Dentro dos recursos próprios da Agência de Fomento, será disponibilizado até R$ 30 mil para MEI e até R$ 150 mil para micro, pequenas e médias empresas.

 A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Tocantins (Fecomércio TO) assinou um convênio com o Governo do Tocantins, por meio da Agência de Fomento, para a execução do programa “Crédito Fácil – Fecomércio TO”, que disponibiliza recursos para Microempreendedores Individuais (MEI), para micro, pequenas e médias empresas representadas pela entidade. A assinatura do termo de convênio ocorreu na sede da instituição financeira entre a presidente da Agência de Fomento, Denise Rocha, e o presidente da Fecomércio, Itelvino Pisoni.

Participaram também da assinatura o presidente do Conselho Empresarial de Turismo da Fecomércio (Cetur), Marcelo Perim, o 2º vice-presidente da Fecomércio, Romeu Capra, o diretor sindical, Rubens Pereira da Luz e a diretora executiva da Fecomércio, Alexandra Bramatti e o diretor operacional da Agência de Fomento, Jorge Luiz Matheus.

Os empresários representados pela Fecomércio poderão ter acesso ao crédito de recurso próprio da Fomento, com taxa de juros diferenciadas de 1,39% ao mês, para os adimplentes, e de 1,69% ao mês, para aqueles que adquiriram restrições durante a pandemia, com prazos de pagamento de até 33 meses e carência que chega até 90 dias.

De acordo com a presidente da Agência de Fomento, Denise Rocha, é de suma importância a parceria com uma entidade como a Fecomércio que possui grande importância no desenvolvimento do Estado.

“Estamos atuando de forma integrada com a Fecomércio para tentarmos minimizar a atual situação econômica que estamos passando, devido a pandemia. Estabelecemos condições diferenciadas para os empreendedores ligados ao Fecomércio, bem como mantemos as medidas antes estabelecidas de aceitar as solicitações de quem possui restritivos e a flexibilização da documentação”, enfatizou a presidente.

Já o presidente da Fecomércio, Itelvino Pisoni, falou sobre a importância dessa linha de crédito. “Nosso papel é atuar na busca de melhorias para os empresários do setor de comércio de bens, serviços e turismo, e com essa parceria com a Agência de Fomento poderemos ir ao encontro de uma solução para diversas empresas que hoje sofrem com a falta de recursos financeiros, principalmente para o capital de giro. Esperamos que de fato isso possa contribuir com os setores econômicos que mais sofreram durante esta pandemia”, afirmou.

Para proporcionar mais agilidade no processo, a Fecomércio disponibilizará uma equipe para atendimento dos representados e suas entidades, que serão treinados pela coordenação de prospecção da Agência de Fomento, no que se refere a informações sobre as documentações solicitadas de cada linha. Será disponibilizado de R$ 1 mil a R$ 30 mil reais para a categoria de MEI e até 150 mil para micro, pequenas e médias empresas. As ações de processo do crédito terão a duração de 60 dias, a contar da assinatura do convênio.

Para o ramo do Turismo, através da linha Fungetur, os valores solicitados são estabelecidos pela modalidade de investimento solicitada, com carência e prazos específicos, e taxas de juros de 5% ao ano + Sistema Especial de Liquidação de Custódia (Selic).

(Melânia Kássia/ Governo do Tocantins com colaboração da Ascom Fecomércio)