Fiscais encontraram cinco toneladas de pescado que não tinham condições de ser consumidos em uma peixaria clandestina em Palmas. O flagrante foi em uma operação conjunta da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) com o apoio da Guarda Metropolitana de Palmas e Vigilância Sanitária Municipal (Visa). De acordo com a Adapec, o local estava sujo, sem nenhum padrão de higiene.

O dono do estabelecimento chegou a apresentar uma nota fiscal para os peixes, mas o documento era do Estado da Bahia e não autorizava o transporte e a venda no Tocantins. 

Ele foi multado em R$ 2,5 mil. O nome da empresa e do dono não foram divulgados.

Todo o material foi apreendido e destruído no aterro sanitário. A Adapec informou que recebeu uma denúncia anônima pelo 0800 063 11 22 e deu início às investigações.

“A atitude além de ferir a legislação, põem em risco a saúde do consumidor, pois todo o material foi avaliado também por uma equipe técnica do Mesa Brasil, que atestou que o alimento estava impróprio para o consumo”, afirmou o gerente de inspeção animal, Antônio Caminha.