Corpo de Bombeiro alerta usuários para fortes ventos e marolas no Lago de Palmas

Navegar pelo Lago de Palmas nos últimos dias requer mais que a posse de um documento de habilitação de pilotos de embarcação. Com os fortes ventos deste período e a formação de muitas marolas entre 9 e 15 horas, a experiência pode fazer a diferença, evitar prejuízos materiais e até afogamentos. O alerta é do comandante da Companhia Independente de Busca e Salvamentos (Cibs), ligada ao Corpo de Bombeiros Militar (CBMTO), capitão Rafael Menezes.

Só em julho, segundo relatou o capitão, foram pelo menos dez chamados de socorro vindos de pilotos de embarcações que estavam em apuros no lago. Para o oficial do CBMTO, o excesso de confiança é um dos problemas, pois encoraja quem quer ir para o reservatório e isso pode se transformar em dor de cabeça e frustração.

“Nessa época do ano, a incidência dos ventos faz com que o lago forme ondas. Com isso, as embarcações menores têm sua navegação bastante prejudicada e arriscada, podendo ocorrer um simples alagamento parcial ou até mesmo o naufrágio”, revela o capitão.

Rafael Menezes enfatiza que essa quantidade de pedidos de socorro é comum para o mês, contudo, no mês de junho, foram apenas cinco chamados para atender os piloteiros de embarcações à deriva. “É um número comum para a época e entra na questão o fato das pessoas não escutarem as recomendações de segurança. E isso é um grande perigo e aumenta potencialmente o risco de um acidente”, enfatiza.

As embarcações de alumínio, de borda baixa e com motor entre 15 hp e 25 hp são as que mais têm tido apuros ao navegarem no lago nos últimos dias. “Mas também já tivemos problemas com embarcações grandes por vários motivos, como pane, falta de combustível, entre outros”, acrescenta o capitão Rafael Menezes.

Recomendações

O comandante da Cibs recomenda: “Quando for entrar no lago, avise familiares para onde está indo, que horas volta, qual rota está fazendo, leve um celular para ligar para o 193, em caso de necessidade, e esteja sempre de colete salva-vidas”.

Para casos de naufrágio, como já ocorreu em vários rios do Estado, a orientação é para que se mantenha a calma.

“Se a pessoa estiver no meio do lago, que é uma coisa que a gente não recomenda fazer entre 9 e 15 horas, período de ventos mais fortes, que a navegação seja feita perto das margens. Assim, o piloto terá mais chance de sair para terra firme. No entanto, se for no meio do lago, que se mantenha a calma, não tire o colete em momento algum e se não der para chegar à margem, fique boiando até a chegada do resgate”, pontua Rafael Menezes.

Nos últimos dias, segundo a Cibs, as marolas passaram de um metro de altura, tornando difícil a navegação.

Babaçulândia

Em Babaçulândia, na região norte do Estado, uma embarcação de seis metros de comprimento e com motor 25 hp naufragou enquanto navegava pelo Rio Tocantins. O barco ainda está submerso e será retirado pelos mergulhadores da Cibs na próxima quinta-feira, 6.

“Foi um acidente na mesma situação daqui da nossa região, com ventos, marola e o piloto não conseguiu controlar. Por sorte, não houve vítimas”, conclui o capitão Rafael Menezes.


Governo recebe doação de patrimônio de mais de meio milhão

Um patrimônio de mais de meio milhão de reais em veículos, aparelhos de ar-condicionado, impressoras, equipamentos de informática e móveis será entregue à extensão rural tocantinense para ampliação da infraestrutura e qualificação dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural no Tocantins. A ação compõe o Termo de Doação celebrado entre o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e a União, por meio da Superintendência Federal da Agricultura no Tocantins (SFA/TO).

O termo foi assinado nesta terça-feira, 4, pelo secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e presidente do Ruraltins, Thiago Dourado, na presença do vice-presidente José Anibal Lamattina; e dos diretores do órgão, Empreendedorismo Rural, Kin Gomides; Assistência Técnica e Extensão Rural, Marco Aurélio Vaz; e de Administração e Finanças, Willamy Francisco Pereira .

