O embaixador mexicano Ricardo Valero Recio, de 77 anos, deixou seu cargo na Argentina argumentando problemas de saúde, segundo divulgou a Secretaria de Relações Exteriores do México.

A renúncia é o fim de um caso que começou com a divulgação de imagens que mostram o diplomata sendo abordado por seguranças na célebre livraria de Buenos Aires, El Ateneo Gran Splendid, após tentar furtar um livro.

O vídeo mostra o momento em que o ex-embaixador pega a biografia de Giacomo Casanova, de Guy Chaussinand-Nogaret, e a esconde em um jornal.

Em outras cenas, é possível ver o diplomata mostrando notas fiscais aos seguranças. No entanto, nenhuma das faturas têm o artigo furtado: um livro de menos de dez dólares.

O furto aconteceu no final de outubro, mas as imagens foram divulgadas apenas em dezembro.

A atitude ilegal estaria associada a uma síndrome frontal que acomete o diplomata após ter retirado um tumor cerebral, segundo uma carta médica do hospital mexicano Médica Sur divulgada pelo governo mexicano.

O secretario de relações exteriores do México, Marcelo Ebrard, utilizou suas redes sociais para informar que o embaixador, a quem chamou de grande pessoa, está em tratamento neurológico.