O momento dramático vivido na cidade de Manaus tem movimentado as redes sociais nos últimos dias, seja pelos altos índices de infectados pela covid-19, pela superlotação hospitalar e, mais recentemente, pela falta de cilindros de oxigênio para pacientes internados. Para contornar a situação, o governador Wilson Lima (PSC) determinou toque de recolher na cidade entre 19h e 6h para conter o avanço dos casos da doença.

Em pronunciamento realizado pelas redes sociais do governo o governador anunciou uma série de medidas para conter os casos no estado. Para ele, o decreto é uma “medida extrema”.

A medida proíbe pessoas circulando em todos os municípios do estado, inclusive transportes públicos nas rodovias e rios, apenas o transporte de cargas está permitido. O decreto abre exceções apenas às atividades e transporte de produtos essenciais à vida.

“Estamos também decretando o fechamento das atividades de circulação de pessoas. E aí teremos o funcionamento de farmácias, mas para entrega de delivery e entrega por demanda. A circulação de pessoas que trabalham em áreas estratégicas e essenciais como saúde, segurança pública e imprensa também fica assegurada”, disse o governador durante o pronunciamento.

De acordo com o Governo do Amazonas, as ações são resultado de reunião com representantes do Comitê de Resposta Rápida — Enfrentamento Covid-19, composto pelos governos do estado, federal e municipal. As reuniões do comitê têm acontecido diariamente no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), com os órgãos de controle, Ministério da Saúde e Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).