira polícia a ter essa conquista e esse é o nosso legado para a sociedade tocantinense”, comemorou. Os currículos do Proerd são voltados para alunos da educação infantil, alunos do5º e 7º anos, além dos pais, o que amplia a ação para as famílias e comunidades. De acordo com o comando-geral da Polícia Militar, desde que foi implantado há 17 anos, o Proerd já formou mais de 440 mil alunos.“Não resta  dúvida que com a expansão desse programa, estamos buscando atingir um número cada vez maior de alunos, fazendo com que sejam despertadas, a consciência e a necessidade de realmente se manter longe das drogas e da violência”, afirmou o comandante-geral da PM no Tocantins, coronel Jaizon Veras Barbosa.

Destaques Durante a formatura, foram destacadas as 11 melhores redações produzidas pelos alunos do 5º ano das escolas municipais de Palmas atendidas pelo Proerd. Estudante da Escola de Tempo Integral Aprígio Tomaz de Matos, Natália Souza Vidal, que conseguiu o melhor conceito em sua redação, deu um testemunho de como a orientação do programa foi importante para resolver um drama familiar de envolvimento com bebidas alcoólicas. “Antes, o meu tio bebia muito. Graças ao professor João Paulo, ele me aconselhou para que eu falasse com ele. Então, eu conversei e ele entendeu e agora está tranquilo, ele não bebe mais”, escreveu. Já a aluna do Colégio Esportivo Militar do Corpo de Bombeiros (Cemil) Professora Margarida  Lemos, Yasmin Daniel Ferreira, que conquistou o segundo melhor conceito das redações em destaque, disse que Proerd fez a sua turma refletir sobre os riscos do vício em drogas e álcool. “O Proerd é fundamental para crianças e jovens porque eles são mais vulneráveis a entrar no vício das drogas. O Proerd também ensinou como falar não para os amigos. Não só para os amigos, mas parentes ou qualquer outra pessoa que te oferecer droga ou álcool”, redigiu.

Proed

O Proerd é um dos principais programas educacionais do mundo. Foi criado pelo Departamento de Polícia da cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, em 1983, e hoje a iniciativa já está presente em 58 países. O Programa foi traduzido e adaptado para a realidade brasileira em 1992, pela Polícia Militar do Rio de Janeiro. Asua implantação no Tocantins aconteceu em 2002 e agora, em 2019, atingiu a marca histórica de ser o primeiro estado brasileiro a levar o Proerd para 100%dos seus municípios. As informações são da assessoria de comunicação.