Em todo o Estado, Polícia Militar realiza imunização do efetivo contra a Covid-19

Teve início a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da Segurança Pública no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Palmas. Nesta primeira fase, a imunização ocorreu  na quinta e sexta-feira, 16, à partir das 08h até às 18h e foram  contemplados os profissionais aptos ao serviço operacional.

 

 

 

Para o Comandante-Geral da Polícia Militar, Júlio Manoel da Silva Neto, essa é uma grande conquista da corporação. “O policial militar está entre os profissionais da linha de frente no combate à pandemia diuturnamente, exposto de forma latente a contaminação. Consideramos de extrema importância essa imunização, que dará maior tranquilidade no emprego da nossa missão constitucional”, afirmou o coronel Silva Neto.

 

 

 

De acordo com a subdiretora da Diretoria de Saúde e Proteção Social (DSPS) da Polícia Militar, Major Melissa Vasconcelos, o número de doses da vacina AstraZeneca disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, é suficiente para vacinar todo o efetivo da PMTO.

 

 

 

A PM está fazendo a imunização com as duas doses destinadas ao seu efetivo, conforme o Plano Nacional de Imunização, àqueles que trabalham na atividade fim, nas ruas, em atendimento direto ao público.

 

 

A superintendência da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em conjunto com as Forças de Segurança, definiram os 9 polos de vacinação dos efetivos e os municípios estão fazendo as distribuições das doses às unidades militares.

 

 

“Para nós da Diretoria de Saúde é um ganho, uma conquista. Estávamos todos à espera dessa vacina. É uma dose de esperança para a família militar e chamamos o militar para que ele compareça para se vacinar. É uma proteção para ele e sua família e de certa forma, da comunidade. Enfatizamos a importância que é a gente está podendo vacinar esse profissional que está diuturnamente nas ruas protegendo o cidadão”, destacou a major Melissa.

 

 

Na próxima semana será realizada a segunda fase da vacinação contra a Covid-19 no QCG da PM, que contemplará o efetivo administrativo. A expectativa é que todos os militares, de forma voluntária, recebam a primeira dose durante a campanha, sendo que a segunda dose deve ser aplicada daqui a 90 dias.

 

 

 

Sistema drive-thru

 

Em Palmas, estão sendo vacinados os militares das unidades da capital, Miracema e das unidades operacionais. Apenas nesta manhã, cerca de 300 profissionais já receberam a vacina de forma rápida pelo sistema drive-thru.

 

 

Além da capital, os polos de vacinação estão localizados em Araguaína, Tocantinópolis, Colinas do Tocantins, Guaraí, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional e Dianópolis.


Governo do TO realiza mais uma etapa do Projeto de Assistência à Classe Artística e Cultural aos profissionais de Palmas e do Bico do Papagaio

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) e da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), iniciou, nesta quarta-feira, 14, a entrega de cestas básicas, referente a primeira etapa, para classe artística de seis municípios do extremo norte do Estado, região conhecida como Bico do Papagaio. A ação segue até o próximo domingo,18, e faz parte do projeto de Assistência à Classe Artística e Cultural, que prevê a distribuição de mais de 8 mil kits alimentares em todo o Estado do Tocantins.

As cestas básicas serão entregues aos profissionais que atuam na produção de artesanato, música, teatro, além de outras áreas da cadeia produtiva ligada à cultura, a exemplo dos foliões e quebradeiras de coco babaçu, e que tiveram suas fontes de renda impactadas pela pandemia do Covid-19. Os artistas contemplados, nessa etapa, são moradores dos municípios de Ananás, Araguatins, Buriti do Tocantins, Carrasco Bonito, Itaguatins e Aguiarnópolis.

Na  quarta e quinta-feira, 14 e 15, foram  distribuídas cestas básicas para os membros da Associação de Artistas Visuais do Tocantins (Avisto), além de músicos da capital Palmas.

O presidente da Adetuc, Jairo Mariano, destacou a importância da parceria com a Setas para a transparência no processo de entregas das cestas básicas, e para que os alimentos cheguem às famílias vulneráveis e aos profissionais afetados pela pandemia.

 “O auxílio, nesse momento de dificuldades para categoria de artistas do nosso Estado que tiveram perda de suas fontes rendas, é de fundamental importância para garantir o apoio nesse momento de crise vivenciadas pela classe, em decorrência do distanciamento social para evitar a proliferação da Covid-19”, disse o presidente da Adetuc, Jairo Mariano, informando que a determinação do governador, Mauro Carlesse, é que o projeto atenda os profissionais dessa categoria de todas as regiões do Estado.

