Os cinco filhos da deputada federal Flordelis dos Santos (PSD) foram transferidos da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI) para o presídio José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, no começo da noite desta segunda-feira. Os filhos da parlamentar, antes foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Niterói para passar por exames de corpo delito.

O delegado Allan Duarte ainda tentou ouvir os filhos da pastora, mas o grupo se recusou a prestar depoimento.

O exame no IML de Niterói durou pouco menos de 15 minutos e o grupo se recusou a falar com a imprensa. Todos saíram algemados e permaneceram de cabeça baixa.

Cinco filhos e uma neta da deputada e pastora Flordelis dos Santos foram presos em operação de Ministério Público e da Polícia Civil, acusados de participação no assassinato do marido dela, Anderson do Carmo, em junho de 2019. As investigações também apontaram a cantora gospel como mandante do crime, mas ela não pôde ser presa na operação por ter imunidade parlamentar.

A polícia não tem dúvidas da participação de todos os acusados na morte do pastor, e a motivação teria sido financeira.

Os denunciados

  • Flordelis dos Santos de Souza (viúva): por homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado; associação criminosa majorada; uso de documento ideologicamente falso e falsidade ideológica, não foi presa por ter imunidade parlamentar;

  • Marzy Teixeira da Silva (filha adotiva): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada, presa;

  • Simone dos Santos Rodrigues (filha biológica): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada, presa;

  • André Luiz de Oliveira (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada, preso nesta segunda-feira;

  • Carlos Ubiraci Francisco Silva (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado, preso;

  • Adriano dos Santos (filho biológico): associação criminosa e uso de documento falso, preso;

  • Flavio dos Santos Rodrigues (filho biológico): Associação criminosa e uso de documento ideologicamente falso, já estava preso;

  • Lucas Cezar dos Santos (filho adotivo): associação criminosa, já estava preso;

  • Rayane dos Santos Oliveira (neta): homicídio triplamente qualificado e associação criminosa majorada, presa;

  • Marcos Siqueira (ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso, já estava preso;

  • Andreia Santos Maia (mulher do ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso.