Um confronto com armas de fogo entre detentos de um presídio do Equador deixou ao menos 24 mortos e 42 feridos nesta terça-feira (28), informou o governo da província de Guayas, cuja capital é Guayaquil, onde fica a prisão.

“24 mortos e 42 feridos é o balanço que os confrontos deixaram, confirmou o Gal. Fausto Buenaño, comandante da Zona 8 da polícia do Equador”, informou o governo provincial no Twitter.

Buenaño, comandante da polícia em Guayaquil, disse que foi registrado um motim na principal prisão desta cidade portuária, reportando cinco mortos em um dos pavilhões.

“Entramos no pavilhão de número cinco, onde foi o mais violento. No momento em que entramos, encontramos aproximadamente 19 cadáveres com impacto de projéteis de armas de fogo e também por granadas”, acrescentou o chefe de polícia em uma declaração divulgada pelo governo no Twitter.

Ele afirmou, ainda, que “igualmente temos 42 pessoas (presos) feridas”.

Nos presídios do Equador há confrontos constantes entre grupos vinculados a cartéis mexicanos, que já deixaram 120 presos mortos este ano, segundo as autoridades.