Como legado dos Jogos Mundiais Indígenas, as obras do Parque dos Povos Indígenas estão em ritmo acelerado e têm previsão de entrega para agosto próximo. Essa primeira fase da obra compreende a reestruturação da até então denominada Praça da Árvore, localizada Avenida LO-04, na quadra ACNE 11.

O novo parque da cidade será mais uma opção de lazer e prática esportiva que chega para contemplar a Região Norte e fortalecer uma tendência dos moradores da cidade que, de acordo pesquisa divulgada por reportagem nacional, gosta de praticar atividade física ao ar livre.

O  local da praça que agora passa a integrar o Parque dos Povos Indígenas está sendo todo revitalizado e recebe novo paisagismo e iluminação de LED. Nessa primeira etapa, além da revitalização da antiga praça, a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, Trânsito e Transporte está construindo pista profissional de skate com 600m²; duas quadras de areia para vôlei e futevôlei, com arquibancada fixa para 528 pessoas; duas quadras de areia para prática de peteca e badminton; playground, duas academias ao ar livre, quadra de areia com suporte para a prática de slackline, banheiros, estacionamento, 700 metros de pista de caminhada, cerca de 1300 metros de ciclovia, banheiros públicos.

Homenagem a etnias

A obra do Parque dos Povos Indígenas está dividida em oito etapas, sendo que cada uma delas homenageia as etnias indígenas do Tocantins, sendo que a primeira etapa homenageará todos os povos do mundo. Todo o parque terá uma extensão 17 quilômetros, cobrindo as áreas verdes dos córregos Sussuapara e Brejo Comprido até o lago, permitindo a formação de um corredor ecológico para tráfego de animais e implantação de diversos equipamentos esportivos e culturais.

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha,  entende que o Parque dos Povos Indígenas está dentro da grande estratégia de Cidade Sustentável que vem sendo articulada com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e outros parceiros. “Começamos a tirar do papel as ideias do programa Palmas Sustentável, ao mesmo tempo em que estamos cumprindo o nosso compromisso com a humanidade de criar o Parque dos Povos Indígenas, que assumimos durante a primeira edição dos Jogos Mundiais Indígenas”