Estresse alto aumenta risco de hipertensão, derrame e ataque cardíaco, diz estudo

O estresse está bombando continuamente em suas veias? Mesmo que sua pressão arterial esteja normal agora, altos níveis de estresse podem colocá-lo em risco de desenvolver hipertensão na próxima década ou mais adiante, descobriu um novo estudo.

Quando o hormônio do estresse, cortisol, continua a aumentar ao longo do tempo, você também pode estar em maior risco de ter um derrame, ataque cardíaco ou doença cardíaca, de acordo com a pesquisa publicada nesta segunda-feira (13) no Circulation, o jornal da Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês).

É mais um estudo que ilustra a ligação entre a mente e a saúde cardíaca de uma pessoa, disse o cardiologista Glenn Levine, professor de medicina do Baylor College of Medicine em Houston, que não esteve envolvido no estudo.

“Estresse, depressão, frustração, raiva e uma visão negativa da vida não só nos tornam pessoas infelizes, mas têm um impacto negativo em nossa saúde e longevidade”, disse Levine, que presidiu a declaração científica da AHA sobre a conexão entre o bem-estar mental e as doenças cardíacas.

“Ao desenvolver a declaração da AHA, analisamos todos os dados que pudemos encontrar e concluímos que fatores negativos de saúde psicológica, como estresse, estavam claramente associados a muitos fatores de risco cardiovascular“, disse Levine.

A boa notícia, disse Levine, é que, como a mente, o coração e o corpo estão interconectados e interdependentes, uma pessoa também pode melhorar sua saúde cardiovascular se esforçando por uma perspectiva psicológica positiva.

“Você pode decidir mudar sua mentalidade sobre essa situação estressante ou estabelecer limites – apenas por estar ciente de que pode evitar que o estresse se torne tóxico para você”, disse a especialista em gerenciamento de estresse Cynthia Ackrill, editora da revista Contentment, produzida pelo Instituto Americano de Stress. “Não devemos descartar nossa capacidade de ter um papel em nosso bem-estar“, disse Ackrill, que não esteve envolvida no estudo.

Maior impacto sobre os jovens

O novo estudo acompanhou 412 adultos multirraciais entre 48 e 87 anos com pressão arterial normal, medindo os níveis de hormônios do estresse na urina em vários momentos entre 2005 e 2018. Os níveis hormonais foram comparados a quaisquer eventos cardiovasculares que possam ter ocorrido, como hipertensão, dores no coração, ataques cardíacos e cirurgia de ponte de safena.

“Pesquisas anteriores se concentraram na relação entre os níveis de hormônio do estresse e hipertensão ou eventos cardiovasculares em pacientes com hipertensão existente. No entanto, faltavam estudos em adultos sem hipertensão”, disse o autor da pesquisa, Dr. Kosuke Inoue, professor assistente de epidemiologia social na Universidade de Kyoto, no Japão, em comunicado.

O estudo testou três hormônios – norepinefrina, epinefrina e dopamina – que regulam o sistema nervoso autônomo e controlam funções involuntárias do corpo, como frequência cardíaca, pressão arterial e respiração. Inoue e sua equipe também analisaram os níveis de cortisol, um hormônio esteroide que é liberado pelo corpo em reação ao estresse agudo, como o perigo.

Uma vez que o perigo passa, o corpo reduz a produção de cortisol, mas se uma pessoa está continuamente estressada, os níveis de cortisol podem permanecer elevados. “Norepinefrina, epinefrina, dopamina e cortisol podem aumentar com o estresse de eventos da vida, trabalho, relacionamentos, finanças e muito mais”, disse Inoue.

Dobrar os níveis de cortisol sozinho – mas não de norepinefrina, epinefrina ou dopamina – foi associado a um risco 90% maior de sofrer um evento cardiovascular, descobriu o estudo. Cada vez que os níveis combinados de todos os quatro hormônios do estresse dobraram, o risco de desenvolver pressão alta aumentou entre 21% e 31%.

O efeito foi mais pronunciado em pessoas com menos de 60 anos, um achado preocupante, de acordo com os pesquisadores. “Nesse contexto, nossos resultados geram a hipótese de que os hormônios do estresse desempenham um papel crítico na patogênese da hipertensão entre a população mais jovem”, escreveram eles.

O estudo teve limitações, incluindo a falta de um grupo de controle e o uso de apenas uma medida – análise de urina – para testar os hormônios do estresse, observaram os autores. Ainda assim, examinar os hormônios do estresse extraídos da urina ao longo do tempo é considerado algo “limpo e novo”, disse Levine.

“É uma forma um tanto objetiva, pelo que podemos dizer com ferramentas imperfeitas, de categorizar as pessoas que provavelmente estarão mais estressadas na maior parte do tempo.”

O que fazer?

Como posso saber se corro o risco de ter problemas cardíacos devido a níveis elevados de hormônios do estresse? “Embora não saibamos quais são os nossos níveis de cortisol na urina, existem maneiras de aprendermos a refletir sobre se podemos ter alguns fatores psicológicos negativos”, disse Levine.

“Se reconhecermos que tendemos a ficar estressados, frustrados ou irritados com frequência, é útil refletir sobre quais são exatamente as coisas que nos levam a esses estados”, acrescentou. “Assim que fizermos isso, podemos realmente sentar e decidir cuidadosamente, vale a pena permitir que essas coisas me levem a ficar estressado ou frustrado?”