Conforme Thiago Dourado, a doação é fruto de uma soma de esforços iniciada há mais de um ano, junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para que as comunidades rurais, muitas vezes de difícil acesso, possam ter melhorias nas condições de atendimento.

“Somos muitos agradecidos ao Mapa, em nome da ministra Tereza Cristina, por esse Termo de Doação. Em sua gestão, a ministra vem adotando uma política muito forte de valorização e fortalecimento da Ater [Assistência Técnica Rural] Pública, em todo país. O Governo do Estado, por meio do Ruraltins, é parceiro e vem desenvolvendo vários convênios com o Mapa. Essa ação chega para potencializar o atendimento, bem como melhorar a estrutura do órgão, neste momento de escassez de recursos públicos. Só temos a agradecer pelo patrimônio doado, que vai melhorar muito a execução das atividades do Ruraltins”, avalia o gestor.

O patrimônio doado, composto por 108 itens no valor total de R$ 523.148, será entregue aos escritórios regionais do Ruraltins que, anualmente, atendem mais de 20 mil agricultores nos 139 municípios do Estado.


Governo do Tocantins aposta no uso de ferramentas tecnológicas para realizar formações

Para se adaptar ao cenário da pandemia do novo Coronavírus, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), vem apostando no uso de Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) para ofertar cursos, oficinas, atividades pedagógicas e desenvolver um programa de assistência psicológica. A Educação não para e, ao longo desse período, já realizou inúmeras atividades formativas que visam manter a atualização dos profissionais da Pasta e até mesmo assistir a esses profissionais durante esse período.

“O uso das tecnologias reflete as modificações pelas quais a sociedade passa. A pandemia nos trouxe a demanda de novas estratégias de formação para os profissionais da Educação, considerando que o distanciamento social é uma necessidade do momento. O uso das tecnologias não é novidade para nós, mas precisamos pensar em arquiteturas pedagógicas apropriadas. E é fato que as tecnologias irão receber maior atenção no futuro próximo”, pontuou a titular da Seduc, Adriana Aguiar.

Uma das apostas da Seduc foi a realização de seis cursos de Formação Inicial e Continuada gratuitos na modalidade de Educação a Distância (EaD), por meio do Programa Novos Caminhos/Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). A iniciativa contemplou 360 cursistas tocantinenses com os seguintes cursos: Agente de Alimentação Escolar, Assistente Administrativo, Assistente de Secretaria Escolar, Auxiliar Pedagógico, Contador de Histórias e Cuidador de Idosos.

No início de julho, a Seduc abordou o processo, os desafios e as estratégias para a elaboração de material didático, em dois dias de oficina técnica. A proposta da oficina, que inicialmente era direcionada à comissão responsável pela elaboração do material didático para o Programa Pátria Amada Mirim (PAM), foi estendida a outros profissionais que atuam na Pasta e trabalham com a elaboração de materiais didáticos, somando-se quase 50 pessoas atendidas.

Antes do retorno das aulas não presenciais aos estudantes da 3ª série do ensino médio, no início da segunda quinzena de junho, a Seduc realizou formação para professores, gestores e técnicos da educação. Foram atendidos 2.563 professores, coordenadores pedagógicos e diretores das 291 unidades escolares que ofertam essa modalidade de ensino, assim como supervisores e assessores de currículo das 13 Diretorias Regionais de Educação (DREs). Neste mês de agosto, estão sendo formados mais 3.500 professores que atuam nas turmas das 1ª e 2ª séries do ensino médio.

Por meio do uso das tecnologias, 67 servidores da Seduc participaram do curso, Gestão e Fiscalização de Contratos no Âmbito da Administração Pública, promovido pela Controladoria-Geral do Estado (CGE), por meio da plataforma EaD, que abrange o Ambiente Virtual de Aprendizagem da Unidade Certificadora do Estado do Tocantins (Unicet). A ação teve o intuito de qualificar os profissionais que atuam como fiscais de contrato (de todos os setores administrativos, pedagógicos e de obras), assessores jurídicos e técnicos de setores afins.

