O Programa de Recuperação de Créditos Fiscais (Refis) do Estado permite que contribuintes renegociem e parcelem dívidas contraídas até dezembro do ano passado, mas o deputado estadual Jorge Frederico (MDB) defende a extensão de débitos gerados até setembro deste ano.  “A pandemia provocou inúmeros prejuízos, e o desgaste financeiro deste ano foi o pior período da pandemia no Tocantins”, argumentou o emedebista, que acrescentou que considerar tal prorrogação uma medida simples de ser aplicada, considerando-se os meios eletrônicos de controle e cobrança.