Ficar ciente do que desencadeia seu estresse permite que você seja capaz de interromper as respostas hormonais automáticas, antes que elas acionem seu sistema circulatório, disse Ackrill. “Ficamos preocupados com alguma coisa, de modo que nosso sistema nervoso simpático acelera tudo. Precisamos de nosso coração batendo rápido para manter nossa pressão sanguínea alta para que tenhamos uma boa circulação e possamos fugir do perigo”.

“Você pode intervir mais cedo, quando estiver apenas começando a montar sua resposta ao estresse, com alguma respiração profunda ou outra proposta de relaxamento”, acrescentou Ackrill. Isso permitirá que as funções executivas do cérebro entrem em ação, dando-lhe opções de como lidar com a situação.

“Frequentemente, deixamos nossa mente reagir rapidamente a algo antes de realmente termos tempo para permitir que nossos níveis mais elevados de funcionamento cognitivo, nosso córtex pré-frontal, trabalhem”, disse Levine. “Devemos fazer uma pausa, ponderar, digerir, e levar alguns segundos para decidir qual é a maneira mais hábil de reagir”.


Confira dicas para começar uma rotina saudável de manhã e não abandoná-la

A forma como você começa a manhã tem um impacto grande – positivo ou negativo – no resto do seu dia. Ao praticar uma rotina matinal saudável, é possível aumentar sua produtividade, reduzir o estresse, aumentar a felicidade e mais.

Muitas pessoas acordam todo dia com uma série de responsabilidades que acabam ditando o ritmo de suas manhãs. Se você tem filhos ou pets, precisa cuidar deles. Muitas pessoas têm tarefas matinais, precisam fazer o café da manhã, se arrumar para o trabalho e assim por diante.

Não estou sugerindo que você fuja das suas responsabilidades. Mas a verdade é que você estará melhor preparado para lidar com tudo isso a cada manhã, se tiver uma rotina saudável de autocuidado.

Abaixo, eu compartilho alguns dos meus próprios hábitos matinais saudáveis, assim como dicas e truques para criar uma rotina que dure – e o que fazer quando você vacilar. Alguns hábitos da minha rotina ressoarão em você, enquanto outros não. Conforme você lê, tenha em mente seu estilo de vida e metas de saúde para que conseguir criar uma rotina matinal que funcione melhor para você.

1) Programe o despertador para trabalhar para você, não contra

É importante colocar o despertador para acordar cedo, mas também dormir cedo / Reprodução

O primeiro passo para começar o seu dia do jeito certo é ajustar seu sono para garantir tempo suficiente na manhã para você e suas responsabilidades. Se suas crianças levantam às 6h30, isso significa que você precisa acordar antes deles.

Se você não tem crianças ou animais para cuidar e geralmente levanta às 7h para sair de casa às 7h30, é hora de começar o seu dia mais cedo. Dito isso, dormir é importante. Quando você ajusta seu despertador para acordar mais cedo, você também precisa começar a dormir mais cedo. Não há nada saudável em estar com falta de sono, então tente dormir pelo menos sete horas por dia.

2) Respire o novo dia

Qual é a primeira coisa que você faz quando acorda de manhã? Infelizmente, para muitas pessoas a resposta é “pegar o meu celular”. Se você for assim, quantos minutos você gasta toda manhã mexendo no celular e potencialmente acumulando estresse devido às notícias, redes sociais e mensagens?

E se você estabelecesse uma regra que – antes de pegar o celular – respirasse fundo seis vezes para focar sua atenção no poder e benção da sua própria energia vital?

Como o diafragma age como um músculo respiratório e de postura, a respiração pelo diafragma não apenas ajuda positivamente a focar sua mente, mas também melhora seu corpo para apoiar movimentos e uma boa postura.

3) Beba água antes do café

Beber água de manhã ajuda o seu metabolismo / Reprodução

Como perdemos água através da nossa respiração e do nosso suor enquanto dormimos, geralmente acordamos com sede. Considerando que o corpo de um adulto é composto  de 60% de água, a hidratação é essencial para uma boa saúde.

Beber água logo cedo não apenas ajudará na reidratação, mas também irá acelerar o seu metabolismo, aumentando seu estímulo em até 30%, segundo pesquisa.

4) Mova seu corpo em todas as direções

Existe uma razão para você instintivamente se esticar logo depois que acorda. Nossos corpos anseiam por movimento depois de ficarem sedentários. Por que não direcionar esse instinto para ser o mais produtivo possível?

Ao invés de fazer apenas um rápido alongamento na cama e então seguir com o seu dia, ajeite seu corpo e se prepare para uma rotina diária de treinamento, aproveitando todos os planos de movimentação e usando igualmente os dois lados do seu corpo. É possível fazer isso com um rápido fluxo de ioga.

5) Separe um tempo para se exercitar

É importante tentar encaixar exercícios na rotina que você já segue / Dana Santas

Talvez você não consiga encaixar uma rotina de exercícios completa na sua manhã. Isso é ok. Você pode encaixar exercícios em hábitos matinais que você já faz. Há anos, eu faço flexões antes de tomar banho e agachamentos enquanto escovo meus dentes.

Isso é chamado de acúmulo de hábito, um conceito que James Clear cita em seu livro “Hábitos Atômicos”. Ao acumular o hábito de fazer um novo exercício em um hábito matinal que já compõe sua rotina, isso o torna mais fácil de mantê-lo.

6) Deixe sua mente do jeito certo

Dê para si uma tela em branco para começar o dia com apenas alguns minutos de meditação. Existem inúmeros aplicativos que oferecem guias gratuitos de meditação de menos de 10 minutos. Ou então você pode deixar um tempo marcado no celular e sentar fazendo silêncio e focando nas sensações da sua respiração, repetindo uma afirmação positiva, um mantra ou uma intenção que você quer marcar no dia.