A 1º etapa, referente a 2021, do Projeto de Assistência à Classe Artística e Cultural, teve início no dia 1º de abril, em Palmas. (Da assessoria de imprensa)


Durante solenidade no Jalapão, ministro defende Bolsonaro, diz que país é modelo em vacinação, critica imprensa e assina ato para liberação de crédito

Durante solenidade de assinatura de ordem de serviço para pavimentação asfáltica da TO-247, entre Lagoa do Tocantins e São Felix, realizada hoje no município de Lagoa do Tocantins, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, defendeu o presidente Jair Bolsonaro e rebateu as críticas relacionadas a atuação do gestor na pandemia. “Ele está atento aos problemas nacionais gerados pela pandemia, por isso que já enviou para o Tocantins R$ 116 milhões para o combate a Covid-19”, disse ele.

Neto destacou a situação do Brasil em relação a vacinação e acusou a imprensa de omitir os dados da vacinação. “O vacinômetro mostram que já foram distribuídas 47 milhões de doses, nós somos o quinto país do mundo em número de vacinas distribuídas e isso a imprensa não mostra”, disse.

O ministro veio ao Tocanins para assinar um ato de liberação de recursos do Ministério do Turismo na ordem de R$ 19 milhões para a Agência de Fomento do Tocantins. Os recursos têm como objetivo preservar empregos e empresas no setor.

A linha de crédito será voltada a segmentos de micro, pequenas e médias empresas para auxiliar empreendimentos turísticos cadastrados no Cadastur, no cenário de crise, com taxas e prazos diferenciados, de forma a minimizar os efeitos da pandemia e contribuir com a preparação do setor para a retomada das atividades turísticas.


IEL divulga 10 vagas de estágio em Palmas e Wanderlândia

O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) divulgou  dez vagas de estágio remunerado para alunos de ensino Técnico e Superior distribuídas nos municípios de Palmas e Wanderlândia. As oportunidades são para estudantes que estão em busca de conhecimento prático em sua área de estudo dentro do mercado de trabalho.

Acadêmicos dos cursos de Agronomia ou Zootecnia (1), Ciências Contábeis (1), Técnico em Automação Industrial (1), Física ou Matemática (1), Jornalismo ou Publicidade e Propaganda (2), Marketing ou Marketing Digital (2) e Direito (2) podem colocar em prática o conteúdo aprendido em sala de aula, desde que estejam devidamente matriculados e atendam aos requisitos exigidos pela empresa demandante. Para concorrer, os candidatos devem ter cadastro no site do Sistema Nacional de Estágio (SNE) e manter atualizados todos os seus dados pessoais, escolares, conhecimentos gerais e currículo.

Além do conhecimento e experiência proporcionada pelo estágio, há benefícios como bolsa e auxílio-transporte. O mural de estágio, disponível no portal do IEL, é atualizado diariamente. Mais informações sobre as vagas também ser obtidas por meio do telefone do IEL (63) 3229-5730 (Fixo e Whatsapp).

Confira as oportunidades:

PALMAS

Agronomia ou Zootecnia (1)

Ciências Contábeis (1)

Técnico em Automação Industrial (1)

Física ou Matemática (1)

Jornalismo ou Publicidade e Propaganda (1)

Jornalismo ou Publicidade e Propaganda (1)

Marketing ou Marketing Digital (1)

Marketing ou Marketing Digital (1)

WANDERLÂNDIA

Direito (2)


Carlesse assina ordem de serviço para pavimentação da estrada de acesso ao Jalapão

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, assina nesta quinta-feira, 15, às 10h, ordem de serviço para o início das obras de pavimentação asfáltica da TO-247, no trecho de 50 km entre os municípios de Lagoa do Tocantins e São Félix do Tocantins, que dá acesso a um dos destinos turísticos mais visitados do Tocantins, o Jalapão. O Governador vai acompanhar pessoalmente o início das obras a partir de Lagoa do Tocantins, obras estas que vão proporcionar melhoria da qualidade de vida dos moradores da região e facilitar o acesso aos seus atrativos naturais.

O trecho da rodovia TO-247, do município de Lagoa do Tocantins até o km 50, deve receber as obras de terraplanagem, drenagem, obras de arte e pavimentação asfáltica. A execução dos trabalhos é de responsabilidade da empresa Domus - Engenharia e Participação Eirelli, vencedora da licitação. O contrato, assinado no início deste mês de abril, com a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), tem valor total de R$ 50.150.797,85.

