A Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), por intermédio do Núcleo Especializado de Defesa das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac) de Gurupi, apresentou Recomendação para a antecipação de formatura aos acadêmicos dos cursos da área de saúde da Universidade de Gurupi (Unirg). O pedido é direcionado aos cursos de Farmácia, Enfermagem, Fisioterapia e Odontologia para os acadêmicos que já tenham concluído 75% da carga horária do estágio curricular obrigatório e tenham interesse na medida.

Houve autorização por parte do Ministério da Educação (MEC), por meio de portaria, para a antecipação da colação de grau para os alunos de tais cursos como ação de combate à pandemia da covid-19. “Vários alunos já receberam proposta de trabalho e estão aguardando apenas a expedição dos diplomas de graduação para já se inserirem no mercado”, justifica a coordenadora do Nuamac Gurupi, defensora pública Lara Gomides.

A demanda foi apurada em reunião da coordenadora do Nuamac Gurupi, por videoconferência, com acadêmicos da Universidade, quando foi informado que os universitários já concluíram mais de 75% da carga horária de seus estágios e que estariam dentro das regras das Instituições de Ensino Superior (IES) para a antecipação da formatura, nos termos da Lei 14.040/20.

A Recomendação foi encaminhada à diretoria da Unirg na sexta-feira, 2.