A sessão da Câmara de Gurupi desta quarta-feira, 10, foi marcada por manifestações de insatisfação contra o secretariado da prefeita Josi Nunes (PSL). Sem citar nomes, os vereadores Ivanilson Marinho (SD), André Caixeta (PSB) e o presidente da Casa de Leis, Rodrigo Maciel (PSL), foram os responsáveis por capitanear críticas aos auxiliares do Poder Executivo. A informação é do veículo gurupiense Atitude Tocantins.

Não bateu metas, tem que tirar

Correligionário de Josi Nunes, Rodrigo Maciel cobrou mais eficiência da gestão pública e defendeu a necessidade da troca de auxiliares. “Secretário não tem cargo vitalício. Gestão pública tem que ser igual à iniciativa privada, não trabalhou, tem que tirar; não bateu metas, tem que tirar. Talvez a prefeita não tenha conhecimento do que se passa, mas tem secretários que usam das desculpas possíveis. Eu também sou gestor aqui na Câmara e se a engrenagem não andar tem que ser trocada”, comparou.

Ainda não mostrou a competência do presente

Ivanilson Marinho também mandou recado. “Tem secretário do município que critica a incompetência do passado, mas ainda não mostrou a competência do presente e fica perdendo tempo com rede social, quando poderia estar criando políticas públicas em prol de Gurupi”, disse. André Caixeta completou as críticas. “Tem secretário aí que é fraco igual chá de pedra. Esses dias eu mesmo falei pra ela [Josi Nunes] que não fique esperando pedir para sair não, manda embora. Gente fraca que não estiver dando conta, manda embora. Aproveita o final do ano e despacha quem não tiver desempenhando suas funções corretamente, pois isso repercute negativamente em nós vereadores que somos o parachoque do povo”, emendou.