7) Cultive uma atitude de gratidão

Pesquisas indicam que praticar a gratidão pode reduzir a dor, aumentar a empatia e reduzir a agressividade – o que é um ótimo jeito de começar o seu dia, especialmente se você tiver que passar um tempo no trânsito.

Você pode praticar a gratidão de manhã, ao ver o pôr-do-Sol, escrever coisas pelas quais você é grato em um diário ou incorporar foco na gratidão em sua meditação.

Pessoalmente, eu compartilho uma lousa branca com meu marido, e cada um de nós escreve três coisas pelas quais somos gratos toda noite. Tecnicamente, isso é um hábito noturno, mas, por causa da localização da lousa no nosso banheiro, é uma das primeiras coisas que vemos toda manhã. Fazemos isso há anos, e eu ainda amo acordar e ver o que ele escreveu e lembrar pelo que eu estava grata no dia anterior.

8) Arrume sua cama

Ao arrumar a cama todo dia, você demonstra para si que leva sua responsabilidade pessoal para as tarefas e se compromete em manter seu espaço pessoal confortável e ajeitado. Isso cria um precedente que reforça a fundação da sua habilidade de cumprir algo.

9) Repita sua rotina

Essa é a parte mais difícil. Estabelecer uma rotina não é fácil. É compreensível que você comece bem, mas depois se canse. Se você dormir mais em uma manhã ou esquecer de um hábito novo, não seja muito duro consigo, mas também não desista. Comece de novo na manhã seguinte, tente algumas das sugestões citadas para ajudar a se manter na linha.

10) Organize-se para o sucesso

Para facilitar o processo de seguir sua rotina saudável de auto cuidado matinal, tome medidas na noite anterior para tornar as coisas mais convenientes. Por exemplo, separe as roupas para a manhã seguinte.

Se você tem filhos, pegue as roupas deles ou peça para eles pegarem. Outra opção é preparar o café da manhã com antecedência. Eu faço um grande pote de aveia, que posso esquentar de manhã. Se você leva comida para o trabalho ou precisar preparar o lanche para as crianças, faça isso antes também.

Acordar cedo pode ser uma das maiores tarefas para superar. Use a tecnologia para te ajudar, Talvez você precise de um alarme com tom mais gradual para te acordar. Ou talvez você precise de algo mais barulhento, um som mais assustador. Teste opções diferentes no seu celular.

Como eu tinha dificuldades e sempre apertava o botão “soneca”, investi US$ 30 em um relógio com uma luz quente, para que ele gradualmente fosse iluminando o quarto antes do alarme desligar –  e isso funcionou para mim. Descubra o que funciona para você.

Você está pronto para começar uma rotina matinal saudável? Amanhã de manhã é a sua oportunidade! A vida está frenética para todos nós, mas sempre podemos separar um tempo para coisas que consideramos importantes. Acredite em mim – sua saúde geral e sua perspectiva diária valem a pena.

*Dana Santas, conhecida como a “Criadora da Mobilidade”, é uma especialista certificada em fortalecimento e condicionamento e uma coach para mente e corpo em esportes profissionais. Ela é a autora do livro “Practical Solutions for Back Pain Relief.”


Olheiras nunca mais! Veja 5 dicas para se livrar das manchas nos olhos

As olheiras são um dos problemas que vem afetando mais homens e mulheres cada dia mais. Algumas pessoas afirmam que o problema piorou durante a pandemia.

“O inchaço sob os olhos em momentos de fadiga podem ocorrer por hereditariedade, retenção de líquidos, alergias, reação a medicamentos ou falta de sono”, explica o cirurgião plástico Marcelo Nascimento.

“Para remover completamente as marcas profundas e de cores mais arroxeadas que se formam ao redor dos olhos  é indicada  cirurgia; no entanto , existem diferentes tratamentos naturais que ajudam a reduzir significativamente a inflamação e, graças a isso, é possível  esconder esse problema na rotina diária”, detalha Nascimento.

O médico apresenta cinco dicas para reduzir as olheiras:

1- DESCANSE BEM

O cansaço e o estresse são as principais causas de olheiras. É muito importante  dormir pelo menos 8 horas por dia, sem interrupção e fazer atividades que ajudam a relaxar. Não dando um descanso adequado, as olheiras não vão desaparecer;

2- REDUZA O CONSUMO DE SAL

Este ingrediente é uma das causas de retenção de líquidos e, consequentemente, o aparecimento das olheiras;

3- AUMENTE A INGESTÃO DE ÁGUA

Consuma pelo menos 2 litros de água por dia, é muito benéfico para a saúde em geral. Quando se bebe uma boa quantidade de água, o corpo elimina mais fáceis fluidos e todas as toxinas que podem afetar o seu funcionamento. E, graças a isso, irá reduzir a problema de olheiras e prevenir a sua ocorrência.

4- ADICIONE ALIMENTOS DIURÉTICOS À DIETA

Melancia, alface, pepino, abacaxi, melão... Eles ajudam na digestão e ajudam a eliminar os fluidos corporais;

5- HIDRATE A PELE E O ROSTO

Olheiras também podem aparecer por causa do ressecamento ou exposição ao sol, já que ocorre a destruição da fibras de colágeno e elastina da pele fina ao redor dos olhos.

Quanto aos procedimentos, o médico destaca a cirurgia que é mais procurada para tratar o problema.

