O governo dos Estados Unidos anunciou que aprovou a possível venda de mísseis antitanque à Ucrânia discutida em um telefonema entre o presidente Donald Trump e seu homólogo ucraniano, Volodimir Zelenski, que desencadeou uma investigação de julgamento político contra o presidente americano.

O Departamento de Estado informou oficialmente ao Congresso sobre a intenção da administração de proceder com a venda de 150 mísseis Javelin por 39,2 milhões de dólares, segundo indicou um comunicado.