Foi inaugurada pelo ministro da infraestrutura Tarcísio Gomes Freitas  uma nova via expressa exclusiva para veículos de carga na cidade do Rio. Com extensão de 3,2 quilômetros e mão dupla, a Avenida Portuária ligará a Avenida Brasil — na altura do bairro de Manguinhos — ao Portão 32 do Cais do Porto.

 

As obras para construção da via foram iniciadas em 2018, e o tráfego já está  liberado. De acordo com a Ecoponte, responsável pela execução do projeto, a expectativa para o tráfego diário na Avenida Portuária é de aproximadamente 2,6 mil veículos.

Para a empresa, o fluxo pode contribuir para o funcionamento de outras vias próximas ao Porto do Rio, como a própria avenida Brasil e a avenida Francisco Bicalho. A Ecoponte já tinha finalizado, em fevereiro de 2020, a construção da alça de ligação entre a ponte Rio-Niterói e a Linha Vermelha, também iniciada em 2018.

 

De acordo com o coordenador de operações da CET-Rio, Joaquim Dinis, a inauguração da Avenida Portuária também traz alívio para a região do Into e da rodoviária Novo Rio, já que os caminhões que se direcionam ao Porto não precisarão mais utilizar esses trechos.

— A chegada de caminhões na região do Porto se dá muito entre 7h e 9h, um horário em que as pessoas estão se dirigindo ao centro da cidade e à região da Zona Sul. É quando aquele ponto da avenida Brasil é mais demandado. Com isso, a gente retira uma grande quantidade de veículos pesados, de grande porte. Benefício para todos — explicou o coordenador.

 

Com relação à alça que liga a Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha, Joaquim Dinis informou que os veículos que desciam da Ponte e se dirigiam à Linha Vermelha — aproximadamente 50% do tráfego — agora poderão fazer isso de maneira direta, aliviando, também, a avenida Brasil no sentido Zona Oeste.

 

Segundo a concessionária, dentro de poucos dias será encerrada a desmobilização do canteiro de obras, que está na fase final e não impede a liberação do trânsito na via.