“A Blefaroplastia ou 'cirurgia das pálpebras' é o procedimento mais indicado para o embelezamento da região dos olhos , isso quando temos um excesso de pele e, na maioria das vezes, associado temos umas bolsas de gordura ao redor da região que podem dar um aspecto de cansaço . As bolsas ficam mais evidentes pela manhã ao acordar ou após extensa jornada de trabalho, por exemplo”, afirma Marcelo.

“A cirurgia consiste em retirar a pele da pálpebra  superior com a retirada dessas bolsas de gordura . Com isso temos um olhar  mais descansado e um aspecto mais jovial”, indica ele, e completa. “Outra terapia muito usada são os preenchedores. Indico em alguns casos o ácido hialurônico na região das pálpebras para melhorar sua sustentação  e também para corrigir pequenas imperfeições”.


Seis dicas para a saúde dos olhos

"Nos relacionamos com o mundo exterior pelos cinco sentidos, mas 85% do que recebemos é pela visão. Notamos que as pessoas só percebem a importância dela quando falta."

A frase do oftalmologista Fausto Stangler, do Hospital Banco de Olhos (HBO) de Porto Alegre, dimensiona o papel da saúde ocular nas nossas vidas.

Para ajudar as pessoas a cuidarem da sua, aqui estão informações sobre o que é normal nas diferentes faixas etárias e uma lista com dicas de especialistas.

Na infância e na adolescência

É comum o aparecimento de vícios de refração, como a miopia e o astigmatismo. Stangler lembra que, na infância, muitas vezes as crianças enxergam mal e não sabem. Por esta razão, deve-se iniciar os cuidados desde cedo.

— Muitas não se manifestam dizendo "Eu estou enxergando mal", pois elas não sabem como é ver sem problemas. Isso aumenta a importância dos exames de rotina e preventivo em crianças. Com seis meses de idade já é indicado — aponta o médico do HBO.

Entre o fim da infância e começo da adolescência, pode aparecer o ceratocone. Essa doença é caracterizada por uma alteração progressiva na córnea — a primeira camada do olho —, fazendo com que ela fique com aspecto "bicudo".

Apesar de não provocar cegueira, a condição prejudica muito a visão, que pode ficar distorcida e sombreada. O ceratocone está bastante relacionado ao ato de coçar os olhos (leia mais logo abaixo).

Na vida adulta

As alterações, normalmente, começam a partir dos 40 anos e incluem queixas para enxergar de perto e vista cansada. Exames preventivos são fundamentais, afinal, o glaucoma é considerado uma doença silenciosa.

Na terceira idade

É mais comum o aparecimento da catarata e, portanto, a visão "embaçada". Também podem ocorrer prejuízos relacionados à DMRI, a degeneração macular relacionada à idade. A detecção precoce do problema pode freá-lo.

Doutor, eu preciso usar óculos?

Se você tem dificuldades para ver coisas distantes ou próximas, tem dores de cabeça, ardência nos olhos, apresenta sonolência ao fazer atividades visuais, como a leitura, e se incomoda com ofuscamento de luzes, como faróis, sinaleiras e refletores à noite, a recomendação é procurar um oftalmologista para uma melhor avaliação do quadro, diz Marcos Brunstein, presidente da Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul (Sorigs).

Seis cuidados importantes

  • Não coce os olhos: especialmente em crianças, isso pode induzir o aparecimento de ceratocone, que é quando a córnea deforma-se em formato  de cone. Esta condição, quando diagnosticada cedo, pode ser tratada a fim de se evitar a progressão e reabilitar a qualidade visual.
  • Adote um estilo de vida saudável: evite o cigarro, o abuso de álcool e aposte em uma dieta com alimentos ricos em luteína e zeaxantina, encontrados, por exemplo, em verdes folhosos (couve e espinafre) e coloridos (cenoura, tomate e pimentões).
  • Visite o médico: faça periodicamente uma consulta com o oftalmologista, que é o único profissional habilitado para identificar doenças oculares e tratá-las. A recomendação é visitar o especialista uma vez por ano.
  • Higienize a região: as mulheres, principalmente, devem atentar para a limpeza total da maquiagem da área dos olhos.
  • Não se automedique: colírios são medicamentos, portanto, só devem ser usados quando prescritos por um oftalmologista.
  • Aproveite o ar livre: além de evitar o abuso das telas, é fundamental fazer atividades ao ar livre, em especial quando se tratam de crianças e adolescentes, pois isso acaba reduzindo o risco de desenvolver miopias progressivas e o ceratocone.

5 dicas para evitar o colesterol

De acordo com pesquisa realizada pela SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia), os níveis de colesterol elevados atingem cerca de quatro em dez brasileiros adultos. Ou seja, cerca de 60 milhões de pessoas, ou 40% da população, sofrem da doença.

Má alimentação e sedentarismo estão entre os principais causadores do colesterol alto. Entretanto, a hereditariedade também pode ocasionar o distúrbio. Considerada uma doença silenciosa, o colesterol alto não causa dor ou desconforto, por isso é importante realizar exames laboratoriais periodicamente e, se necessário, fazer acompanhamento de um especialista.

O que é colesterol?

Segundo o Ministério da Saúde, o colesterol é um conjunto de gorduras naturais essenciais para a produção de determinados hormônios, mas é preciso ser ingerido de maneira equilibrada para que não haja alteração no organismo. Há dois tipos de colesterol. São eles:

HDL (High-ensity lipoprotein)

Considerado “colesterol bom”, é encontrado em castanhas, azeite e peixes, por exemplo. Ele tem a função de levar o colesterol ruim, que se deposita nas veias e artérias, para o fígado para que seja expelido.