Olhar Atento

Outra iniciativa da Seduc foi a implantação do Olhar Atento, programa de apoio e cuidado emocional para educadores e estudantes da rede estadual. A iniciativa busca oferecer apoio socioemocional a professores e alunos durante os diversos estágios da pandemia. O Olhar Atento disponibiliza diversos instrumentos, como os cursos certificados, on-line e 100% gratuitos, por meio de parceria com o Instituto Península, por intermédio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

Os cursos serão ofertados na plataforma Vivescer e visam auxiliar os professores no equilíbrio de mente, corpo e emoções. Além disso, por meio de convênio firmado com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), via Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex), a Seduc disponibilizará assistência psicológica a professores e estudantes da educação básica estadual, com o projeto Psicologia e Educação no enfrentamento do sofrimento psicossocial.

Na ocasião do lançamento do programa, foi realizada uma palestra on-line com o tema Competências Socioemocionais na Educação, que engajou servidores e estudantes de todo o Estado. A ação contou com a participação do neuropsicólogo e neurocientista Eduardo Shinyashik, que abordou a temática e destacou ações e atitudes necessárias para reforçar as competências socioemocionais no cotidiano, durante a pandemia, e fez reflexão sobre o comportamento em diversos espaços.

Dentro da proposta do Olhar Atento, a Seduc aderiu ao Programa Volta ao Novo, uma iniciativa do Instituto Ayrton Senna (IAS), em parceria com o Consed, que tem como foco a preparação de educadores e estudantes de todo o país para o retorno das aulas presenciais, programadas para começarem no mês de setembro. Dentro da proposta, foram pensadas ações a serem desenvolvidas durante e após a pandemia da Covid-19. Serão encontros virtuais com temáticas como Autogestão, Amabilidade e Engajamento com os outros.

Formação Continuada

A Seduc já está preparando o lançamento do segundo módulo dos Cursos de Formação Continuada direcionados aos diretores escolares, orientadores, coordenadores pedagógicos, técnicos das DREs e professores da rede estadual de ensino. Cada módulo tem 32 horas de duração e conta com 11.568 profissionais cadastrados. Esta etapa irá trazer discussões sobre a introdução das competências socioemocionais no trabalho da gestão e dos professores, da ressignificação da avaliação no ambiente escolar, do trabalho com o projeto de vida integrado ao currículo, dentre outros.

Em regime de colaboração com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), a Seduc também passou a ofertar Cursos de Formação Continuada direcionados a profissionais do magistério das redes municipais de ensino. Ao todo, estão sendo ofertados cinco cursos com 60 horas cada. Foram abertas 12 mil vagas para os professores dos 139 municípios que queiram participar.

Os cursos ofertados aos municípios são: Gestão Escolar: (re)fazer a partir do Documento Curricular do Tocantins (DCT)/ Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – 1.000 vagas; Educação Básica: (re)pensando o currículo a partir do Documento Curricular do Tocantins (DCT)/ Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – Ensino Fundamental I (EFI) – 2.000 vagas; Educação Básica: (re)pensando o currículo a partir do Documento Curricular do Tocantins (DCT)/ Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – Ensino Fundamental II (EFII) – 1.000 vagas; Recursos Educacionais Digitais no trabalho escolar – 3.000 vagas; Educação Infantil: organização e currículo a partir da BNCC/DCT – 5.000 vagas.


Sede da Defensoria Pública ganha iluminação especial em referência ao mês do aleitamento materno

A sede da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) em Palmas está iluminada de forma especial a fim de chamar a atenção para o “Agosto Dourado”, mês dedicado à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno.

Mais de 170 países se mobilizam, todos os anos, de 1º a 7 de agosto, na Semana Mundial do Aleitamento Materno; no Brasil,  todo o mês é dedicado a ações de destaque ao incentivo à amamentação devido a lei federal n° 13.435, de 12 de Abril de 2017, que instituiu o mês de agosto como o Mês do Aleitamento Materno.

A primeira semana do “Agosto Dourado” deste ano tem como lema: “Apoie o Aleitamento Materno por um Planeta Saudável”, com foco no impacto da alimentação infantil no meio ambiente / mudança climática.

Ao iluminar o prédio com a cor da mobilização nacional, a Defensoria atende a um pedido da deputada federal Dulce Miranda, autora da Lei que instituiu o “Agosto Dourado”, e reforça o apoio da Instituição a iniciativas que incentivem o aleitamento materno.

