Araguaína reuniu mais de 100 representantes dos municípios do Estado, além de educadores e gestores de ensino para o evento ‘Melhorias na Educação – atendimento aos prefeitos do Tocantins’ na manhã desta segunda-feira (27).

Organizado pela Bancada Federal do Tocantins e Prefeitura, o encontro contou com a participação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e do presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), Marcelo Ponte.

“Para algumas prefeituras pequenas, o orçamento de deslocamento para Brasília, de uma equipe de 4 a 5 pessoas, é de R$ 15 a 20 mil e esse valor faz diferença. É muito mais fácil as cidades do entorno se reunirem aqui e a gente fazer o mesmo atendimento. Não é só informação, por meio da equipe do FNDE nós temos resolução, aqui decisões são tomadas”, afirmou o ministro Milton Ribeiro.

Essa referência em educação também foi destacada pelo prefeito de Babaçulândia, Franciel de Brito Gomes, em outros momentos. “Araguaína tem sido parceira no desenvolvimento em toda região, nos ajudando em outros eventos e também em outros encontros, como com o ministro do Turismo, que esteve aqui há pouco tempo”, disse.

Educação é prioridade

O prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, ressaltou que tem investido cerca de 40% do orçamento anual para ampliar a capacidade das unidades escolares e a inclusão dos alunos. “Não falta atendimento para nenhuma criança no Município. Temos, inclusive, uma atenção especial com a Clínica-Escola Mundo Autista, aula de Libras (Língua Brasileira de Sinais) na grade curricular comum e um núcleo de apoio pedagógico aos deficientes visuais”, afirmou.
 
No caminho certo

Algumas novidades para Educação foram apresentadas no evento pelo presidente do FNDE, Marcelo Pontes, que falou, entre outros assuntos, sobre os novos projetos padronizados para construção de unidades escolares. O novo modelo pretende reaproveitar a água da chuva, usar energia solar, ter climatização e quadra poliesportiva.
 
Em Araguaína, a maioria das escolas e creches já reutilizam a água expelida pelo aparelho de ar-condicionado, que estão instalados em todas as salas de aula na rede municipal de ensino, inclusive na zona rural. O Município construiu três ginásios com padrão de excelência, colocou cobertura nas quadras e a Escola Municipal Joaquim Carlos Sabino, no Lago Azul, é a primeira a gerar energia fotovoltaica.
 

Ampliando a infraestrutura

Com o investimento, o número de vagas na rede municipal de ensino saltou de 12 para mais de 25 mil alunos. Nos últimos anos, a Prefeitura de Araguaína entregou 16 novas unidades de ensino, além de reformar e ampliar as outras unidades já existentes. Atualmente, há a construção de duas escolas de tempo integral na Vila Azul e Araguaína Sul e outras duas unidades nos assentamentos Manoel Alves e Paraíso.

Reconhecimento

O resultado do investimento veio com vários prêmios a nível nacional pela evolução nos seus índices educacionais, como o Prêmio Excelência em Educação do Instituto Ayrton Senna, Prêmio Nise Silveira, entregue pela Câmara dos Deputados, e o Prêmio Excelência em Gestão Pedagógica e em Infraestrutura, entre outros.