LDL (Low-density lipoprotein)

Denominado de “colesterol ruim”, é a gordura encontrada em alimentos com gorduras saturadas, como carnes vermelhas, frituras e alimentos embutidos. Em excesso, pode ocasionar acúmulo de placas de gordura nas artérias, impedindo ou dificultando a passagem do sangue. De acordo com o Ministério da Saúde, o LDL aumenta a incidência de AVC, de morte súbita e doença coronariana.

Dicas para prevenir o colesterol alto

1. Pratique atividade física

A prática de exercícios físicos de forma regular auxilia na “queima” da gordura acumulada no organismo e baixa o nível do colesterol no organismo.

2. Evite alimentos gordurosos

Alimentos embutidos (linguiça, salsicha, bacon), carnes gordas (cupim, picanha e pele de frango), frituras (salgados fritos e à milanesa), gordura trans (sorvete, salgadinhos e biscoitos recheados) e bebida alcoólica.

3. Consuma alimentos saudáveis

Alimentos in natura e minimamente processados, como cereais integrais, frutas, legumes e verduras, ajudam a regular o colesterol.

4. Não fume

Entre outras doenças, o cigarro eleva os riscos de doenças do coração, como infarto.

5. Faça acompanhamento médico regularmente

O médico especialista ajuda a identificar fatores de risco e auxiliar no controle do colesterol alto.


7 dicas para colocar a saúde em dia ainda neste ano

Tornar-se uma pessoa mais saudável não é fácil. Muitos lutam para alcançar seus objetivos de condicionamento físico em grande parte por causa de práticas inadequadas de definição de metas. Na verdade, metas vagas, irreais ou não essenciais podem impedi-lo de fazer progressos significativos no condicionamento físico. No entanto, é muito fácil cair na armadilha de definir metas sem brilho. É por isso que neste artigo irá listar sete grandes objetivos de saúde que você pode trabalhar neste ano. Se você teve dificuldades com programas de perda de peso no passado, então este artigo é para você. Confira nossas principais recomendações aqui: 

Vá ao médico

Uma das metas de saúde mais fáceis e melhores que você pode definir para si mesmo é passar mais tempo com seu médico. Muitos indivíduos, particularmente os mais jovens, pulam as idas regulares ao consultório médico. 

Embora as consultas médicas possam parecer desnecessárias para alguns ou assustadoras para outros, a realidade é que os médicos podem ajudar as pessoas a desenvolver hábitos saudáveis. Eles podem oferecer conselhos úteis, diagnosticar e tratar condições comuns e responder a muitas perguntas comuns relacionadas à saúde. 

Melhore suas habilidades culinárias

Não importa seus objetivos gerais de saúde, você não irá muito longe se tiver uma dieta pobre. O velho ditado é verdade: você não pode superar uma dieta ruim. Como tal, é crucial para pessoas preocupadas com a saúde desenvolverem suas habilidades culinárias. 

Quanto mais confortável você estiver na cozinha, mais fácil será para você preparar refeições deliciosas e saudáveis ​​para você e sua família. Felizmente, você não precisa ser um chef profissional para criar refeições que você pode desfrutar em casa. Existem inúmeros recursos que você pode usar para criar uma dieta adequada ao seu estilo de vida e preferências. Nunca é demais experimentar novas técnicas culinárias de vez em quando. Você pode acabar descobrindo algumas ótimas receitas se mantiver a mente aberta!

Encontre um parceiro(a)

Se você está realmente decidido a se tornar uma pessoa mais saudável, é uma boa ideia se juntar a pessoas que pensam como você. Cercar-se de amigos saudáveis ​​pode ajudá-lo a fazer boas escolhas de bem-estar de forma consistente. (A pressão dos colegas pode ser uma coisa positiva em alguns casos).

Além disso, os indivíduos que trabalham em grupos tendem a ter um desempenho melhor e a se divertir mais do que as pessoas que trabalham sozinhas. Sem mencionar que ter alguém ao seu lado durante toda a sua jornada de bem-estar pode ser inestimável para o seu moral e estado psicológico. Você também pode ajudar a apoiar outras pessoas em seus esforços de preparação física. Lembre-se de que a saúde mental também tem uma grande influência no bem-estar físico.

Exercite-se todos os dias

Qualquer pessoa pode ter um bom par de dias com um plano de bem-estar. No entanto, é preciso verdadeiro empenho e dedicação para seguir uma dieta e uma rotina de exercícios por semanas, meses ou até anos. Claro, todo mundo comete erros e fica aquém de suas rotinas de bem-estar de vez em quando. 

No entanto, uma boa saúde não pode ser alcançada após alguns treinos ou refeições saudáveis. A consistência é um pré-requisito para o sucesso. Uma maneira de garantir que você está sempre progredindo é fazer algum tipo de exercício todos os dias. Isso pode ser tão extenso ou leve quanto você quiser. 

Um dia, você só terá tempo para fazer uma caminhada de trinta minutos. Mas apenas se levantar e fazer algo é sempre preferível a não fazer nada. Observe, você pode usar alguns aplicativos de bem-estar para ajudá-lo a monitorar seu progresso e manter bons hábitos. Ver o quão longe você chegou pode lhe dar inspiração para continuar com seu trabalho árduo!

Defina uma hora de dormir

O sono é a base de um estilo de vida saudável. Sem descanso e sono de qualidade, você provavelmente terá dificuldade em encontrar a energia necessária para realizar atividades saudáveis. O sono é essencial para o seu bem-estar físico e mental. Portanto, certifique-se de definir e manter a hora de dormir para você. Não fique acordado até tarde no telefone e trabalhe para manter hábitos de sono positivos pelo maior tempo possível.

