O deputado estadual Elenil da Penha (MDB) demonstrou publicamente a insatisfação com a produtividade da Assembleia Legislativa. O emedebista aproveitou o discurso de José Roberto (PT) em defesa que o passaporte da vacinação contra a Covid-19 exija as duas doses e emendou: “A proposta que o senhor podia fazer era fechar isso aqui tudo, não está funcionando mesmo”. A crítica foi feita nesta terça-feira, 23, na sessão ordinária da manhã.

Indignação

Elenil da Penha relatou das dificuldades que é para manter presença e lamentou a falta de compromisso de parte dos colegas. “O painel está lotado, mas não funciona. Então, é fechar isso aqui. Não precisa de cartão de vacina, não precisa de nada. É fechar! Particularmente fico indignado, porque viajo longe. A situação não é brincadeira não. Eu tô com proposta para discutir”, citando entre os exemplos o pedido de uma audiência pública para falar da situação das estradas.

Sessão até a madrugada na véspera do recesso

O parlamentar ainda projetou correria nas vésperas do recesso. “Aí quando for dezembro vamos ficar até 4 horas, 5 horas da manhã votando matéria aqui. Adoecendo todo mundo, deputados, servidores”, acrescentou Elenil da Penha.

Comissões fazem anos que não funciona

José Roberto concordou com Elenil da Penha, mas foi menos duro nas críticas. “A solução não é fechar, é convencer todos os deputados a participarem das sessões e reuniões e assim a gente cumprir com mais correção nossas obrigações”, afirmou. Amália Santana também comentou. “É uma frustração chegar no final da semana e não ver nada de positivo votado nesta Casa”, disse. Já Nilton Franco (MDB) fez coro ao correligionário. “Ele tem razão. Se cada um não cumprir obrigação fica difícil. As comissões fazem anos que não funcionam”, acrescentou.