Política de Valorização

O apoio à amamentação e ao fortalecimento do vínculo entre mães e filhos integra as ações de valorização de pessoas da Defensoria Pública. Em junho deste ano o Conselho Superior da Defensoria Pública (CSDP) aprovou a Resolução nº 193/2020, que implementa a Política de Valorização da Maternidade e da Amamentação e de Proteção da Primeira Infância.

Com medidas já em vigor, o  objetivo da Política de Valorização da Maternidade na Defensoria é “incentivar e possibilitar a continuidade do aleitamento materno durante o período de amamentação e promover a integração da mãe, do pai, ou dos responsáveis no cuidado e na educação da criança” (saiba quais são as medidas adotadas clicando em https://www.defensoria.to.def.br/noticia/44024).

Ascom / Coordenação de Jornalismo


Tocantins recebe doação de nove mil testes rápidos da Receita Federal

Representantes da Delegacia Regional da Receita Federal do Brasil entregarampara o Secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, nove mil testes rápidos para Covid-19, utilizados para identificação da presença do anticorpo IGM do novo Coronavírus. A entrega foi realizada na sede do Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (Lacen-TO), em Palmas, e serão disponibilizados para as unidades de saúde e hospitais, um investimento na ordem de  R$250.380,00.

Delegado da Receita Federal do Brasil e auditor fiscal, Ricardo Wagner Magalhães Gomes informou que como os demais órgãos federais, a Receita também está sensível ao momento que o país passa, buscando todas as formas para minimizar os impactos da pandemia. "Esta doação é fruto de uma apreensão de uma importação irregular realizada no porto de Itajaí/SC, ao todo foram apreendidos mais de 400 mil testes que estão sendo distribuídos pelo país. Tocantins foi contemplado com 9 mil testes, que já passaram por exames de qualidade e homologação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Rio de Janeiro, que atestou a qualidade do produto", disse o delegado.

O Secretário Estadual de Saúde, Dr. Edgar Tollini comemorou o recebimento dos testes afirmando que a ampliação da testagem é uma estratégia eficaz para o planejamento das ações de controle e assistência para nossa população. "Agradecemos todas as empresas e órgãos que se dispuseram a ajudar a Saúde Pública neste momento de pandemia, demonstramos neste ato a capacidade de união das forças de todos os poderes e entidades. Estes testes serão distribuídos nas unidades hospitalares para testagem dos nossos profissionais de saúde e também nas unidades de saúde para testagem da nossa população em geral", salientou o secretário.

Também participou da entrega a Diretora do Lacen/TO, Dra. Jucimária Dantas que informou que as duas unidades do Lacen/TO, em Palmas e em Araguaína, realizarão a distribuição dos kits às unidades, conforme fluxo já estabelecido, inclusive da prestação de contas nominal dos atendimentos/testes realizados. "Temos uma equipe dedicada ao suporte e monitoramento do uso dos testes, e esse é um momento importante em que a doação permitirá complementar a testagem, especialmente dos profissionais de saúde".


MDB reforça apoio a Raul filho, mas situação jurídica desperta dúvida; ex-prefeito diz que não concorrerá com liminar

Em reunião  o MDB metropolitano reafirmou a pré-candidatura a prefeito de Raul Filho, que se filiou à legenda no início do ano. A maioria dos principais caciques da sigla participou e avalizou o nome de Raul para a disputa de novembro. O ex-prefeito por dois mandatos (2005-2012) não foi porque está com Covid-19, mas falou com os líderes por uma ligação telefônica conectada via bluetooth a uma caixa de som. Ele se disse confiante em que a Justiça irá liberá-lo para que possa concorrer às eleições municipais.

Com liminar, sem entusiasmo

Raul, contudo, avisou que não terá entusiasmo de ir para uma campanha com liminar, porque disse ser insustentável. Em 2016, foi com uma liminar que ele concorreu. “Mas estou muito confiante de que nós teremos pelos próximos 15 dias a decisão da Justiça ao nosso favor”, previu. Estou confiante que vamos reverter esse quadro.”

