O fim de semana novamente teve registros de aglomerações e desrespeito as medidas preventivas contra a Covid-19 tanto na capital como no interior. Em Palmas, uma operação de fiscalização da prefeitura fechou três bares e notificou ou autuou outros 21 estabelecimentos apenas na madrugada do  domingo (4).

Houve ainda um flagrante de perturbação de sossego em uma casa na cidade. A prefeitura informou, pelas redes sociais, que cerca de 30 pessoas estavam no local e que o dono do imóvel foi multado. A quadra onde a ocorrência foi registrada não foi divulgada.

Em Miracema do Tocantins, que fica na região central do estado, as praias ficaram lotadas. Moradores que pediram para não ser identificados denunciaram que as praias do Funil e do Paredão estão funcionando sem nenhum tipo de controle de entrada e criticaram a falta de fiscalização. O G1 procurou a prefeitura do município para comentar o caso e aguarda retorno.

Imagens feitas por testemunhas mostram que o estacionamento da praia estava tão cheio que os veículos acabaram sendo estacionados às margens da rodovia que dá acesso ao local.

Na capital, houve operações em praias durante o sábado (3). A prefeitura informou que o trabalho foi de orientação aos comerciantes sobre o limite de até seis pessoas nas mesas e o distanciamento de no mínimo dois metros entre as mesas. O uso das faixas de areia segue proibido por decreto, mas esta regra vem sendo amplamente desrespeitada pelos moradores.

Na noite entre a sexta-feira (2) e o sábado (3), houve outra operação de fiscalização em Palmas. O município registrou 52 autos de infração e cinco veículos removidos.

Por  G1 Tocantins.