A 14° edição do Festival Gastronômico de Taquaruçu (FGT) chegou ao fim na noite da última sexta-feira, 9 de outubro. O encerramento foi realizado na sede da Agência Municipal de Turismo (Agtur), no Centro de Convenções Arnaud Rodrigues, com a premiação dos pratos das cinco categorias que passaram por avaliação criteriosa, durante todo processo da seleção que promove todos os anos a valorização e o fortalecimento dos sabores do cerrado tocantinense.

Os vencedores em primeiro lugar foram: na categoria ‘Prato Salgado’, o ‘Pirarucu à Lagareiro’, da chef Helaisy Aguiar Costa Martins foi o eleito; o vencedor da categoria ‘Prato Doce’ foi o prato ‘Cake Broca do Toca’, assinado por Tiago Rodrigues da Costa; na categoria ‘Comidinha Salgada’, a vencedora foi Andressa Theodoro da Silva, com seu  ‘Enfornado de Mandioca Chambari’;  já na categoria Rota Gastronômica, o prato eleito foi ‘A França Pede Licença ao Tocantins’, do restaurante ‘Paes e Delicias’; na disputa dos Food Trucks, o vencedor foi  Jairo de Mesquita de Sousa, com seu ‘Segredo Burger’.

As propostas gastronômicas que conquistaram os primeiros lugares nas suas categorias receberam o valor de R$ 6 mil, para os segundos colocados o valor de R$ 2 mil e os premiados na terceira colocação a quantia de R$ 1 mil.

Os jurados avaliaram nesta etapa final toda a composição dos pratos, como a criatividade e apresentação, o sabor, cor, textura, temperatura, originalidade dentre outras especificidades. Além do requisito dos candidatos usarem algum elemento típico da culinária tocantinense na composição final das receitas.

Thiago Rodrigues, chef vencedor na primeira posição da categoria do ‘Prato Doce’, conquistou os jurados com a aposta de uma sobremesa vegana. “Foi muito positivo poder participar, e eu não imaginava que ganharia o prêmio com um prato cem por cento vegano, sem o uso de ingredientes tradicionais como o leite e ovo. Estou muito grato por essa conquista na minha primeira participação no festival”, declarou.

“Nós nos reinventamos para conseguirmos realizar o festival. Por aqui, passaram pratos maravilhosos, e os participantes incorporaram esse novo modelo, e se doaram totalmente no preparo das receitas. Foi sim, um show da gastronomia palmense, e, por entender e agradecer a todos os participantes desse evento, nós, também mantivemos a premiação como incentivo aos participantes”, destacou o presidente da Agtur, Lázaro Quirino Rodrigues.

Participando pela terceira vez da competição culinária, Elayse Aguiar Costa Martins, foi a grande vencedora na categoria ‘Comida Salgada’. “O prato foi inspirado nos elementos regionais, mas de uma forma diferente, e o conjunto final ficou muito saboroso. E mesmo em um momento difícil como esse, o festival foi realizado com a proposta inovadora, mas ao mesmo tempo muito completa e enriquecedora,” disse.

Vencedores

Prato Salgado

1° Lugar:  Helaisy Aguiar Costa Martins: Pirarucu à Lagareiro

2° Lugar: Debora Almeida Lima Oliveira: TBÊ SDAKROWA – Peixe do SOL

3° Lugar: Mateus Almeida LIma: Caoipira do Cerrado.

Prato Doce

1° Lugar:  Tiago Rodrigues da Costa: Cake Broca do Toca

2° Lugar: Marina Ruskaia Ferreira Bucar: Torta Bananaru

3° Lugar: Carolina Almeida: Babarú.

Comidinha Salgada

1° Lugar:  Andressa Theodoro da Silva: Enfornado de Mandioca Chambari e Caju

2° Lvugar: Julyane Cabral da Costa: Tostada com Coalhada de Castanha

3° Lugar:   Daniele da Silva Porto: Jacajá.

Rota Gastronômica

1 °Lugar:  Paes e Delicias: A França Pede Licença ao Tocantins

2° Lvugar: Vilas dos Sabores: Picolé de Costela

3° Lugar: Celia´s Restaurante: Arrumadinho do Sertão.

Food Truck

1° Lugar:  Jairo de Mesquita de Sousa: Segredo Burger

2°lugar: Suzana Lima Martins: Crepe de Ouro Tocantinense

3° Lugar: Aparecido dos Santos da Conceição: Miracaxi.

Edição Especial

Na edição deste ano, os pratos não foram comercializados e todo o processo de seleção, avaliação e degustação foram realizados seguindo os protocolos sanitários da Organização Mundial de Saúde (OMS), em decorrência do enfrentamento da pandemia provocada pela disseminação da Covid-19. No encerramento, também foram mantidas as orientações, sendo permitida somente a presença dos participantes e a equipe da organização.