Representantes do Conselho Regional de Enfermagem do Tocantins (Coren) e do Sindicato dos Profissionais da Enfermagem (Seet) foram até Hospital Geral de Palmas (HGP) para averiguar denúncias dos profissionais que trabalham para a empresa Bioplus, responsável pela Central de Material Esterilizado (CME).

Durante a fiscalização, foram encontrados problemas como a falta de condições de trabalho, segurança, ausência de água, local para repouso e banheiro. Além disso, há uma grande probabilidade de contaminação por conta do tamanho do ambiente onde acontece a lavagem dos materiais. Outro problema é a exposição dos funcionários que percorrem os espaços entre a entrega de material contaminado até o recebimento do material esterilizado.

Após reunião com a enfermeira responsável pela empresa Bioplus na Capital, Alice Anne Lavor, ficou acordado que os problemas apontados pelos profissionais seriam sanados e que seria implantada a segurança armada no local.

“Esperamos que os problemas sejam resolvidos o quanto antes para evitar danos aos profissionais da enfermagem. O Coren/TO está sempre atento e trabalhando para garantir condições dignas de trabalho”, enfatizou a Conselheira, Irismar Vieira.

A fiscalização foi realizada pelas conselheiras do Coren-TO, Irismar Vieira, Luana Ribeiro e Sandra Valeijo; pela coordenadora do Departamento de Fiscalização Luciana Ferreira Marques da Silva, e pelos  enfermeiros fiscais Roberto Paulo Ramos e Elisângela Aparecida Gonçalves Fraga. As informações são do Portal AF Notícias.