O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e a cantora Anitta protagonizaram uma discussão nas redes sociais. O motivo foi a participação da artista no tuitaço — publicação massiva de tuítes por uma causa — marcado para hoje contra a permanência dele no cargo. Divulgada por organizações ligadas à agenda ambiental, a iniciativa mobiliza internautas em torno da hashtag ‘#ForaSalles’.

Anitta aderiu ao movimento, postou a foto utilizada na campanha contra Salles e afirmou que ele é “um desserviço para o meio ambiente”. O ministro repostou o tuíte da cantora e ironizou: “Fica na sua ai, ô Teletubbie”. A ofensa foi uma referência ao programa infantil criado em 1997.

A cantora decidiu responder a provocação, questionou a maturidade de Salles e defendeu que ele deveria sair do ministério de qualquer jeito. Ricardo Salles rebateu Anitta e desafiou a cantora a citar capitais do Brasil ou o nome dos seis biomas brasileiros.

O movimento virtual pedindo que o ministro deixe o cargo é mais um capítulo do desgaste sofrido por ele desde a semana passada, quando ele passou a ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) após uma notícia-crime da Polícia Federal (PF) do Amazonas indicando que ele poderia ter agido para atrapalhar uma investigação sobre madeireiras ilegais no estado.

Em entrevista ao GLOBO o delegado da Polícia Federal Alexandre Saraiva, responsável pelas denúncias que levaram a sua substituição do cargo de superintendente da PF no Amazonas, afirmou que denunciou Salles por entender que ele estaria atuando a favor de madeireiros e diz que nunca havia presenciado algo assim durante seus quase 18 anos na Polícia Federal.