Expresse-se

Manter suas emoções reprimidas é ruim para você em vários níveis! Como mencionamos antes, o bem-estar mental e emocional é tão importante quanto a saúde física. Para realmente fazer do seu bem-estar geral uma prioridade, você precisa aprender a expressar suas necessidades, preocupações e problemas. 

Todo mundo tem problemas de vez em quando, mas a comunicação pode ajudá-lo a lidar com inúmeros problemas. Observe que você também pode considerar falar com um profissional de saúde mental se passar por períodos prolongados de tristeza, ansiedade ou turbulência mental. Não há nada de errado em pedir ajuda quando você precisa!

Fique em forma

Para muitas pessoas, perder peso é a principal razão pela qual se dedicam à dieta e às práticas de exercícios. Infelizmente, definir metas de perda de peso pode ser uma proposta complicada. Como cada pessoa é diferente, pode ser muito difícil determinar quanto peso você pode ou deve tentar perder. Além do mais, o progresso da perda de peso raramente é linear. 

Apesar de seus melhores esforços, você não pode perder peso em um curto período de tempo. Em vez de se concentrar apenas em seu peso como um reflexo de sua saúde, concentre-se mais em ficar em forma ou permanecer em forma. 

Melhorar o desempenho de seu condicionamento físico é um objetivo melhor do que tentar perder uma quantidade arbitrária de peso. O lado bom é que quanto melhor você for na academia, mais peso provavelmente perderá! Lembre-se também de que algumas pessoas podem se beneficiar com o ganho de peso. Sempre fale com seu médico se você estiver pensando em tentar perder ou ganhar peso.

conclusão

No final do dia, só você pode definir uma agenda de saúde que funcione para você. Ainda assim, você pode usar essas sugestões para ajudá-lo a formar um conjunto de metas que irão melhorar sua saúde e bem-estar geral. Você pode, por exemplo, definir suas metas na sua agenda e colocar no alarme do seu celular. Mantenha essas dicas à mão e comece hoje mesmo!


Empresas ampliam programas de bem-estar em meio à preocupação com saúde mental

A saúde mental tem ganhado cada vez mais espaço na lista de prioridades de grandes corporações. O tema, que antes avançava de forma tímida, deu um salto em 2020 com a chegada da pandemia, quando 576 mil pessoas pediram afastamento do trabalho por transtornos mentais e comportamentais. O número revela uma alta de 26% em comparação ao ano de 2019, dizem dados da Secretaria Especial da Previdência e Trabalho.

Fazem parte desse movimento projetos de cuidados com a saúde mental e bem-estar para os funcionários. Pesquisa da consultoria Willis Towers Watson (WTW) apontou que, de 2015 para 2021, houve um aumento de 33% no interesse das empresas de implantar ações de saúde e bem-estar na rotina de seus colaboradores.

Em meio ao momento pandêmico, além de criar programas de cuidados com a saúde, as empresas estão elaborando estratégias para atuar na prevenção de doenças. De 186 empresas que participaram do estudo, 78% planejam, em três anos, personalizar as estratégias para a necessidade dos colaboradores em seus diversos momentos da vida.

Segundo Walderez Fogarolli,diretora de Gestão da Saúde da WTW, as empresas brasileiras precisam implantar ações que realmente atendam às necessidades dos funcionários.

“As empresas nos EUA, por exemplo, estão com um avanço muito maior do que as brasileiras em questões de saúde mental. As companhias nacionais ainda estão com o conceito de comprimento legal — com ações pontuais de bem-estar, mas parece que, agora, começaram a desenhar estratégias, diz Fogarolli.

 

Prevenção

O Grupo Votorantim, por exemplo, criou o programa online “Desafio VSaúde”, para estimular o engajamento e a participação dos funcionários em ações de exercício físico.

Também foi incentivado pela companhia que todos realizassem exames de rotina com frequência para manter uma vida saudável.

“Ao longo da pandemia, criamos o lado preventivo, para não esperar acontecer um problema para criar soluções, por exemplo. Não é necessário esperar que um funcionário peça afastamento por ansiedade para olhar essa questão com mais cuidado. Podemos prevenir o bem-estar do nosso colaborador com o incentivo de exames de rotina”, diz Vinícius de Holanda, gerente de Remuneração e Benefícios da Votorantim.

Com o isolamento social e o aumento de empresas aderindo ao modelo de home office, especialistas ressaltam também que ficou difícil para algumas pessoas separar os problemas pessoais dos profissionais, pois agora eles ocupam o mesmo espaço.

Avaliando questões como essa, em abril deste ano, o LinkedIn, que segue desde março de 2020 em trabalho remoto, decidiu conceder uma semana de folga remunerada para todos seus 15 mil funcionários pelo mundo.

Antes da pandemia, a empresa já oferecia sessões semanais de yoga e mindfulness gratuitas no escritório, além de 20 terapias ao logo ano. Em julho, a empresa deu mais um passo e anunciou que todos os colaboradores trabalhassem meio período nas sextas-feiras durante os meses de julho e agosto.

“Essa jornada mais curta tem o intuito de promover uma oportunidade maior de descanso e cuidado pessoal”, diz Alexandre Ullmann, diretor de recursos humanos do LinkedIn.

Além das adaptações feitas por conta da pandemia, a plataforma criou alternativas voltadas para os colaboradores que são pais de filhos com até 13 anos. Eles podem optar por mais flexibilidade de horário, redução de carga de trabalho ou tirar uma licença de até 60 dias para ajudar nos cuidados com as crianças.