MDB é maior que Raul

No entanto, o ex-prefeito afirmou que, independentemente disso, quer “colocar aqui é que o MDB é muito maior do que o Raul e qualquer outro líder desse país”. “A sigla por si só já concorre com todos os candidatos que estão aí e que nunca passaram dos 15 pontos”, disse. “Então nós temos quadros fantásticos e, pegando para valer, nós venceremos. O que precisamos é nos autodeterminar. Nós não temos concorrentes que eu veja que tenha vantagens muito acima do que o MDB pode propor para a sociedade palmense”, defendeu.

Ausências sentidas

A reunião contou com a participação da deputada federal Dulce Miranda, do ex-governador Marcelo Miranda, do vereador Diogo Fernandes, do ex-deputado estadual Freire Júnior, do ex-vice-prefeito Derval de Paiva, entre outras lideranças. Foi sentida a ausência do senador Eduardo Gomes e dos vereadores Lúcio Campelo e Rogério Freitas.

MDB já direcionou e definiu

O presidente metropolitano, deputado estadual Valdemar Júnior, disse que já “direcionou e definiu” que terá candidatura própria ao paço municipal de Palmas, tendo o ex-prefeito Raul Filho como pré-candidato. Para Valdemar, na possibilidade de haver alguma questão jurídica que inviabilize o nome de Raul, o partido não abrirá mão de candidatura própria. “Nós teremos sim a candidatura própria, porque foi uma decisão dos filiados e dirigentes da sigla e porque acreditamos que o partido tem muito a contribuir com um grande projeto para a nossa Capital”, afirmou.

MDB terá, sim, candidato

A deputada federal Dulce Miranda, disse que vê a necessidade de o partido ter candidatura própria em Palmas. “O nosso pré-candidato hoje é o Raul Filho, vamos ver o que a Justiça vai decidir com relação à questão jurídica. Mas, de qualquer forma, vamos lançar, sim, um candidato pelo MDB”, destacou.

Raul tem nosso apoio, diz Marcelo

O ex-governador Marcelo Miranda afirmou que o MDB tem nomes fortes para concorrer em Capital, em outros municípios do interior, destacando que Raul tem todas as condições para ser o pré-candidato pela sigla. “Onde o MDB tiver condições de ter candidatura própria, nós teremos. O partido é grande e forte no Estado. Aqui em Palmas o nosso pré-candidato a prefeito é o Raul Filho. Estamos confiantes, ele tem o nosso apoio, e ele já deixou claro para todos nós, com relação à questão jurídica, de que se for para ser candidato por meio de liminar da Justiça, ele não será. Isso já é uma grandeza por parte de sua pessoa. Lembrando que nós também temos que preparar os companheiros de partido, para uma eventual mudança de nome, se assim for necessário”, alertou Marcelo.

Palmas só tem a ganhar com Raul

Derval de Paiva, que foi vice-prefeito de Palmas junto com Raul, disse que conhece muito bem o pré-candidato. Derval disse que o governo do ex-prefeito na Capital, “atingiu todos os campos na administração pública, deixando uma boa marca e bons resultados”. “Não tenho dúvida nenhuma de que Raul, liberado pela Justiça para ser candidato, será o melhor nome. É difícil ter um melhor do que ele, com mais potencialidade de eleitores. Raul é popular, é uma pessoa do bem. Palmas só tem a ganhar com ele na prefeitura”, defendeu o emedebista histórico.

É forte

O ex-deputado Freire Júnior, disse que o nome de Raul “é forte”, mas que “é preciso ter a garantia de que ele será liberado [pela Justiça]. “Se Raul puder ser pré-candidato, ele será o pré-candidato do partido. Se não puder, o partido terá outro nome”, avisou.


TJTO nega recurso de Gaguim e mantém condenação com perda de função e inelegibilidade; deputado vai recorrer

A  3ª Turma da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) rejeitou no dia 22 de julho a apelação do deputado federal Carlos Gaguim (DEM) e manteve a decisão da 1ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas que o condenou por ato improbidade administrativa pelo episódio de possível uso da Ouvidoria do Estado para fins eleitorais quando era governador. O processo ainda não tramitou em julgado e o parlamentar avisa que vai apresentar novo recurso.

