O número de óbitos decorrentes do novo coronavírus bateu mais um recorde na terça-feira, com 600 registros incluidos no sistema do Ministério da Saúde nas últimas 24 horas. Com isso, o Brasil chega a 7.921 mortes até o momento. Já o número de pessoas diagnosticadas com a Covid-19 no país subiu para 114.715, com 6.935 novos casos notificados de ontem para hoje. Os dados foram divulgados na noite da terça-feira. Segundo os dados do Ministério da Saúde, nos últimos sete dias foram registradas 2.904 mortes. Nos sete dias anteriores, os óbitos contabilizados foram 2.276. O crescimento em 7 dias é de 27,5%.

No último balanço consolidado do governo, na segunda-feira à noite, o total de infectados chegava a 107.780, com 7.321 mortes confirmadas.

Dos 600 óbitos, 25 ocorreram nesta terça-feira, 51 ontem, e 41 no domingo. O restante foi anterior a esse período e estava em investigação, só sendo notificado agora, afirmou Wanderson Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde, em coletiva de imprensa.

“Não são 600 óbitos que ocorreram nas últimas 24 horas. Quero reforçar isso. São 600 pessoas, algumas já tinham falecido lamentavelmente em decorrência do coronavírus e estavam em investigação”, explicou.

Número de casos e de óbitos por UFNúmero de casos e de óbitos por UF Foto: Divulgação/ Ministéiro da Saúde

Os cinco estados com o maior número de casos são: São Paulo (34.053), Rio de Janeiro (12.391), Ceará (11.470), Pernambuco (9.325) e Amazonas (8.109).

Em relação aos números de mortes, os cinco estados com a maior quantidade de óbitos causados pela Covid-19 são: São Paulo (2.851), Rio de Janeiro (1.123), Ceará (795), Pernambuco (749) e Amazonas (649).

Na segunda-feira, o ministério informou que começou a divulgar duas atualizações da doença no mesmo dia, o que não ocorreu hoje, uma vez que a pasta estava ajustando os dados com as secretarias de saúde dos estados.

De acordo com o ministério, a primeira divulgação será no começo da tarde, informando dados preliminares por Unidade Federativa e estimativa de recuperados; e a segunda à noite, trazendo dados finais por UF e estimativa de recuperados.