A licença também vale para funcionários responsáveis pelos cuidados de pais idosos com necessidade de cuidados especiais. Os dias da licença podem ser contínuos ou intermitentes.

Para incentivar os cuidados com a saúde mental, a empresa tem disponibilizado acompanhamento de terapeutas de forma ilimitada e com a possibilidade da inclusão dos membros da família.

No final de setembro, a Nike também aderiu à folga coletiva. Matt Marrazzo, gerente sênior de marketing da empresa, compartilhou em seu perfil no LinkedIn a mensagem oficial da companhia em que diz que o período é para “relaxar, desestressar e passar um tempo com seus entes queridos” E finaliza dizendo: “Não trabalhe”.

Trabalho e saúde

As razões de um desequilíbrio psicológico podem ser várias, como uma saúde física ruim, traumas ou uma crise financeira. De acordo com o levantamento da WTW, o estresse é apontado como o fator que mais impacta a força de trabalho (83%), seguido pela depressão, ansiedade (82%) e sedentarismo (69%).

O adoecimento mental já afeta cerca de 1 bilhão de pessoas, diz a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em um momento como este, Andreia Girardini, diretora de pessoas e cultura da plataforma GetNinjas, aponta a importância das organizações escutarem mais seus colaboradores.

“Está cada vez mais urgente a necessidade de que as empresas comecem a olhar e a escutar quais são as dificuldades dos funcionários, pois a comunicação é a melhor ferramenta para auxiliar os colaboradores”, diz Girardini.

Andreia conta que, antes mesmo da pandemia, foi realizada uma pesquisa interna para saber quais eram os desejos dos ninjas – como são chamados os funcionários.

Com isso, disponibilizaram atendimento de tarólogos, manicures e massoterapeutas. Porém, com a chegada da pandemia, todos foram para o trabalho remoto e as atividades tiveram que ser repensadas.

Uma nova pesquisa indicou a demanda maior por cuidados com a saúde. Assim entram as aulas de yoga, ginástica laboral a distância, terapia e workshop de receitas.

O levantamento feito pela GetNinjas trouxe ainda outra questão: as finanças. Por isso, a plataforma passou a oferecer consultoria financeira. Além disso, os funcionários recebem ajuda de custo para gastos com energia e internet, e o vale-alimentação foi substituído por um cartão que pode ser usado não só com alimentos, mas com transporte e itens de educação e cultura.

Ao contrário de muitas organizações que tiveram que demitir os funcionários, a GetNinjas teve um aumento de 126% da equipe de 2019 para 2020. E como o time ainda não se conhecia, foi feito happy hour virtual com cupom de bebidas e petiscos para assistirem juntos a um Stand Up Comedy realizado especialmente para os ninjas.

Brinde

No grupo Movile, dono de empresas como iFood, PlayKids e Sympla, as iniciativas começaram pela capacitação de lideranças para identificarem possíveis sintomas entre a equipe e acionar ajudar quando necessário.

Tradições como a comemoração com champanhe a cada meta batida foram transferidas para a casa de um dos envolvidos, com envio de cesta com espumante e petiscos. “Essa é uma maneira de não perder a tradição e fazer com que todos da família possa celebrar com o funcionário uma nova conquista”, diz Natália Zeferino, gerente de Recursos Humanos da Movile.

E, além do auxílio com custos do home-office, o funcionário também pode solicitar, para receber em casa, material de escritório como post-it e canetas, por exemplo.

Para funcionários com familiares desempregados, a companhia tem um programa de apoio. A famílias com até três pessoas em que outras duas estejam sem trabalho, destina R$ 400 para cada. Já para grupo familiar com mais três ou quatro pessoas e uma sem emprego, o valor é de R$ 500 por pessoa. Com quatro familiares ou mais, o valor é de R$ 600 por membro.

“Nós acreditamos que, se o nosso colaborador estiver passando uma crise financeira, devemos ajudar, pois, dessa forma iremos cuidar da saúde emocional dele, diz Natália.


Exercícios físicos regulares reduzem em 60% as chances de ansiedade, diz estudo

A lista de benefícios da atividade física é grande: condicionamento, reforço para os músculos e ossos, melhorias para o sono, além da sensação de bem-estar e relaxamento. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda pelo menos 150 minutos por semana de exercícios moderados para adultos saudáveis. Um estudo conduzido por pesquisadores da Suécia e dos Estados Unidos adiciona mais um item à lista.

Segundo a pesquisa, publicada no periódico Frontiers in Psychiatry,o exercício físico regular pode reduzir em até 60% os riscos para o desenvolvimento da ansiedade. Embora os impactos positivos da atividade física em relação à ansiedade já sejam conhecidos, os pesquisadores destacam que fatores como a importância da intensidade do exercício, os mecanismos específicos para homens e mulheres e a duração dos efeitos permanecem desconhecidos.

Para obter algumas respostas, os cientistas realizaram um amplo estudo observacional que acompanhou mais de 395 mil pessoas por um período de 21 anos, entre 1989 e 2010. O objetivo era entender se a participação em uma corrida de esqui Cross Country de longa distância, chamada Corrida de Vasa (Vasaloppet), de até 90 km, estava associada a um menor risco de desenvolver a ansiedade.

Os dados dos esquiadores foram comparados aos registros de indivíduos suecos que não participaram da corrida. Os pesquisadores consultaram as informações a partir do Registro Nacional de Pacientes da Suécia, que inclui diagnósticos psiquiátricos e somáticos, além de dados de diagnósticos primários e secundários em pacientes atendidos em cuidados hospitalares no país desde 1987.