Com a conclusão das obras, a TO-247 será mais uma opção de acesso aos atrativos do Jalapão, além das rodovias TO-030, TO-110 e TO-255. O acesso à rodovia é feito pelo município de Santa Tereza do Tocantins, de lá até Lagoa do Tocantins a pista já é pavimentada. A rota para o Jalapão por esse caminho, depois de pavimentado, deve facilitar o acesso e encurtar o tempo de viagem para turistas e moradores da região.

“O fortalecimento da atividade turística é muito importante para os municípios do Jalapão, e a rodovia pavimentada vai colaborar para isso. Também vai contribuir para o desenvolvimento socioeconômico dessa região e favorecerá o acesso de moradores a serviços e bens de consumo de outros centros urbanos”, destaca a secretária da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin.

Além da rodovia, o Governo também já trabalha no projeto para construção de um aeroporto em São Félix. O investimento estimado será de R$ 20 milhões.

Jalapão

Destino já conhecido por adeptos do ecoturismo e turismo de aventura, a região possui cenários naturais de beleza ímpar com cachoeiras, praia fluvial, chapadões, dunas, famosos fervedouros e muito mais. O Jalapão também possui grande importância na preservação ambiental, pois é formado pelo Parque Estadual do Jalapão, Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba; Estação Ecológica da Serra Geral do Tocantins; Área de Preservação Ambiental (APA) Serra da Tabatinga; e Área de Proteção Ambiental (APA) Jalapão.

A região também é conhecida por sua importância cultural. Diversas comunidades quilombolas estão presentes no Jalapão, mantendo suas tradições e cultura, que está fortemente ligada ao artesanato feito de capim dourado, planta típica da região. Com o capim dourado são feitas bijuterias, bolsas, sandálias, cintos, chapéus, fruteiras e outros objetos que contribuem para a economia dessas comunidades e que até ganharam o Selo de Identificação Geográfica.

Com uma área de cerca de 34 mil km², o acesso aos seus atrativos naturais pode ser um desafio por causa do solo arenoso. Por isso, a pavimentação de rodovias de acesso à região é uma das principais demandas levantadas por moradores e empreendedores do ramo turístico para desenvolver a região.


Polícia faz operação para recuperar R$ 1,8 milhões desviados por esquema de sonegação

Um grupo que, supostamente, agia com um esquema de sonegação fiscal em Palmas foi desmontado pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), na cidade de Unaí, em Minas Gerais.

 A ação é resultado da Operação Franquia, que foi deflagrada pela Divisão Especializada de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DRCOT) em conjunto com a Divisão Especializada de Repressão à Corrupção (DECOR), ambas vinculadas à Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) da PC-TO.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Vinícius Mendes de Oliveira, auditores da Sefaz-TO identificaram que um grupo de pessoas, residentes na cidade de Unaí-MG, estariam constituindo empresas de fachada, denominadas no jargão do fisco de “noteiras”, na capital do Tocantins, causando prejuízos de quase R$ 1.800.000,00 (um milhão e oitocentos mil reais) aos cofres públicos do Estado.

O delegado explica que após as investigações terem apontado indícios de crimes contra a ordem tributária, os auditores apresentaram representação fiscal à Polícia Civil do Tocantins para que fosse investigada a existência de crimes.

A apuração

Um inquérito policial foi instaurado e diligências empreendidas, permitindo que o esquema criminoso fosse apurado e constatado que um empresário, uma contadora e o proprietário de uma transportadora, todos residentes em Unaí, associando-se criminosamente, constituíram uma empresa de fachada em Palmas e estariam utilizando notas fiscais falsas para aproveitar créditos tributários em prejuízo ao fisco tocantinense.

As diligências

Constatado indícios do ilícito foi representado por medida cautelar, e após manifestação favorável do Ministério Público foram deferidas pelo Poder Judiciário 06 (seis) mandados de busca e apreensão que estão sendo cumpridos nesta manhã na cidade de Unaí/MG.

Durante as buscas foram apreendidos documentos e arquivos que ratificam a participação dos implicados nos crimes em apuro. O inquérito policial investiga a prática de crime contra a ordem tributária, falsificação de documento público e particular, falsidade ideológica, associação criminosa, organização criminosa e lavagem de capitais.

A Operação

A Operação recebeu o Nome de Franquia após auditores identificarem que o esquema de sonegação fiscal teria sido copiado de outro já desbaratado em Minas Gerais, e reproduzido no Tocantins aos moldes de uma “Franquia”. No estado de Minas Gerais, os prejuízos apurados aos cofres públicos chegam a quase R$ 1.000.000.000,00 (um bilhão de reais), desvios descobertos no ano de 2020 pela operação “Quem Viver Verá”.

