Famílias invadem e montam barracos em terreno ao da ocupação original no setor Taquari, na quadra T-23. A informação foi repassada pelos líderes do movimento e depois confirmada pela Defensoria Pública do Tocantins. A decisão foi tomada depois do fim do prazo dado pela Justiça para que as casas fossem desocupadas.

Desde o começo da semana, o Governo do Estado negociava a saída com os moradores e com a defensoria. Uma desocupação com a ajuda das forças policiais chegou a ser a anunciado, mas logo depois foi desmarcada. Cerca de 300 famílias chagaram a morar no local, mas somente 80 seguiam na ocupação.

A invasão agora se moveu para a quadra T-32, no local não há nenhuma obra em andamento. No início do mês, algumas famílias deixaram as residências e levaram os telhados e até as janelas.

Os ocupantes invadiram os imóveis, que seriam destinados a dois programas habitacionais, em outubro de 2016. As 400 casas populares deveriam ter sido entregues em 2015, mas não ficaram prontas. O valor total do investimento é de R$ 12 milhões. As obras são do governo do Estado com recursos do Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC) e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).