Em decisão do juiz Nelson Rodrigues da Silva, da comarca de Araguaçu, o ex – prefeito de Sandolândia, Alberto Leme de Andrade, foi condenado a quatro anos e 15 dias de prisão, o ex-prefeito foi acusado de contratar o próprio posto de combustível para fornecer o produto para os veículos da prefeitura sem licitação.

As irregularidades, segundo o MPE (Ministério Público Estadual), que propôs a ação, ocorreram entre 2006 e 2008, quando Alberto era prefeito da cidade. Segundo levantamento feito pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado), o prejuízo aos cofres públicos pode ser de R$500 mil. Em um período de apenas quatro meses, durante o ano de 2008, foi constatado que a cidade adquiriu R$ 136 mil em combustíveis no posto investigado.

Além das compras de combustíveis, outras aquisições também estão sendo investigadas. A defesa do ex-prefeito informou que vai recorrer da sentença e que ele é inocente. O advogado disse que só vai se manifestar sobre as acusações nos autos do processo.

Sandolândia fica na região sudoeste do Tocantins e em pouco mais de três mil moradores. Durante o depoimento o político negou que o posto fosse dele e disse que o posto pertence ao irmão. Além da pena de prisão, ele também foi condenado a pagar uma multa de mais de R$ 18mil.