A Operação foi realizada por meio da parceria com a Secretaria de Estado da Fazenda do Tocantins, por intermédio da Delegacia Regional de Fiscalização de Palmas/TO, com apoio das equipes do Núcleo de Crimes Financeiros e da Perícia do Núcleo de Informática do Instituto de Criminalística, órgãos vinculados à Superintendência da Polícia Científica do Tocantins. A Operação contou ainda com o apoio do fisco de Goiás, Distrito Federal e Minas Gerais.

Na operação, foram mobilizados vinte e dois operacionais, incluindo auditores fiscais do estado do Tocantins e peritos da área de contabilidade e informática.


Araguaína reativa Conselho dos Direitos da Mulher e elege representantes da diretoria

A nova diretoria do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) foi escolhida em reunião realizada no auditório da Biblioteca Pública Municipal de Araguaína.

As entidades presentes foram convidadas por meio de chamamento público e de forma voluntária para realizarem a escolha dos novos representantes da atual diretoria para o biênio 2021-2023.

A coordenadora de Articulação dos Conselhos, Maria do Amparo Frazão Moraes, esclareceu que a eleição da nova mesa diretora marca um novo momento para a classe feminina da cidade.

“A reativação do conselho é fruto de uma grande demanda social. Agora o conselho está apto para fiscalizar, controlar e deliberar, buscando implementar políticas públicas voltadas para as mulheres”, pontuou.

Representante do Rotary Club, uma das entidades não governamentais, o advogado José Hilário Rodrigues destacou a necessidade do protagonismo do conselho. “Uma das maiores atribuições desse conselho é que através dele poderemos chamar mais pessoas e entidades parceiras a servirem a comunidade”, afirmou.

 

O papel da mulher

A presidente eleita, Rosemary Sobrinho, em seu pronunciamento, fez questão de enaltecer o papel das mulheres na sociedade de Araguaína. Para ela, devido à falta de um conselho atuando na garantia dos direitos femininos, muitas políticas deixaram de ser implementadas.

“Araguaína é uma grande cidade, por isso a necessidade deste conselho. Com ele ativo, iremos buscar e implementar políticas públicas que favoreçam as mulheres, iniciando pela reestruturação e apresentação do plano de trabalho onde a importância do direito das mulheres seja totalmente assegurado”, justificou.

 

Para a primeira-dama Ana Paula Lopes, o conselho assegura os direitos a igualdade entre homens e mulheres. "Ele possibilita autonomia no âmbito social institucional e na política, além, é claro, de favorecer discussões na segurança, na saúde e na assistência ao público feminino”, pontuou.

 

Entidade

O conselho foi criado pela Lei Municipal nº 2.208, de 24 de março de 2004 junto à Secretaria Municipal da Assistência Social, Trabalho e Habitação.

Tiveram direito à votação os 12 membros escritos no CMDM, sendo 6 entidades governamentais e 6 entidades não governamentais que desenvolvem o trabalho de defesa dos direito da mulher.

(Ascom/prefeitura)


Um terço dos condutores habilitados no Brasil possui algum problema de visão registrado na CNH

No Tocantins, mais de 94 mil condutores têm restrições visual na CNH

O número de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) emitidas com indicações de condutor que possui algum tipo de restrição visual, exigindo o uso de lentes de contato ou óculos, por exemplo, aumentou 44%, entre 2014 e 2020. No Tocantins, esse aumento foi de 73%, proporcional ao número de condutores do estado.

A análise, realizada pelos oftalmologistas com base em dados oficiais do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Ainda segundo o Denatran, o Tocantins possui 490.540 condutores com CNHs, sendo que 94.647 CNHs são com restrições visual. Ou seja, 19% dos condutores.

Atualmente, o grupo com algum tipo de restrição de visão descrita na CNH representa quase um terço da população habilitada no Brasil. São 20,7 milhões de motoristas e motociclistas. Os dados fazem parte de um levantamento inédito divulgado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO).

Avaliação

A inclusão dessas anotações na CNH é feita no momento do exame para fazer o documento pela primeira vez ou em sua renovação. A avaliação dos candidatos é feita pelo médico do tráfego, que analisa as condições do candidato de conduzir seu veículo sem oferecer perigo para outros motoristas, passageiros e pedestres.

Nesse exame, ele identifica a existência de uma deficiência e recomenda que o interessado busque o suporte de um oftalmologista, no caso de problemas de visão, para fazer o diagnóstico e prescrever o melhor tratamento.

Segundo a médica oftalmologista, Susan Yano, é necessário que o condutor faça acompanhamento oftalmológico, principalmente, porque algumas doenças como miopia, catarata, glaucoma e retinopatia diabética podem acusar um déficit visual no momento do exame.