Decisão unânime

O acórdão foi publicado somente na sexta-feira, 31. A decisão por rejeitar a apelação de Carlos Gaguim e demais réus foi proferida por unanimidade. A sessão da 3ª Turma da 1ª Câmara Cível foi presidida pela desembargadora Jacqueline Adorno. O relatório foi da desembargadora Etelvina Maria Sampaio, que foi acompanhada pelo juiz Jocy Gomes de Almeida

Entenda

A condenação de Carlos Gaguim veio devido ao suposto uso da Ouvidoria Geral do Estado para realizar pesquisas eleitorais mirando uma reeleição em 2010. A decisão de 1ª instância indica ainda houve direcionamento da licitação para que a Tocantins Market saísse vencedora. A sentença mantida pelo TJTO estabelece ressarcimento integral do dano R$ 4.403.698,53, perda de função pública, suspensão dos direitos políticos por oito anos. Além do ex-governador e da empresa, o ex-secretários e servidores também são atingidos.

TCE julgou legal

Em nota à imprensa, Carlos Gaguim alega inocência e adianta que ingressará com um novo recurso. O agora deputado federal justifica que o contrato firmado com a Tocantins Market e um aditivo foram firmados na administração do antecessor, Marcelo Miranda (MDB). O parlamentar reforça que o Tribunal de Contas (TCE) julgou legal a contratação da empresa e a devida realização dos serviços.

Leia abaixo a íntegra da manifestação do deputado:

“NOTA DE ESCLARECIMENTO

O ex-governador Carlos Gaguim, esclarece, por meio de sua assessoria, que assim que tomar ciência oficial da decisão irá interpor o recurso ao próprio Tribunal de Justiça do Estado (TJ/TO), esclarecendo que os argumentos do Ministério Público Estadual (MPE) não procedem, tendo em vista que ele foi eleito e assumiu o cargo após o dia 09/09/2009.

Portanto, cabe ressaltar que a licitação foi realizada em 2008, seguido pelo contrato, em março/2009, e o aditivo em 04/09/2009, TODOS iniciados ainda no Governo Marcelo Miranda, que precedia a sua gestão.

Quanto ao relatório preliminar da CGE, a assessoria esclarece ainda que o mesmo não foi convalidado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que julgou legal o contrato e a execução dos serviços, pela sua devida prestação.

Portanto, Gaguim confia no Poder Judiciário e na sua análise final do caso, pois além dos atos administrativos dizerem respeito a gestão anterior a sua, o Órgão Máximo de Controle do Estado (TCE/TO), julgou legal o referido contrato e todas as suas Contas.

Assessoria Deputado Federal Carlos Gaguim

Brasília, 3 de agosto de 2020”


Ministério Público aponta lotação dos leitos de UTI Covid em Palmas

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 27ª Promotoria de Justiça da Capital, ingressou com ação civil pública contra o Estado do Tocantins, em caráter de urgência, requerendo providências com relação a situação de colapso de leitos de UTI Covid em Palmas.

Conforme é sustentado pelo MPTO, o Hospital Geral de Palmas dispõe de 26 leitos de UTI Covid do tipo adulto, porém seis destes estariam ociosos – sendo cinco por falta de profissionais médicos e um que permanece bloqueado para garantir o suporte ao tratamento de hemodiálise.

Como providências, a promotora de Justiça Araína Cesárea D’Alessandro pede que o Estado seja obrigado a convocar, no prazo de 24 horas, profissionais de saúde integrantes do quadro do Hospital Geral de Palmas (HGP), inclusive aqueles se encontram em regime de sobreaviso, bem como profissionais lotados ou cedidos a outros órgãos, na quantidade suficiente para que se garanta o pleno funcionamento dos 26 leitos de terapia intensiva existentes naquela unidade hospitalar.

Segundo é informado na ação civil pública, o Hospital Geral de Palmas dispõe atualmente de 300 médicos, a maior parte deles com vínculo estatutário. Também haveria profissionais lotados em outros órgãos, como a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e profissionais cedidos que poderiam ser acionados para colaborar com cobertura emergencial dos leitos de UTI Covid.

