Em nota enviada a imprensa na tarde da terça-feira, 12, a deputada federal Dulce Miranda alertou sobre a utilização de seu nome de forma criminosa na aplicação do golpe conhecido como sequestro de whatsapp.

De acordo com a parlamentar, o criminoso, utilizando o número (61) 998004108, está se passando por integrante de sua equipe para aplicar golpes. O episodio teria sido relatado por diversas pessoas.

Segundo a nota, o golpista e apresenta como membro de seu gabinete para a confirmação de presença em um evento, “confirma o nome do dono do telefone, fala do convite, em seguida envia um código via-MS que seria, em tese o da confirmação para o evento.

Outra parlamentar, a senadora Kátia Abreu, também teve seu nome utilizado no mesmo tipo de golpe. O episódio aconteceu no início do mês passado.

Dulce explicou que está tomando as medidas legais.