“Essas doenças citadas são diagnosticadas após o exame durante a consulta. Por isso é necessário que o condutor cuide dos olhos, porque além dos prejuízos com a própria saúde, o condutor com déficit visual sem o tratamento adequado, pode trazer riscos no trânsito.”, explica a especialista Susan Yano.

Segurança

Para a CBO, a saúde ocular do motorista é fundamental também para a segurança do trânsito. Dados divulgados pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) indicam que cerca de 250 mil acidentes que ocorreram entre janeiro de 2014 e junho de 2019 resultaram de problemas na saúde dos condutores.

Ainda de acordo com o conselho, as dificuldades de visão estão entre essas causas mais comuns, ao lado de sono ao volante e percepção alterada pelo consumo de álcool.

Segundo números oficiais da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o comprometimento da saúde dos olhos foi responsável por 1.659 sinistros de trânsito em rodovias federais, em apenas três anos (2016-2019).

Conforme avaliam os especialistas da área, se levado em conta acidentes verificados em pistas, ruas e avenidas dos centros urbanos, certamente o número seria ainda maior.

Infração

Não portar as lentes corretivas indicadas na CNH durante a condução de veículos pode causar ainda outros problemas. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que, não seguir as anotações previstas na CNH é infração gravíssima, que rende multa e acúmulo de sete pontos na carteira.

Essas situações são observadas nas fiscalizações ou na apuração de causas de acidentes, quando policiais e agentes fazem a verificação de documentos e condições de motoristas e veículos.

O levantamento completo está disponível: https://cbo.net.br/2020/um-terco-dos-condutores-habilitados-no-brasil-possui-algum-problema-de-visao-registrado-na-cnh

*Release com informações do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO).

 


Em Palmas, idosos vacinados com a CoronaVac recebem segunda dose no sábado, 17

No próximo sábado, 17, a Rede Municipal da Saúde promoverá mais uma etapa de vacinação contra a Covid-19 para os idosos que já receberam a primeira dose da vacina CoronaVac. A ação ocorrerá das 8h às 17h, em sete pontos estratégicos da Capital, sendo dois em formato drive-thru e cinco pontos fixos.

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da Rede da Saúde, Marta Malheiros, estima-se que 3.500 idosos recebam a segunda dose do imunizante da CoronaVac. “Com os sete pontos é importante reforçar que os formatos foram feitos de maneira variada para que o acesso seja garantido para toda a população, e que todas as doses são suficientes para atendê-los”, destacou.

A diretora ainda explica que os usuários que receberam a vacina da CoronaVac, é necessária que seja administrada a segunda dose entre 21 e 28 dias. Já o imunizante da Oxford, o intervalo é de 90 dias. “Os idosos que serão vacinados neste sábado, são aqueles que receberam a primeira dose da vacina CoronaVac”, disse ela, lembrando que é necessário que eles fiquem atentos e verifiquem o seu cartão de vacina.

No local de vacinação o usuário deve apresentar um documento de identificação com foto (RG e CPF) e o Cartão de Vacina com o registro da D1.

Locais de vacinação da segunda dose

A vacinação com ênfase na segunda dose da CoronaVac ocorrerá das 8h às 17h. Confira os locais:

Drive-thu

- Praia da Graciosa;

- Ginásio Ayrton Senna

Pontos fixos

- Arno 44 (409 Norte): Escola Municipal Mestre Pacífico Siqueira Campos;

- Arse 82 (806 Sul): no Colégio Estadual Tiradentes;

- Cmei Criança Feliz: Setor Santa Fé;

- Taquaruçu: Escola Municipal Crispim Pereira Alencar;

- Buritirana: Unidade de Saúde da Família.

 


MPE aciona Justiça para garantir restabelecimento do estoque das bolsas de colostomia

O Estado é alvo de uma ação civil pública (ACP) da Promotoria de Justiça de Wanderlândia que cobra o restabelecimento do estoque de bolsas de colostomia, que exige a troca periódica. O equipamento é um saco coletor que é encaixado do lado de fora do abdômen para recolher fezes ou urina de pacientes, quando o intestino não pode fazer essa função.

Falta de repasse

Conforme o Ministério Público (MPE), a omissão foi verificada a partir da reclamação de um paciente de Wanderlândia que passou por procedimento cirúrgico e, há três meses, não consegue obter junto ao Estado o coletor. Oficiadas as Secretarias Estadual e Municipal de Saúde, bem como o Núcleo de Apoio Técnico, o MPE obteve deste último a informação de que as bolsas de colostomia não estão sendo disponibilizadas aos pacientes da rede estadual devido à ausência de repasse do Estado para a aquisição destas.