Ampliação

A 27ª Promotoria de Justiça da Capital ainda requer que o Estado apresente, também no prazo de 24 horas, um plano de ação para instalação de novos leitos no Hospital Geral de Palmas, utilizando-se de aparelhos respiradores destinados pelo Governo Federal para o Estado do Tocantins.

Uma informação constante no banco de dados do Ministério da Saúde diz que 119 aparelhos respiradores foram direcionados ao Estado do Tocantins. Anteriormente, o MPTO utilizou-se de ação judicial para requisitar informações sobre a destinação destes equipamentos, havendo uma audiência judicial marcada para o próximo dia 13, para discutir esse assunto.

A mão de obra médica a ser convocada pelo Estado deve ser suficiente para atuar também nestes leitos adicionais, a serem instalados, conforme destaca a ação civil pública.

“O que se observa é que com o iminente e completo colapso das UTIS Covid torna-se absolutamente urgente a montagem no HGP dos respiradores mencionados, conforme espaço e especificações técnicas, apresentando imediato plano de ação, com requisição de toda a mão de obra a disposição da Secretaria Estadual de Saúde, a fim de que a inércia e a morosidade estatal não acarretem óbitos ou sequelas por desassistência ou mesmo pela demora na devida e correta assistência aos pacientes”, diz um trecho da ação civil pública.

Além de autoridades estaduais, o Ministério Público pede que seja intimado sobre a ação também o presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM), para que acompanhe as medidas e garanta capacitação e treinamento para os médicos necessitarem deste suporte.

Urgência

A 27ª Promotoria de Justiça da Capital esclarece a urgência da situação, pontuando sobre o colapso na disponibilidade de leitos em Palmas, uma vez que os leitos em funcionamento no HGP estariam lotados, bem como aqueles existentes nos hospitais privados habilitados para o Sistema Único de Saúde (SUS), “prova disso é que existe paciente GRAVE aguardando UTI Covid desde ontem (domingo) às 19h07 no Hospital Regional de Dianópolis, conforme guia do Sistema Estadual de Regulação”, diz um trecho da ação civil pública. (Flávio Herculano)


Doze pacientes já foram transferidos das UPAs para leitos em hospitais particulares da Capital

As transferências estão sendo possíveis graças à contratação dos leitos clínicos pela Prefeitura de Palmas; medida agiliza atendimentos aos pacientes com a doença

Desde o dia 25 de julho já foram transferidos 12 pacientes com Covid-19 das Unidades de Pronto Atendimento de Palmas (UPAs Norte e Sul) para leitos clínicos de hospitais privados da Capital. As transferências estão sendo possíveis após a contratação desses leitos via requisição administrativa e isso tem evitado que pacientes fiquem nas UPAs por mais de 24 horas.

O Hospital Palmas Medical recebeu oito pessoas, três já tiveram alta hospitalar. O Hospital Oswaldo Cruz acolheu quatro pacientes em leitos clínicos. Para a aquisição desses leitos, a rede privada conta com a garantia de pagamento semanal, conforme os espaços são demandados. O valor pago pela diária do leito é de R$ 1.700,00.

Somados aos 21 novos leitos de estabilização implantados nas UPAs Norte e Sul, exclusivos para suspeitos ou confirmados com Covid-19, Palmas conta com 39 leitos (18 leitos clínicos e 21 leitos de estabilização) para atender aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Os leitos de estabilização são utilizados para normalizar o estado de saúde do paciente e assim encaminhar para alta clínica ou para hospitais de referência ou privados, caso não ocorra a estabilização do quadro de saúde do enfermo.

Os leitos clínicos também são utilizados para estabilizar o paciente, porém, eles possuem uma estrutura maior, o que possibilita ficar mais tempo com a pessoa internada até a estabilização do quadro ou encaminhamento para UTI.

Pacientes em estado moderado que derem entrada nas UPAs poderão ser removidos para os leitos clínicos requisitados, dependendo da avaliação médica e disponibilidade de vagas.


Prefeito de Santa Tereza – TO, Raimundo Gordo morre aos 61 anos, vítima de infarto; lideranças manifestam pesar

O prefeito de de Santa Tereza do Tocantins, José Raimundo de Sousa Santos, 61 anos, morreu no  sábado (1º), vítima de um infarto. Raimundo Gordo, como era conhecido, estava em sua fazenda, a 54 km da cidade, e chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Raimundo Gordo era natural de Porto Nacional, onde nasceu em 27 de setembro de 1958. O gestor estava em seu primeiro mandato de prefeito, e também foi vereador por vários mandatos, além de ser vice-prefeito entre 2013 a 2016.

