A jovem Natalia Kisha Teixeira Ribeiro, de 21 anos, uniu dedicação, qualidade do ensino escolar e esperança para conquistar um sonho: estudar medicina. Ela é egressa do Colégio Militar do Estado do Tocantins – Unidade III, de Araguaína, e foi aprovada em primeiro lugar no vestibular 2019/2 da Universidade Federal do Tocantins (UFT), na concorrência para estudantes de escolas públicas com renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo.

“Sempre soube que esse era o meu sonho, fazer medicina. E eu corri atrás dos meus objetivos. Eu fiz o vestibular outras três vezes e, mesmo não conseguindo, eu nunca desisti. Todas as vezes que eu não passava, eu só me reerguia e aqui estou, aprovada em medicina, mostrando que uma aluna de escola pública também pode realizar esse sonho. E eu só tenho a agradecer, especialmente a todos os meus professores, que sempre me ajudaram com um ensino de qualidade, e me mostraram que eu era capaz”, comemorou.

O pai de Natalia, Edilson Pinto Ribeiro, reforça que esse é mais um exemplo que “não há barreiras para os sonhos”. “Nós devemos, sim, acreditar que a educação pode transformar a realidade dos nossos filhos e alunos, e assim ajudar a construir os sonhos desses jovens. Para chegar aonde a Natalia chegou não foi um caminho fácil. Acredito muito que tudo isso só foi possível através do esforço dela, da escola e dos professores com um brilhante trabalho, além da motivação que eu e a mãe dela sempre buscamos ter. O sonho dela agora é realidade”, concluiu.

Homenagem

Durante o encerramento das atividades do ano letivo da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Araguaína, que foi realizado no Colégio Estadual Adolfo Bezerra de Menezes na última sexta-feira, 20, a secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, expressou sua homenagem à estudante e ressaltou a qualidade da educação pública do Tocantins.

“Histórias como a da Natalia, que foi aluna de escola pública, nos inspira a ter sempre um ensino de qualidade para nossos estudantes e inspira nossos professores a se dedicarem cada vez mais por nossos alunos. Esse resultado representa, portanto, os sonhos de muitos estudantes, os sonhos dos pais e dos nossos professores e, mais do que isso, representa a qualidade da educação que é ofertada no nosso Estado”, pontuou.