Os treinos da tarde levam a melhores resultados para algumas pessoas, de acordo com um estudo publicado este ano.

O estudo, que analisou homens em risco ou com diagnóstico de diabetes tipo 2, descobriu que os participantes que se exercitaram à tarde tiveram mais benefícios metabólicos, bem como efeitos mais positivos em seu desempenho nos exercícios e perda de massa gorda em comparação com os participantes que se exercitaram pela manhã.

Os pesquisadores dizem que não sabem exatamente por que o treinamento à tarde pode levar a melhores resultados — provavelmente devido a uma combinação de fatores e mais pesquisas são necessárias –, mas eles podem especular com base no que se sabe sobre a fisiologia humana e o tempo biológico.

“Nosso corpo tem um relógio biológico e ele regula muitos processos no corpo e esses processos têm um ritmo”, disse o autor do estudo, Patrick Schrauwen, professor de “Aspectos metabólicos do diabetes tipo 2” na Universidade de Maastricht, na Holanda.

“Alguns deles são bem conhecidos, como sua temperatura corporal e sua pressão arterial”, disse Schrauwen.

Nossos relógios biológicos também afetam nosso metabolismo e se nossos corpos queimam gordura ou carboidratos em determinados momentos, acrescentou.

E para os participantes do estudo que eram obesos ou em risco de diabetes tipo 2, os processos de queima de gordura eram mais adequados no período da tarde.

A ingestão de alimentos também provavelmente desempenha um papel, disse Shawn Arent, professor e chefe do departamento de ciência do exercício da Universidade da Carolina do Sul (EUA).

“Você passou mais horas acordado durante o dia, ficou mais acordado, teve a chance de abastecer um pouco mais o sistema”, disse Arent, que não participou do estudo.

Temperaturas corporais mais altas à tarde também podem ajudar no desempenho muscular, quase como um aquecimento diário embutido.

“Quando você começa a perceber o quão forte esse relógio biológico pode ser, e então se você faz coisas como ingerir alimentos na hora errada do dia, ou ficar inativo na hora errada do dia, ou ficar inativo nos momentos em que você deve ser ativo, isso pode ter um grande impacto”, acrescentou Schrauwen.

“A boa notícia é que você também pode usá-lo em seu benefício.”

Schrauwen disse que não comer lanches à tarde e evitar refeições noturnas pode ter um grande impacto no peso e na saúde geral de uma pessoa.

Outros estudos mostraram que os que comem tarde tendem a consumir mais calorias totais do que aqueles que comem no início do dia.

Arent também disse que é importante comer proteína após o treino, mas o momento exato da ingestão de nutrientes após o exercício pode ser flexível — então não sinta a necessidade de engolir algo imediatamente após uma corrida.

Qualidade do exercício supera o tempo

Para muitas pessoas, fazer exercícios suficientes é muito mais importante do que se exercitar exatamente na hora certa.

“A qualidade do seu treino e a qualidade da sua dieta geral irão muito mais longe, então o tempo começa a aumentar e o torna muito mais eficaz”, disse Arent. “Existe um momento ideal? Sim, é o que você fará de forma consistente.”

Arent também disse que os ritmos circadianos são ajustáveis, portanto, com alguma perseverança, uma coruja noturna pode se tornar um madrugador se exercitando, se isso fizer mais sentido para sua programação.

“Se você treinar de forma consistente em um determinado momento do dia, você começa a se adaptar a isso”, comentou Arent. Mas ele alertou contra sacrificar o sono para treinar cedo porque a qualidade geral do sono é mais importante do que fazer um treino extra aqui e ali.

Felizmente, a pesquisa também mostra que os exercícios podem levar a um sono de melhor qualidade, e os exercícios à tarde ou à noite não comprometem os horários de sono, desde que sejam feitos pelo menos 90 minutos antes de dormir.

Treine no mesmo horário da competição

Pode ser especialmente útil para atletas de competição ou pessoas treinando para uma corrida se exercitar no mesmo horário do dia do evento. Por exemplo, Arent disse que trabalhou com um time de futebol que conseguiu melhorar seu desempenho com movimentações no mesmo horário dos jogos.

No entanto, a hora do dia pode ser menos importante para exercícios de resistência, como corrida de longa distância ou ciclismo.

Mas para aqueles que buscam alto desempenho, potência e força, os exercícios da tarde ainda estão em primeiro lugar. A melhor janela para atletismo explosivo parece ser entre 13h e 18 horas, disse Arent. Essa é uma boa notícia para os atletas profissionais que não precisam programar seus exercícios em torno de empregos das 9h às 17h.