O governador Mauro Carlesse e o vice-governador, Wanderlei Barbosa, lamentaram o falecimento do prefeito. O presidente da Associação Tocantinense dos Municípios (ATM), Jairo Mariano, também divulgou nota de pesar em nome de todos os prefeitos do Tocantins.

Também em nota, a deputada federal Dulce Miranda manifestou pesar pela grande perda.

Confira na íntegra:

Nota de pesar

É com tristeza que manifesto o meu pesar pelo falecimento do prefeito de Santa Tereza do Tocantins, José Raimundo de Souza, ocorrido neste sábado, 1° de agosto.

Um homem íntegro, humano, que ingressou na vida política em 2013, e lutou por grandes causas do nosso Estado, sempre ajudando a construir, desenvolver e realizar os sonhos do povo tocantinense.

Raimundo  Gordo , como era conhecido, deixa uma lacuna na política e principalmente na região central do Tocantins.

Nesse momento de dor,  rogo a nosso eterno Deus que, por sua graça, console, de alguma forma os corações dos familiares e de todos que sofrem a perda desse grande amigo.

Mauro Carlesse

Governador do Estado do Tocantins

Nota de Pesar

Lamentavelmente, o presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Jairo Mariano, em nome dos prefeitos e prefeitas do Tocantins, manifesta seu profundo pesar pela morte do prefeito de Santa Tereza do Tocantins,

José Raimundo de Sousa Santos, o Raimundo Gordo, ocorrida neste sábado (02). O gestor morreu vítima de infarto.

Raimundo Gordo estava em seu primeiro mandato de prefeito, e também foi vereador por vários mandatos, além de ser vice-prefeito entre 2013 a 2016.

A ATM reconhece os relevantes serviços prestados pelo ex-gestor ao processo de desenvolvimento de Santa Tereza do Tocantins, e se solidariza com a comunidade, amigos e familiares.

Que Deus em sua infinita bondade conforte os corações de amigos e familiares nesse momento de profunda dor.

Jairo Mariano

Presidente

Nota de Pesar

Foi com muita tristeza que recebi na noite deste sábado, 1º, a notícia do falecimento do meu grande amigo e prefeito de Santa Tereza do Tocantins, José Raimundo de Souza, ‘Raimundo Gordo’, vítima de um infarto.

Zé Raimundo homem íntegro o qual tive a oportunidade de chamar de amigo, foi um dos companheiros mais leais que eu tive na política em todos os tempos, me apoiou desde a época que fui vereador até hoje vice-governador. Além de um grande amigo, foi um valioso político, teve seu nome registrado na história de Santa Tereza pelos relevantes serviços prestados a comunidade.

Raimundo Gordo era filiado no (PSD), ele estava no seu primeiro mandato de prefeito, e já havia ocupado o cargo de vereador por vários mandatos, entre os anos de 2013 a 2016 foi vice-prefeito no município.

Me solidarizo com os familiares e amigos, pedindo a Deus que conforte o coração de todos nesse momento de tamanha dor e tristeza.

Wanderlei Barbosa

Vice-Governador do Tocantins

Foto: Elisangela Silva

Nota de Pesar

Com imensa tristeza recebemos a notícia do falecimento de José Raimundo de Souza, prefeito de Santa Tereza d o Tocantins, carinhosamente conhecido como “Raimundo Gordo”.

Figura de grande destaque na política do Tocantins, Raimundo trabalhou muito e fez muitos amigos. Infelizmente nos deixou, vítima de um infarto.

Externamos nossos sentimentos a todos que se serviram de sua grandeza como ser humano de grande carinho por tudo que lutava e por todos que sempre acolheu.

Que Deus possa trazer paz aos corações dos familiares e amigos neste momento tão difícil. Nossos mais sinceros sentimentos.

Descanse em paz, líder…

Deputada Federal Dulce Miranda e Marcelo Miranda