De modo geral, os fisicamente ativos tiveram um risco significativamente menor de desenvolver ansiedade durante o acompanhamento em comparação com os que não esquiavam. O grupo dos esportistas incluiu 197.685 pessoas, com idade média de 36 anos, sendo 38% mulheres.

No entanto, o estudo destaca que entre as mulheres, aquelas que apresentaram desempenho físico superior, estimado a partir de fatores como o tempo de chegada para completar a corrida, tiveram uma associação com um risco aumentado de ansiedade em comparação com as esquiadoras mais lentas.

Em relação aos homens, o tempo de chegada da corrida não impactou significativamente no risco de ansiedade.

Estudos anteriores mostraram que, em geral, os esquiadores da Corrida de Vasa têm maior atividade física como lazer, fumam menos, têm uma dieta mais saudável e taxas mais baixas de mortalidade em comparação com a população sueca em geral.

“Nossos resultados apoiam as recomendações de prática de atividade física para diminuir o risco de ansiedade em homens e mulheres. O impacto do nível de desempenho físico sobre o risco de ansiedade entre as mulheres requer mais estudos”, diz o artigo.

 


Calor batendo na porta: veja como ter alimentação saudável durante estações mais quentes

Com a chegada do calor, é fundamental se manter hidratado, consumir alimentos in natura, com várias fontes de nutrientes e respeitar a quantidade de cada alimento, de acordo com cada organismo. Segundo a nutricionista do Sistema Hapvida, Cintia Menezes, a alimentação saudável é um hábito, um estilo de vida e essa construção do corpo tão sonhado é um processo a longo prazo.

“Essa preocupação não deve acontecer somente no verão. É um conjunto de ações a partir da alimentação, da prática de atividade física e da qualidade do sono, para garantir o bem estar físico, social e emocional e, consequentemente, o corpo desejado”, alerta.

Nos dias mais quentes, a especialista reforça que é importante manter o corpo bem hidratado, não só com a ingestão de líquidos, mas também por meio da alimentação, por exemplo, através consumo de frutas que contém uma maior quantidade de água em sua composição, como a melancia e laranja.

A nutricionista ainda dá dicas para aqueles que desejam montar um cardápio saudável e equilibrado em dias de muito calor: “consumir frutas da estação como abacaxi, abacate, acerola, melancia e carambola, além de legumes e verduras verde escuros como rúcula, brócolis e couve. Assim como, ingerir sucos detox, que funcionam como uma estratégia favorável para este clima”.

De acordo com Cintia, é preciso tomar cuidado com dietas milagrosas e métodos mais rápidos para a perda da gordura corporal.

“É um risco, tanto a carência quanto o excesso e podem nos levar ao surgimento de diversas doenças metabólicas, o nutricionista é o profissional apto para avaliar o estado nutricional do indivíduo e, a partir daí, traçar o plano alimentar e seus objetivos. A reeducação alimentar é um processo lento e gradual que precisa de tempo para que essa resposta seja permanente”, finaliza.


Brasileiros veem tecnologia como aliada do bem-estar

Sete em cada dez brasileiros acreditam que a tecnologia vai facilitar seu acesso a uma boa saúde. Esse é um dos achados de uma pesquisa da Abbott feita em duas etapas e que ouviu mais de 2 mil pessoas de todas as regiões do país em maio deste ano.

Além de radiografar os desafios dos meses de pandemia, incluindo os de cidadãos que convivem com doenças crônicas, o estudo O Valor da Saúde mapeou como nossos conterrâneos pretendem se cuidar daqui pra frente e de que forma enxergam a tecnologia nesse processo.

Para 63% dos entrevistados, é fundamental ter seus dados de exames e consultas reunidos num só lugar. Um índice expressivo também deseja ferramentas que ajudem a monitorar a saúde de si e de quem ama, e mais da metade vê nas inovações tecnológicas um meio de melhorar a comunicação com os médicos e receber orientações em momentos de emergência.

Passado: 25 anos do Viagra

O primeiro remédio a combater a disfunção erétil foi patenteado pela Pfizer em 1996. O princípio ativo sildenafila inaugurou uma classe de comprimidos que ajudam a manter a circulação sanguínea para o pênis, fator decisivo à ereção. Hoje existem outros medicamentos, e de outras farmacêuticas, para essa finalidade. A utilização, no entanto, depende de avaliação e indicação médica.

Futuro: antifúngico em formigueiros

Uma investigação financiada pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) encontrou um composto inédito contra fungos em bactérias que ficam em ninhos de formigas-cortadeiras espalhados por Mata Atlântica, Amazônia e cerrado. Nos testes em laboratório, a molécula foi capaz de atacar micro-organismos que causam doenças em humanos.

Um lugar: solução bizarra para perda de peso na Nova Zelândia

Cientistas da Universidade de Otago criaram um dispositivo à base de ímãs colocados nos dentes com o objetivo de fechar a boca da pessoa e limitar o ganho de peso. A polêmica invenção recebeu pedradas de especialistas mundo afora. Em experimento com sete mulheres, o uso do aparelho teria resultado numa perda média de 6 quilos em duas semanas.

Uma frase: Pablo D’Ors

“A meditação é uma maneira de purgar o apego; por isso não é agradável em um primeiro momento. Assim que atravessada essa via purgativa, a meditação se torna uma via iluminativa, mas vale a pena percorrer o caminho mesmo que não se chegue a uma grande iluminação. A simples purgação — e não é simples — compensa. No fundo, tanto faz se avançamos muito ou pouco; o importante é avançar sempre, perseverar, dar um passo por dia. A satisfação não se encontra na meta, e sim no caminho.”