A Polícia Militar do Tocantins informou, por meio de nota   que  foi diagnosticado o primeiro caso de Covid-19 em um policial militar. O policial militar  é morador da cidade de Cariri porém atua na cidade de Figueirópolis.  Conforme a PM, todas as medidas protocolares de contingenciamento foram adotadas pela instituição, bem como cuidados com o policial militar que está sendo acompanhado  pelo médico e  serviço social do 4º BPM.

Ao todo, por medida de segurança, seis policiais militares do destacamento estão em isolamento domiciliar, e o processo de desinfecção do destacamento, viatura, armamentos e equipamentos já estão sendo realizados.

O Comando do 4º BPM providenciou o remanejamento de novas equipes policiais para a cidade para continuidade das ações de segurança pública no local.

O Comando da Polícia Militar informou também que a instituição tem se preparado desde o início da pandemia para o enfrentamento das situações que dela venham surgir e ressalta que a Polícia Militar do Tocantins manterá inalterado o policiamento ostensivo e preventivo em todo estado garantindo a segurança do cidadão tocantinense.

Outros dados

A PM-TO informou  que até o último dia 4 de abril, 187 policiais militares foram classificados como pertencentes a algum grupo de risco e 10 militares apresentaram sintomas suspeitos do covid-19, porém até o momento não havia nenhum caso confirmado.

A corporação esclareceu que segue rigorosamente o protocolo estipulado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), dispostos em decretos vigentes. Os policiais que pertencem ao grupo de risco estão em trabalho remoto e os que estão em com suspeita da doença, em quarentena.

A PM “está com plano de contingência 001/2020 em vigor. Todos o efetivo da PMTO recebe acompanhamento contínuo do serviço de saúde da PM, que possui médicos, dentistas, psicólogos, enfermeiros e assistente social” esclareceu a Polícia em nota.