O chefe do Centro de Inteligência do Exército, general Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira, de 53 anos, em decorrência da Covid-19. Ele estava internado no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, há cerca de dez dias.

No mês passado, o militar integrou a comitiva da missão oficial brasileira que foi ao Líbano para oferecer ajuda humanitária em razão da explosão ocorrida no porto de Beirute, retornando ao Brasil no dia 15. Ele representou o Exército. A missão foi chefiada pelo ex-presidente Michel Temer.

Ao divulgar o falecimento do general de Brigada, a Secretaria-Geral do Exército informou que o seu corpo será cremado em cerimônia restrita aos familiares.

Em outro comunicado, Batalhão de Polícia do Exército de Brasília, comandado por Sydrião entre 2011 e 2013, afirmou que ele morreu pela manhã. “O General Sydrião deixa esposa e três filhos e um grande legado de amor, amizade, camaradagem e profissionalismo”, diz o texto.