A Coreia do Sul deu início a um período especial de prevenção do coronavírus de duas semanas nesta depois que os registros diários de infecção do país aumentaram antes dos exames anuais altamente competitivos de admissão à faculdade.

A Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças relatou 343 novos casos de coronavírus até a meia-noite desta quarta-feira, elevando o número total de infecções do país para 29.654, com 498 mortes.

A contagem diária ultrapassou 200 por cinco dias consecutivos e ultrapassou 300 na quarta-feira pela primeira vez desde agosto, após um grande surto em um comício político e religioso.

O número crescente de casos alimentou preocupações entre alunos e pais antes do exame anual de admissão à faculdade, que desempenha um papel decisivo na educação e nas perspectivas de carreira.

Quase 500 mil alunos do último ano do ensino médio farão o exame deste ano em 3 de dezembro, disse o Ministério da Educação à “Reuters”.

O ministério convocou todas as escolas de ensino médio em todo o país a voltarem às aulas online uma semana antes do exame e disse que divulgará temporariamente os nomes de quaisquer cursinhos e cafés para estudos que tenham passado por infecções durante o período.

Não há casos relatados de alunos do último ano do ensino médio com Covid-19 na capital Seul, e 153 do total de 230 escolas de ensino médio na cidade já estão dando aulas online antes do exame, disse o Escritório Metropolitano de Educação de Seul à “Reuters”.

O ministério garantiu 120 leitos hospitalares em 29 instalações médicas para alunos com Covid-19 antes do dia do exame.

Para os alunos em quarentena, incluindo aqueles que contataram os pacientes com Covid-19, o ministério garantiu pelo menos 113 centros de teste e 754 salas de teste individuais, o suficiente para acomodar 3,8 mil indivíduos.

O ministério disse que não divulgará o número exato de alunos do último ano do ensino médio com coronavírus para evitar o medo entre os participantes do teste.

O ministro da Saúde, Park Neung-hoo, disse que a Coreia do Sul está em uma encruzilhada crítica de outro surto massivo.

— Devemos nos unir em medidas de prevenção para ajudar nossos filhos a se concentrarem no vestibular em um ambiente seguro — disse Park em uma reunião.

A partir de quinta-feira, reuniões públicas de 100 pessoas ou mais serão proibidas, serviços religiosos e eventos esportivos serão limitados a 30% da capacidade e instalações de alto risco, incluindo clubes e bares de karaokê, devem aumentar a distância entre os convidados.