A deputada estadual Claudia Lelis (PV) apresentou na sessão desta terça-feira, 24, requerimento para que o Governo do Estado inicie estudos para criação do plano integrado de desenvolvimento turístico Tocantins-Goiás com a estruturação da “Rota 010”.

A rota como é conhecida, tem cerca de 180 km e interliga os Cavalcante/GO e Paranã/TO, tendo o povoado de Campo Alegre, distrito de Paranã/TO, no meio.

O turismo é a maior fonte de geração de emprego e renda que existe e movimenta por ano mais de 10% de toda riqueza gerada no mundo e gera 1 de cada 5 empregos no mundo, por isso o Tocantins precisa incentivar cada vez mais o turismo regional. “Temos que trabalhar para que nossas rotas turísticas sejam bem elaboradas, com estrutura, atendendo ao turista e promovendo o acesso fácil e rápido aos atrativos”, defendeu a parlamentar pevista.

Mirantes e Portais

O requerimento da deputada Claudia requer implantação de sinalização, e outdoors estrategicamente colocados, a construção de mirantes e portais de entradas em Cavalcante/GO e Paranã/TO com vistas a incentivar o desenvolvimento da região beneficiada através da exploração sustentável do seu potencial turístico.

A região de Paranã está diretamente ligada à área da Chapada dos Veadeiros – que é reconhecida por seu turismo de natureza –, e com potencial turístico igualmente imponente, a região entre os municípios de Cavalcante/GO e Paranã/TO, possui singular diversidade natural, dentre as quais se destaca: Cachoeira Santa Bárbara, o Complexo Canjica, o Rio Prata – na divisa do Tocantins e Goiás–o Complexo Prata e o Entorno de Campo Alegre –composto de riquezas paradisíacas.

“A sinalização da região potencializará o interesse para o turismo local – ainda pouco explorado e conhecido, além de concretizar o maior corredor de ecoturismo do Brasil”, reforçou Lelis.